2ª Fase das Eliminatórias Asiáticas para 2014

logo-copa-2014

vote no Plano Tático no concurso TOP Blogs

Hoje, domingo, 24 de julho de 2011, o Plano Tático continua mostrando os jogos das Eliminatórias Asiáticas. Desta vez, o Plano Tático analisa duas partidas envolvendo seleções que avançaram na 1ª Fase. Os pequenos não começaram bem esta etapa. O Nepal foi o de pior desempenho! Boa leitura!

Nepal é o mais decepcionante entre os pequenos!

Jordânia x Nepal

O Nepal foi até a capital da Jordânia, Amã, para encarar os donos da casa, mas voltou com a bagagem entupida de gols! O estádio internacional de Amã (25.000 lugares) não estava lotado, mas os 17.000 torcedores devem até ter se cansado de levantar para comemorar os nove gols jordanianos.

O primeiro tento da partida aconteceu logo aos dez minutos. Após cobrança de escanteio, Hassan Abdel-Fattah apareceu de surpresa no meio da zaga nepalesa e mandou para o gol, à queima-roupa do goleiro Kiran Chemzong, que nem viu a bola entrar. Detalhe para a comemoração dos atletas jordanianos, religiosos, agradecendo pelo gol marcado.

O segundo gol da Jordânia, aos 23, aconteceu por falha de um atleta da defesa nepalesa. Bikash Chhetri, camisa 5, cobriu impedimento, deixando Amer Khalil Deeb em condições de avançar em direção ao gol, totalmente livre, driblar Chemzong e mandar para o gol vazio! O terceiro, nove minutos depois, resultou em nova falha da zaga. Dentro da área, Ahmed Ayel cabeceou livre, no contra-pé do goleiro nepalês, que nada pôde fazer.

Ainda no primeiro tempo, já nos acréscimos, Abd Allah Deeb aproveitou a inexperiência de um atleta nepalês, que errou o tempo de bola, avançou com a bola dominada, driblou outros dois nepaleses e tocou rasteiro. Depois de 45 minutos e 4×0 no placar, o Nepal já percebia que as chances de classificação à 3ª Fase iam por água abaixo.

O segundo tempo foi praticamente uma repetição do primeiro. Falhas grotescas da inexperiente seleção de Nepal facilitaram e muito o trabalho do ataque jordaniano, que fez mais cinco, com Amer Deeb (12 minutos), Ahmad Hayel (23´) e Abdel Fattah (29, 37 e 48 minutos), que foi o artilheiro do jogo, com quatro gols. A Jordânia já está classificada à 3ª Fase, não só pelo placar elástico, mas diante da fragilidade endêmica de Nepal.

Ter passado pelo Timor Leste, na 1ª Fase das Eliminatórias Asiáticas, só serviu para mostrar o quão distante está o país de língua portuguesa de alguma notoriedade no futebol. O jogo de volta, em Kathmandu, capital nepalesa, no próximo dia 28 de julho, deverá ser melancólico para um país que sonhou em ir um pouco mais longe nas eliminatórias!

Gols da partida

 Imagem de Amostra do You Tube

Vietnã cai diante do Catar

Catar x Vietnã

Time da maior goleada até aqui em todas as eliminatórias, um 7×1 diante de Macau, na 1ª Fase, o Vietnã apostou novamente em jogadores que atuam no próprio país, mas desta vez não deu certo. Enfrentar o Catar, na casa do adversário, exigiu  mais dos vietnamitas e do ainda artilheiro das Eliminatórias Asiáticas, o atacante Lê Công Vinh, que passou em branco. Ávidos por mostrar ao mundo que o futebol catariano, sede da Copa de 2022, pode evoluir até lá, os atletas partiram para cima dos vietnamitas.

O gol inaugural ocorreu aos seis minutos. Wesan Abdulmajid, que é kuwaitiano, bateu falta na cabeça de Bilal Rajab, que desviou a bola para o meio da área. Ela veio certinha para Mohammed Kasola, que nasceu em Gana, cabecear praticamente dentro do gol, sem chances para o goleirão vietnamita, Manh Dung Nguyen.

O segundo tento catariano só aconteceu no segundo tempo. Mohamed El Sayed fez boa jogada pela esquerda e esperou a ultrapassagem de Meshal Mubarak, que invadiu a área e chutou dali mesmo, por baixo de Nguyen, que não conseguiu fechar o ângulo, numa inocência sem cabimento.

17 minutos depois, o Catar fez o último gol da partida, fechando o placar em 3×0 a seu favor, com Yousef Ahmad Ali, que é natural da Arábia Saudita e tem 22 anos. O ponto alto do jogo, para o Plano Tático, no entanto, nem foram os gols catarianos. O Plano Tático destaca a entrada, a sete minutos do fim do tempo regulamentar, do brasileiro naturalizado catariano Fábio César Montezine. Natural de Londrina, interior do Paraná, Fábio começou no São Paulo, em 1999. Após passagem pelo Santa Cruz (Pernambuco), ele migrou para o futebol internacional.

O  brasileiro joga por equipes do Catar desde 2005 e já esteve nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, inclusive marcando os dois gols da vitória catariana, em 26 de março de 2008, contra o Iraque, em Doha. Quanto à situação do confronto, só um milagre para o Vietnã passar de fase. É verdade que o elenco do Catar está repleto de estrangeiros e são eles que dão força e qualidade ao time.

Por esta razão, os catarianos devem chegar à 3ª Fase no próximo dia 28 de julho, em plena Hanói, capital vietnamita. O Vietnã só será melhor que o Catar em termos de público, já que apenas 6.786 torcedores estiveram no estádio Jassim Bin Hamad (15.000 lugares), em Doha, para acompanhar a partida.

Gols da partida

Imagem de Amostra do You Tube

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede