El Salvador e Panamá são 100%; Trinidad & Tobago tropeça

logo-copa-2014

vote no Plano Tático no concurso TOP Blogs

Por Matheus Laboissière

Sem grandes dificuldades, El Salvador caminha tranquilamente para confirmar a vaga na 3ª Fase das Eliminatórias Concacaf. Desta vez, a vítima foi a República Dominicana, que está eliminada. A situação panamenha também está para lá de definida, com mais uma vitória, agora sobre Dominica. Por sua vez, os trinitinos foram derrotados por Bermudas e correm risco de eliminação! Boa leitura!

Salvadorenhos eliminam dominicanos

República Dominicana x El Salvador

Os torcedores locais estavam entusiasmados, esperando uma vitória da República Dominicana. Porém, o que se viu no estádio Panamericano (2.800 lugares) foi uma grande discrepância de qualidade a favor dos salvadorenhos. Mesmo assim, a primeira grande chance foi dos considerados inferiores.

O bom atacante Jonathan Faña, 24, do Puerto Rico Islanders (Porto Rico), recebeu passe de Inoel Navarro, 24, do Pantoja (República Dominicana), em profundidade. Ele ganhou do zagueiro Victor Turcios, 23, do Luis Ángel Firpo (El Salvador), e tocou por cima do goleiro Dagoberto Portillo, 31, da mesma equipe do defensor. Para sorte dos visitantes, a bola não ganhou velocidade, permitindo a recuperação de Turcios, que cabeceou para escanteio, salvando El Salvador!

Os anfitriões pressionavam, mas Portillo conseguia manter o placar inalterado. A resposta salvadorenha veio depois. Na cobrança de escanteio, o atacante Mark Blanco, 22, do Isidro Metapán (El Salvador), aproveitou falha do zagueiro Jhoan Cruz, 24, do Pantoja (República Dominicana), que não subiu. Porém, ele cabeceou por cima do gol, num lance em que o goleiro dominicano Miguel Lloyd, 28, do West Connection (Trinidad & Tobago), já não poderia fazer nada.

Ao longo do primeiro tempo, El Salvador teve algumas chances de ampliar o placar, mas os jogadores não foram felizes nas finalizações, em defesas fáceis para Lloyd. Até que, aos 34 minutos, Mark Blanco conseguiu um bom drible em cima do zagueiro Ernesto Jimenez, 22, do San Diego Toreros (Estados Unidos). O dominicano não aceitou perder o lance e, dentro da área, puxou Blanco, que caiu. Prontamente, o juiz costa-riquenho Ricardo Cerdas marcou pênalti e expulsou Jimenez de forma direta.

Depois de muita reclamação dos dominicanos, o que atrasou a partida em cerca de quatro minutos, o meia Osael Romero, 25, do Águila (El Salvador), converteu a cobrança, batendo no canto direito de Lloyd, que buscou a bola, mas só a encontrou no fundo das redes! 1×0 El Salvador! Em bom número, a torcida salvadorenha presente ao estádio agitou suas bandeiras! Nos últimos sete minutos da primeira etapa, os visitantes continuaram em cima da República Dominicana.

Depois de dois cruzamentos para a área, um de cada lado, a bola foi na cabeça de Mark Blanco, que finalizou muito bem.  Miguel Lloyd estava passando da bola, quando esticou o braço e mandou por cima, para escanteio! Linda defesa! No comecinho do segundo tempo, por volta dos nove minutos, finalmente o empate.

Em boa jogada, o habilidoso atacante Faña – sempre ele – ganhou de Victor Turcios na corrida e tocou para o meia Erick Ozuna, 21, do Club Barcelona Atlético (República Dominicana), que estava livre, do lado oposto. Ele invadiu a área e chutou forte, no canto direito de Portillo, sem qualquer chance de defesa! Era o empate dominicano! Aos 23 minutos, um simples lateral resultou no segundo de El Salvador. O meia Edwin Sánchez, 21, do Isidro Metapán (El Salvador), recebeu passe, olhou para a grande área e cruzou. A bola foi na cabeça de Mark Blanco, que tirou de Lloyd, finalizando no cantinho esquerdo! Bonito gol, em falha de marcação dominicana.

 Imagem de Amostra do You Tube

Com mais uma vitória, a terceira em três jogos, os salvadorenhos assumem a liderança do Grupo A, com nove pontos, dois a mais que Suriname, que continua na briga, em razão da vitória sobre Ilhas Cayman (veja detalhes – texto 2). Na próxima rodada, dia 11 de outubro de 2011, El Salvador recebe Ilhas Cayman, enquanto a República Dominicana visita Suriname. Surinameses e salvadorenhos brigam pela vaga, já que as outras duas seleções estão matematicamente eliminadas.

Panamá goleia Dominica e será o classificado

Dominica x Panamá

Grande favorito quando da definição dos participantes do Grupo C das Eliminatórias Concacaf, o Panamá apenas confirma o prognóstico, por estar a anos-luz de Dominica e Nicarágua no que tange à qualidade futebolística. Portanto, os torcedores que foram ao estádio Windsor Park (12.000 lugares), em Dominica, já sabiam que dificilmente a seleção da casa sairia com um pontinho. E foi o que aconteceu. A chuva de gols panamenha teve início aos 26 minutos do primeiro tempo.

Após cruzamento para a grande área, a defesa de Dominica afastou, mas a bola não ganhou muita distância. Ainda dentro da área, o atacante Amir Waithe, 21, atleta do San Francisco (Panamá), dominou a bola com maestria. Num rápido toque, ele driblou dois zagueiros, caminhou com ela dominada e, antes que mais dois dominicanos chegassem para tentar o desarme, emendou um chutaço, sem chances de defesa para o goleiro Glenson Prince, 24, que está sem clube.

O segundo gol dos visitantes aconteceu pouco depois, aos 34. Um atleta panamenho, não identificado, cruzou para a área. A bola veio na direção do zagueiro Malcolm Joseph, de apenas 18 anos. Porém, o jogador de Dominica subiu e não achou nada, com a bola sobrando para o atacante Luis Tejada, 29, do Juan Aurich (Peru). Ele ainda dominou no peito, deixou a bola quicar no gramado e tocou no cantinho de Prince, que novamente não teve culpa.

Veio a etapa final e o jogo continuou na mesma. Os panamenhos trocavam passes com extrema facilidade, esperando o momento certo para colocar um companheiro em boas condições de marcar. E foi isso que aconteceu aos dez minutos. Depois de tocar muito a bola na defesa, o Panamá avançou seus atletas. Amir Whaite recebeu passe no flanco direito e cruzou para a área, sem ser incomodado pelo zagueiro Calvin Christopher, de 31 anos, que o marcava a distância.

O zagueiro Hubert Prince, 22, poderia ter saltado para tentar tirar de cabeça. Mas ele nem se mexeu e ficou olhando a bola encontrar os pés do atacante Blas Peréz, 30, do Indios (México), colocar a bola onde quisesse. 3×0 Panamá! Sete minutos depois, os visitantes chegaram ao quarto gol. Em nova cobrança de escanteio, o zagueiro Eduardo Dasent, 22, do Atlético Bucaramanga (Colômbia), ajeitou de cabeça para o meia Ricardo Buitrago, 26, que atua pelo Plaza Amador (Panamá). Ele estava fora da área e experimentou dali mesmo, num chute que saiu rasteiro. É verdade que havia muitos jogadores à frente de Glenson Prince, mas o fato de a bola ter passado por entre as mãos é digno de lambança! Desta vez ele não pôde reclamar de sua defesa…

A poucos minutos do fim da partida, os panamenhos pareciam mais do que satisfeitos com o placar e apenas tocavam bola no campo de defesa. O próprio goleiro do Panamá, Jaime Penedo, 30, do Municipal (Guatemala), só deve ter participado recebendo recuos de seus zagueiros. Estava tão fácil que ainda deu tempo do quinto. Aos 43 minutos, depois de tocar na defesa, o Panamá envolveu os zagueiros de Dominica. Whaite e Blas Perez fizeram tabelinha na entrada da área. O passe final deixou Amir Whaite livre, cujo trabalho foi só escolher o canto e correr para o abraço!

 http://www.dailymotion.com/video/xljiy5

Com a goleada, o Panamá só depende de uma vitória, diante de Nicarágua, em casa, na próxima rodada, para carimbar a classificação à 3ª das Eliminatórias Concacaf. E é o que acontecerá. O dia 11 e outubro de 2011 será um dia de festa na Cidade do Panamá, capital do país e local do jogo.

Trinidad & Tobago perde e vê classificação ameaçada

Bermudas x Trinidad e Tobago

Os trinitinos, que surpreenderam o mundo ao se classificarem para o Mundial da Alemanha, em 2006, podem nem chegar ao Hexagonal Final das eliminatórias. Tudo por causa da derrota da última sexta-feira, sofrida diante de Bermudas. E não foi a primeira vez que a zebra pintou no confronto. Nas eliminatórias para a Copa de 2010, os bermudenses também venceram Trinidad & Tobago em seus domínios.

Os gols da partida só saíram na etapa final. Com apenas oito minutos, o atacante Antwan Russel, 24 anos, que atua no Bermuda Hogges, time de Bermudas que joga na liga dos Estados Unidos, balançou as redes do goleiro Marvin Phillip, 27, que defende as traves do West Connection (Trinidad & Tobago). O vazio estádio Nacional de Bermudas (8.500 lugares) comemorou.

Dez minutos depois, o outro atacante bermudense, Nahki Wellls, de 21 anos, que joga no Bradford City, da League Two (4ª Divisão) da Inglaterra, dobrou a vantagem dos donos da casa. Trinidad & Tobago só conseguiu diminuir por volta dos 36 minutos, com a promessa Kevin Molino, meio-campo do Orlando City (Estados Unidos), de 21 anos. Mas já era tarde demais.

Imagem de Amostra do You Tube

Com a vitória, Bermudas soma os primeiros pontos na tabela, o que não deve ser suficiente para classificação. A briga pela vaga do Grupo B à 3ª Fase está mesmo entre Trinidad & Tobago e Guiana. Estes últimos lideram o certame, com 100% de aproveitamento, em razão da vitória sobre o agora eliminado Barbados, por 2×0 (veja detalhes da partida – texto 2). Os dois postulantes à vaga se enfrentam nas duas últimas rodadas, nos dias 11 e 15 de novembro de 2011. Na próxima, em 11 de outubro, Guiana encara Bermudas, que apostará suas últimas fichas, fora de casa, enquanto os trinitinos medem forças com Barbados, em seus domínios.

Eliminatórias Asiáticas | Eliminatórias Concacaf | Eliminatórias Sul Americanas

Redes Sociais

Siga o Plano Tático no Twitter: https://twitter.com/PlanoTatico

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede