Árabes confirmam favoritismo; sauditas passeiam

logo-copa-2014

vote no Plano Tático no concurso TOP Blogs

Tendo conquistado vitórias nos jogos de ida, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Kuwait entraram em campo, na última quinta-feira, 28 de julho de 2011, com larga vantagem. Os sauditas não tomaram conhecimento de Hong Kong e os emirianos foram os únicos do trio que não triunfaram pela segunda vez.

Hong Kong leva outra goleada e dá adeus

Saudi-Arabia-vs_-Hong-Kong-226x300

Os 3×0 que a Arábia Saudita conseguiu no jogo de ida, em casa (ver texto 1), já eram suficientes para atestar a classificação da equipe. Mas os sauditas quiseram chegar para o sorteio dos grupos da 3ª Fase de amanhã amedrontando os adversários. Porém, apesar do placar elástico de 5×0, a Arábia Saudita demorou a deslanchar na partida.

O primeiro gol no vazio estádio Siu Sai Wan Sports Ground (12.000 lugares), em que apenas 1.402 almas penadas estiveram presentes, surgiu aos 34 minutos. Após boa troca de passes que envolveram a marcação honconguesa, Nawaf Al Abid, de 21 anos, serviu muito bem Hassan Fallatah, que desviou a bola no lado contrário ao qual o goleiro Yapp Hung Fai fechou.

O segundo gol dos visitantes ocorreu apenas na metade da etapa final. Aos 28 minutos, Mohammed Noor recebeu bola dentro da área e tocou para Fallatah, que se preparou para finalizar. Desengonçado e atrasado no lance, o zagueiro Chan Wai Ho, do South China (Hong Kong) teve de fazer o pênalti. Ele foi punido com cartão amarelo pelo árbitro Minh Tri Vo, do Vietnã. Noor foi o encarregado da cobrança e dobrou a vantagem saudita.

Leia também: O esloveno brilha de novo na Polônia!

A partir daí, Hong Kong percebeu que dificilmente conseguiria algo melhor do que uma derrota e começou a desistir do jogo. É importante dizer que, dois minutos antes da penalidade, Hong Kong havia ficado dez jogadores, em razão da expulsão do meia Leung Chun Pong. Diante do desânimo honconguês foi que a Arábia Saudita construiu a goleada.

O terceiro foi marcado por Nassir Al Shamrani, mas a jogada começou com Nawaf Al Abid. Ele achou Noor desmarcado, que esperou a ultrapassagem de Fallatah, pelo flanco direito. O atacante saudita chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro. A bola passou por todo mundo, à exceção de Al Shamrani, que só desviou para o gol vazio.

Cinco minutos depois, novo tento da Arábia Saudita. Mohammad Al-Sahlawi foi o autor do quarto tento saudita, que não aparece no vídeo logo abaixo. A goleada foi fechada com o gol de Osama Hawsawi, já aos 47 minutos. Após cobrança de falta do capitão da equipe e estrela Mohammed Noor e muita confusão na área, o zagueirão aproveitou novo cochilo da zaga de Hong Kong e balançou as redes pela última vez. O goleiro dos donos da casa, Yapp Hung Fai não estava nada satisfeito com o desempenho de seus companheiros e dele próprio.

Após o fim da partida, todos os jogadores correram em direção ao técnico brasileiro Rogério Lourenço, para comemorar o triunfo. Teve até levantadinha no ar, a-lá Parreira no tetracampeonato mundial do Brasil em 1994.

Gols e melhores momentos

Imagem de Amostra do You Tube

Emirados Árabes deixam segunda vitória escapar no fim

 Untitled2

O triunfo emiriano no jogo de ida, por 3×0, com uma ajudinha do juiz (ler texto 3), complicou a tarefa indiana de reverter o resultado em Nova Déli. Mesmo assim, 13.000 estiveram presentes ao estádio de Ambedkar (20.000 lugares) para acompanhar a partida. O que atrapalhou muito a qualidade dos dois times foi a chuva que desabou sobre a capital indiana, como se pode perceber nas imagens. A bola mal rolava no gramado.

Imagem de Amostra do You Tube

Aos 39 minutos, os Emirados Árabes conseguiram um lance que não fosse atrapalhado pelas poças de água. Ahmad Khalil caminhou com a bola dominada e, da esquerda, cruzou. Sem frescura de se sujar na lama, Mohamed Al-Shehhi mergulhou de peixinho para abrir o placar em favor dos visitantes.

No segundo gol emiriano, já no segundo tempo, por volta dos 26 minutos, foi a poça de água que ajudou. Al-Shehhi, depois de se enroscar com Syed Nabi, tocou muito forte para Ali Al Wehaibi. Porém, a bola parou na poça, na posição perfeita para Wehaibi pegar de primeira e fazer um golaço, sem chances de defesa para Karanjit Singh.

Veja também: Intruso se passa por jogador em amistoso

Mesmo eliminada, já que tinha de fazer seis gols em quase 20 minutos, a Índia correu atrás do empate. Lalrindika Ralte, dois minutos depois do gol emiriano, fez boa jogada pelo flanco direito e cruzou. O zagueiro Walid Al Balooshi não subiu para interceptá-lo e a bola sobrou para Jeje Lalpekhlua diminuir, de cabeça, neste que foi o primeiro gol indiano nas eliminatórias de 2014.

Já nos acréscimos, aos 46, a torcida indiana pôde comemorar o segundo tento dos donos da casa. Após muita confusão dentro da área dos Emirados Árabes, mais uma vez Walid Al Balooshi não conseguiu afastar o perigo, chutando a bola em cima de seu companheiro. A bola sobrou para Gouramangi Singh, que igualou o marcador e deu números finais ao jogo.

No sorteio de amanhã, os Emirados Árabes figurarão no Pote 3 e só não poderão enfrentar Bahrein, Síria, Omã e Iraque, que também fazem parte do mesmo pote.

Gols da partida

Imagem de Amostra do You Tube

Filipinas perde de virada e fica fora das eliminatórias

azkals-celebration

A desvantagem dos filipinos ante os kuwaitianos era de três gols (ver texto 2), mas os torcedores anfitriões estavam acreditando na classificação. Porém, o que se viu no estádio Rizal Memorial (30.000 lugares) foi uma partida sem grandes emoções.

O primeiro grito de gol foi de Filipinas, apenas no finalzinho do primeiro tempo. Aos 48 minutos, o lateral-direito alemão naturalizado filipino Stephen Schröck, de 24 anos, arriscou de longe e surpreendeu o goleiro Nawaf Al Khaldi, abrindo o marcador, trazendo esperança ao público de 13.000 pessoas presente ao estádio.

Aos 13 da segunda etapa, Fahad Al Ebrahim foi expulso pela equipe do Kuwait, animando os filipinos. Porém, três minutos depois, os visitantes empataram. Em outro lindo gol de fora da área, Yousef Nasser, que havia marcado no primeiro jogo, voltou a balançar as redes, acertando o pé, com uma ajudinha do goleiro Neil Etheridge, do Fulham (Inglaterra), que demorou a cair para fazer a defesa.

Pode lhe interessar: Deu a louca na 2ª Divisão da Holanda!

O placar ficou em 1×1 até os 40 minutos do segundo, quando mais um gol do Kuwait decretou a vitória dos visitantes. Em contra-ataque rápido, Waleed Jumah, que joga no Estheglal (Irã), correu com a bola dominada, driblou Etheridge e tocou fraco para o gol. Emelio Caligdong tinha tudo para evitar o gol, mas se atrapalhou e empurrou a bola para a própria meta. O gol foi dado ao kuwaitiano.

Classificado, o Kuwait tenta ter melhor resultado do que o alcançado nas eliminatórias de 2010, quando foi o lanterna do Grupo 5, com uma vitória em seis jogos, atrás de Irã, Emirados Árabes Unidos e Síria. O país árabe está no Pote 2.

Gols da partida

Imagem de Amostra do You Tube

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede