Feridos em atentado na Somália recebem visita oficial

Mogadishu old port

Após os eventos na capital Mogadíscio, que enfrenta guerra civil contra os membros da Al-Qaeda, que deixou um jogador (Abdi Salaan Mohamed Ali) da seleção sub-20 do país morto e dois feridos (leia matéria aqui), uma delegação da Federação de Futebol da Somália foi ao hospital prestar solidariedade aos dois jovens feridos durante os confrontos do final de fevereiro.

O presidente da entidade, Sheik Sharif Sheik Ahmed, reportou mensagem de conforto do presidente da FIFA, Joseph Blatter, a Mohamed Xiis e Mahmoud Amin Mohamed, que se recuperam bem em um hospital da capital somali.

Leia também: Argentino é o novo treinador da seleção de Fiji

“Primeiro, devemos rezar a Alá para que receba o nosso irmão (Abdi Salaan Mohamed Ali) com misericórdia. Faço votos que os dois feridos também se recuperem em breve”.

Ahmed ainda disse que estava fora quando a bomba explodiu, numa reunião da Confederação Africana de Futebol (CAF), em Cartum, capital do Sudão, e que ficou chocado ao saber das notícias.

Mohamed Xiis procurou valorizar o gesto dos membros da SFF, dizendo que uma visita do presidente da entidade nunca tinha acontecido na Somália. Ele encerrou afirmando que, no passado, os dirigentes não se preocupavam com jogadores em dificuldades.

Jogos

Apesar de as Eliminatórias da Copa Africana de Nações 2012 estarem em andamento, a Somália decidiu não se inscrever para o torneio. Por esta razão, não há partidas a disputar no curto prazo – a última vez em que a seleção entrou em campo foi em 3 de dezembro de 2010, derrota para a Zâmbia (6×0), pela Cecafa Cup.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede