Notas Rápidas – Eliminatórias Copa 2014

logo-copa-2014

vote no Plano Tático no concurso TOP Blogs

Hoje, domingo, dia 3 de julho, o Plano Tático analisa outros três confrontos das Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Brasil. Destes, dois já estavam praticamente definidos, mas em outro, envolvendo Taiwan x Malásia, qualquer um poderia ficar com a vaga. Saiba o que ocorreu hoje, pela manhã, horário de Brasília! Boa leitura!

Malásia avança com resultado apertado!

Imagem da partida de ida, na Malásia Crédito Asmawi

Imagem do jogo de ida, na Malásia Crédito: Asmawi

Os 16.768 torcedores que estiveram presentes ao Estádio Municipal de Taiwan (20.000 lugares) podem ficar orgulhosos. Os donos da casa, Taiwan, e os visitantes, Malásia, protagonizaram um jogo cheio de emoção, com heróis e vilões de ambos os lados.

Taiwan venceu a partida (3×2), mas não levou a vaga, que ficou com os malaios, por causa dos dois gols marcados fora de casa – resultado agregado de 4×4. Porém, em vários momentos da partida, ora a classificação ficava nas mãos da Malásia, ora a torcida taiwanesa sonhava em seguir adiante.

O jogo

A torcida da casa estava bastante empolgada, ainda mais depois de o hino nacional de Taiwan ser tocado. Porém, o camisa 7 malaio, o zagueiro de 23 anos, Mohamad Aidil Abd Radzak, tratou de esfriar o ímpeto adversário, com um lindo gol de falta, quase do meio-campo, logo aos oito minutos.

Mais tranquila com a vantagem aumentada, a Malásia soube explorar o nervosismo de Taiwan, porém, sem converter as chances em gol. Aí, apareceu o primeiro vilão da partida: o goleiro malaio, Mohd Sharbinee Ramli, de 24 anos. Após cobrança de escanteio de Chih En Lo, por volta dos 31 minutos, um jogador de Taiwan ganhou no ar e cabeceou para gol. Ramli foi encaixar a bola, mas a deixou escapar.

Depois de muita confusão na pequena área, o oportunismo de Han Chang colocou Taiwan em igualdade. A grande vantagem malaia agora estava reduzida a um gol, o que levaria a partida para os pênaltis, com a pressão dos torcedores taiwaneses.

Torcedores comemoram a vitória sobre Taiwan, no primeiro jogo Crédito Asmawi

Enquanto os jogadores de Taiwan comemoravam a possibilidade de continuarem percorrendo a classificação, Safiq Rahim, aos 40 do primeiro tempo, novamente de falta, colocou a Malásia de novo na frente do marcador. Taiwan era obrigado a fazer mais três gols para seguir adiante, por causa da regra do gol fora de casa.

E o primeiro chegou pouco tempo depois. O juiz vietnamita, Minh Tri Vo, marcou pênalti para Taiwan, aos 44 minutos, convertido por Po Liang Chen. Detalhe que o goleiro da Malásia, Ramli, queria se redimir da falha, mas não conseguiu, chutando a trave de raiva. O segundo tempo prometia um jogo aberto, com várias chances de gol.

Na volta, Taiwan pressionava. Depois de grande jogada do camisa 12, Chan Che Yuan, pela esquerda, Xavier Chen finalizou rasteira, para defesa fácil de Ramli. Pouco tempo depois, nova penalidade a favor dos anfitriões, em cima de Po Liang Chen. Ele, que havia feito o segundo, partiu para a cobrança.Porém, Ramli conseguiu fazer a defesa, em dois tempos, passando de vilão a herói na mesma partida, enquanto Chen recebia tal alcunha.

A 15 minutos do fim, o mesmo Po Liang fez linda jogada dentro da grande área, deixando dois adversários para trás. Ramli decidiu sair do gol para fechar o ângulo, mas agiu mal. Ele derrubou Liang, em outro pênalti a favor de Taiwan, o terceiro. Xavier Chen bateu bem e deixou Taiwan a um gol da classificação.

Restando pouco tempo, a Malásia conseguiu segurar a derrota de 3×2 e comemorou a classificação para a 2ª Fase, em que enfrentará os rivais de Cingapura. O Plano Tático deve fazer um parêntese para congratular os jogadores de Taiwan pela grande partida que fizeram. A Malásia era favorita antes dos confrontos e, por pouco, não foi eliminada.

Gols e melhores momentos

 Imagem de Amostra do You Tube

Vietnã confirma vaga com outro passeio

5885032058_c75a0c5bc7

Assim como no confronto de ida (ver texto 2), o Vietnã não tomou conhecimento da fraca seleção de Macau. Os próprios torcedores de Macau não acreditavam na classificação, tanto que apenas 500 compareceram ao estádio Campo Desportivo (16.000 lugares).

O ponto alto da partida, além dos sete gols dos visitantes – quatro ainda no primeiro tempo –, foi a nova marca alcançada pelo atacante Lê Công Vinh, de 25 anos. Com os cinco gols marcados hoje, além dos três na partida de ida, Vinh se tornou o maior artilheiro da história do Vietnã, com 31 gols, em 45 partidas. Ele ultrapassou o ex-atacante da seleção, entre 1995-04, Lê Huýnh Dúc, hoje treinador do Dà Nâng, sexto colocado na última liga nacional.

Além disso, Vinh é o artilheiro das Eliminatórias Asiáticas até o momento, com oito gols, seis a mais que dez jogadores, sendo que sete continuam na disputa. O Vietnã, por enquanto, é dono da maior goleada do torneio. No placar agregado, foi 13×1 a favor dos vietnamitas. O país asiático irá enfrentar o país-sede da Copa do Mundo de 2022, o Catar, nos dias 23 e 28 de julho, na briga por uma vaga na fase de grupos.

Veja o passeio vietnamita!

Imagem de Amostra do You Tube

Paquistão para na defesa bengali e está eliminado

Pouco público esteve no estádio de Punjab Crédito FPDC

Após a terrível derrota de 3×0 em Dhaka, capital de Bangladesh, no jogo de ida (ver texto 1), era certo que os visitantes iriam jogar na defesa, enquanto os paquistaneses procurariam o ataque durante os 90 minutos.

Bangladesh fazia muitas faltas perto da grande área, com as quais o Paquistão falhava em converter a gol. O fim do 1º tempo em 0×0 deixou os paquistaneses ainda mais nervosos, já que era improvável fazer três gols nos 45 minutos restantes. Atif Bashir, zagueiro de 26 anos e que atua no Barry Town (País de Gales), era o melhor nome da partida, encarando até quatro adversários ao mesmo tempo.

Por outro lado, o jovem atacante Kallemullah, de apenas 18 anos, que atua no Kahuta Research Laboratories FC/KRL (Paquistão), perdia oportunidades seguidas, deixando o pouco público presente ao estádio de Punjab (foto) bastante irritado – detalhe que as entradas para a partida foram distribuídas.

No fim, o cerco armado pelo técnico macedônio Nikola Ilievcki, que substituiu o compatriota Gjore Jovanovski – dias antes da primeira partida, o mesmo não aceitou viajar até o Paquistão, por medo da segurança no país vizinho, e foi demitido –, deu resultado. Com o 0×0, Bangladesh segue adiante pela primeira vez, para encarar o Líbano, nos próximos dias 23 e 28 de julho.

Gols da partida

Imagem de Amostra do You Tube

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede