Peru surpreende e vence Paraguai; Porto Rico apenas empata

logo-copa-2014 

vote no Plano Tático no concurso TOP Blogs

Por Matheus Laboissière

Os peruanos deram sequência à boa fase da Copa América 2011 e conseguiram uma importante vitória logo na primeira rodada das Eliminatórias Sul-Americanas. Já Porto Rico está bem perto da eliminação após ficar no empate diante de São Cristóvão & Névis. Boa leitura!

Peru consegue importante triunfo

Peru x Paraguai

Empolgada com a recente boa forma de jogar da seleção peruana, os torcedores lotaram o estádio Nacional de Lima (55.000 lugares), esperando um bom início de eliminatórias, diante do Paraguai. Um jogo bastante disputado dentro de campo só teve redes balançadas no segundo tempo.

Logo a dois minutos, a zaga paraguaia falhou. O lateral-direito do São Paulo-SP, Ivan Piris, tentou inverter a jogada para Miguel Samudio. Esperto, o atacante Jefferson Farfán, que é atleta do Schalke 04 (Alemanha), se antecipou ao paraguaio e roubou a bola. Ele caminhou com ela dominada e, quando percebeu a ultrapassagem do companheiro Paolo Guerrero, que é do Hamburgo (Alemanha), tocou para ele.

Com grande habilidade, o peruano se desvencilhou de Samudio, que tentava correr atrás do prejuízo, e do goleiro Diego Barreto, do Cerro Porteño (Paraguai), e finalizoupara o gol vazio, antes que o zagueiro Dario Verón, do Pumas UNAM (México), pudesse tirar a bola!

Aos 28 minutos, o estádio explodiu de alegria uma vez mais. Em boa troca de passes na entrada da área, Farfán mostrou toda sua habilidade e tocou de calcanhar para o experiente atacante Claudio Pizarro, de 33 anos, hoje atleta do Werder Bremen (Alemanha), surpreendendo Samudio, que esperava um confronto direto. Ele foi até a linha de fundo, marcado pelo próprio Samudio,e cruzou.

A bola caiu nos pés de Paolo Guerrero, após o meia Wilson Pittoni, que atua pelo Figueirense-SC, não conseguir afastar o perigo. Aí o atacante dominou, com alguma dificuldade, e mandou um petardo quase na pequena área, que estufou as redes de Barreto, que apenas olhou, imóvel, a bola entrar! Ela ainda desviou em Piris, o que matou qualquer chance de defesa do goleiro paraguaio.

Imagem de Amostra do You Tube

O normalmente comportado Sérgio Markarían, técnico uruguaio da seleção do Peru, comemorou muito os dois gols de Paolo Guerrero, que são importantíssimos para as pretensões peruanas nas eliminatórias. Estando o Peru fora de uma Copa do Mundo desde 1982, na Espanha, o uruguaio, no ato de sua apresentação, prometeu montar uma equipe para voltar ao Mundial (veja a matéria publicada pelo Plano Tático). Na próxima rodada, em 11 de outubro de 2011, o Peru vai visitar o Chile, enquanto o Paraguai encara, em casa, o Uruguai, precisando da vitória.

Porto Rico e São Cristóvão praticamente eliminados

Porto Rico x São Cristóvão e Névis

Ambas as seleções precisavam vencer se quisessem continuar com alguma chance real de classificação no Grupo D. Porém, porto-riquenhos e são-cristovenses não saíram de um empate, que deixa a situação de ambos complicada. Até que os visitantes, bem melhores tecnicamente, tiveram chances de sair do estádio Juan Ramón Loubriel (12.500 lugares) com os três pontos, mas quase foram derrotados.

O primeiro gol da partida aconteceu ainda no primeiro tempo. Depois de quase tomar o gol de São Cristóvão & Névis, que teve a jogada anulada, o meia Andrés Cabrero, de apenas 22 anos, atleta do Bayamon FC (Porto Rico), abriu o marcador, aos 34 minutos. Em um contra-ataque, ele recebeu passe do experiente meia Peter Villegas, de 35 anos, do Puerto Rico Islanders (Porto Rico) e venceu o goleiro Akil Byron, de 31 anos, do Newtown United (São Cristóvão & Névis). No início do segundo tempo, por volta dos 13 minutos, o camisa 10 de São Cristóvão & Névis, Ian Lake, que atua no próprio país, também pelo Newtown United, deixou tudo igual, em outra jogada de contra-ataque.

Durante toda a etapa final, Byron salvou os são-cristovenses de saírem de Porto Rico derrotados, fazendo grandes defesas. Os dois elencos, com a grande maioria dos atletas atuando nas ligas locais dos próprios países – seis porto-riquenhos jogam nos Estados Unidos, com o goleiro Terry Boss, de 30 anos, sendo o melhor deles, do Seattle Sounders; ele não foi titular no jogo –, não poderiam fazer frente à melhor seleção da chave, o Canadá, que deve garantir sua classificação já na próxima rodada.

Entrevista coletiva pós-jogo do técnico costa-riquenho, Jeaustin Campos

 Imagem de Amostra do You Tube

Aos líderes, basta vencer Porto Rico, em casa, em 11 de outubro, e torcer para São Cristóvão & Névis não somar pontos diante da lanterninha Santa Lúcia, também em casa, para garantir matematicamente a vaga.

Eliminatórias Asiáticas | Eliminatórias Concacaf | Eliminatórias Sul Americanas

Redes Sociais

Siga o Plano Tático no Twitter: https://twitter.com/PlanoTatico

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede