Coreia do Norte derrota Japão; El Salvador goleia de novo; dominicanos apenas empatam

logo-copa-2014 

vote no Plano Tático no concurso TOP Blogs

Por Matheus Laboissière

Na Ásia, a já eliminada Coreia do Norte aprontou para o rival, dentro e fora de campo, somando três pontos diante do forte Japão. Na Concacaf, El Salvador deixou claro sua superioridade e impôs nova goleada a Suriname. No jogo de fundo, a República Dominicana apenas empatou com as Ilhas Cayman. Boa leitura!

Norte-coreanos vencem japoneses

Coreia do Norte x Japão

Na despedida da Coreia do Norte de sua torcida, a seleção anfitriã não decepcionou a grande massa que ocupou todas as arquibancadas do estádio Kil Il-Sung (50.000 lugares). Com apenas cinco minutos de partida, o atacante Jong Il-Gwan, de apenas 19 anos, do Rimyongsu (Coreia do Norte), lançou o melhor atleta da Coreia do Norte, o atacante Jong Tae-Se, de 27 anos, que joga pelo Bochum (Alemanha).

Mesmo diante das marcações dos zagueiros Yuzo Kurihara, do Yokohama Flügels Marinos (Japão), e Yasuyuki Konno, que atua pelo FC Tokyo (Japão), Tae-Se demonstrou habilidade e se livrou dos dois, com um só toque, abrindo espaço para a finalização. Ele bateu de fora da área, não tão forte, mas o goleiro Shusaku Nishikawa, do Sanfreece Hiroshima (Japão), não conseguiu fazer a defesa, espalmando para escanteio.

Aos 23 minutos, um japonês pôs a mão na bola na meia lua da grande área, no que o árbitro bareinita Nawaf Shukralla marcou falta. O meia Pak Song-Chol, de 24 anos, do Rimyongsu, bateu mal, no canto direito de Nishikawa, que caiu para fazer a defesa, desta vez sem dar rebote! Aos 40 minutos, os 50.000 norte-coreanos ficaram com o grito de gol engasgado na garganta.

O meia Pak Nam-Chol, do April 25 (Coreia do Norte), recebeu passe na direita e foi até a linha de fundo, para cruzar. Ele mandou a bola na área, no que o meia Pak Chong-Sol conseguiu o desvio, de peixinho, se antecipando a Yasuyuki Konno. Porém, a bola foi para fora, mas passou perto do gol! Um minuto depois, Jong Il-Gwan ganhou do meia Hajime Hosogai, do Augsburg (Alemanha), e invadiu a área japonesa, pelo flanco direito. Ele cruzou, mas Pak Chong-Sol não conseguiu desviar para o gol, tocando reto, para a linha de fundo!

A primeira boa chegada do Japão aconteceu já nos acréscimos do primeiro tempo. Por volta dos 46 minutos, o atacante de 22 anos, Hiroshi Kiyotake, do Cerezo Osaka (Japão), tocou para o meia Makoto Hasebe, capitão da equipe e atleta do Wolfsburg (Alemanha). No meio, um pouco longe da grande área, ele ajeitou e arriscou a gol, para fácil defesa do goleiro Ri Myong-Guk, do Pyongyang City (Coreia do Norte).

Na volta do segundo tempo, o Japão quase balançou as redes pela primeira vez na partida. Cobrança de escanteio do meia Kengo Nakamura, do Kawasaki Frontale (Japão), encontrou o atacante Ryoichi Maeda, do Jubilo Iwata (Japão). Ele foi melhor do que Myong-Guk e do zagueiro Jong Kwang-Ik, do Amrokgang (Coreia do Norte), e finalizou, de cabeça, com a bola raspando a trave direita!

O alívio da torcida norte-coreana só se fez presente aos cinco minutos. Falta cobrada pelo zagueiro e capitão Ri Kwang-Chon, do April 25, colocou a bola na área japonesa. Um atleta da seleção da casa conseguiu o desvio de cabeça, para o meio da área. A bola veio na direção do zagueiro Yüichi Komano, do Jubilo Iwata, e de Pak Nam-Chol.

Melhor para o norte-coreano, que subiu mais e desviou, nem com tanta força, para o canto esquerdo do goleiro. Numa finalização bem colocada, Shusaku Nishikawa saltou, mas não era uma defesa tão fácil de fazer! 1 a 0 Coreia do Norte, para grande comemoração dos torcedores!

O gol deu uma animada nos donos da casa, que tentavam aproveitar o entusiasmo para aumentar a vantagem no marcador. Porém, foi o Japão que quase marcou. Aos 15 minutos, o bom atacante Shinji Okazaki, do Stuttgart (Alemanha), recebeu passe de calcanhar, na entrada da área, de costas. Ele virou o corpo, ao mesmo tempo em que driblou o adversário e emendou um chute de fora da área, que Myong-Guk se esticou todo para mandar a escanteio!

Aos 31 minutos, uma falta desnecessária de Jong Il-Gwan resultou em sua expulsão. Ele, que já tinha cartão amarelo, deu um carrinho frontal, com o pé erguido, no zagueiro Atsuto Uchida, do Schalke 04 (Alemanha), que caiu sentindo fortes dores. Nawaf Shukralla não teve dúvidas e mostrou o segundo amarelo, que resultou na expulsão do norte-coreano. Se tivesse dado o vermelho direto, não teria sido nada demais.

Com um a mais em campo, o Japão foi ao ataque em busca da igualdade, enquanto a Coreia do Norte ficou toda na defesa. Os visitantes até chegaram a fazer um gol, mas o bandeirinha marcou impedimento, acertadamente!

 Imagem de Amostra do You Tube

A vitória foi importante para o orgulho norte-coreano, mas não muda nada na tabela de classificação. Por outro lado, o resultado foi ruim para os japoneses, que agora precisarão derrotar o Uzbequistão, em casa, no próximo dia 29 de fevereiro de 2012, na última rodada, para ficarem com a primeira posição do Grupo C. No outro jogo, o Tadjiquistão recebe a Coreia do Norte, em partida sem validade alguma.

El Salvador vence a sexta partida

El Salvador x Suriname

A campanha de El Salvador na 2ª Fase das Eliminatórias Concacaf foi mais do que tranquila. Em outro passeio, a sexta vítima dos salvadorenhos atende pelo nome de Suriname. Essa também era a expectativa dos torcedores, que compareceram em bom número ao estádio Cuscatlán (45.000 lugares), na capital do país, San Salvador.

O gol inaugural do jogo ocorreu somente aos 33 minutos do primeiro tempo. O meia Osael Romero, do Águila (El Salvador), caminhou com a bola desde o meio-campo, trazendo os anfitriões para o ataque. Ele fingiu que ia arriscar de fora da área, mas tocou na esquerda, para o meia Eliseo Quintanilla, do Municipal (Guatemala). Rapidamente, ele soltou a bola para Cristian Castillo, meia do Alianza (El Salvador).

Ele driblou o zagueiro Naldo Kwasie, do Inter Moengotapoe (Suriname), invadiu a área e tocou no meio, para Romero. De primeira, o meia salvadorenho finalizou rasteiro, reto, com a bola indo parar no canto direito do goleiro Ronny Aloema, de 32 anos, do SV Transvaal (Suriname), que não conseguiu fazer a defesa, pois a bola veio em seu contrapé!

Aos 40 minutos, um contra-ataque mortal de El Salvador deixou o meia Jaime Alas, de 22 anos, do Luis Ángel Firpo (El Salvador), na cara do gol. Ele driblou Aloema, que se jogou em cima da bola, mas encostou apenas nas pernas do salvadorenho, dentro da área. No entanto, o árbitro porto-riquenho Javier Santos não marcou pênalti, para revolta dos anfitriões!

No segundo tempo, El Salvador continuou pressionado Suriname, que levou o segundo gol, aos 18 minutos. Eliseo Quintanilla serviu Jaime Alas com um lindo passe em profundidade. O meia invadiu a área e cruzou na direção da marca do pênalti, quando Ronny Aloema já saíra do gol para tentar impedir a finalização. O atacante Lester Blanco, de 22 anos, do Isidro Metapán (El Salvador), escorregou, não conseguindo chutar a gol. Na sobra, o mesmo Osael Romero pegou forte e balançou as redes surinamesas!

Aos 32 minutos, a desanimada defesa de Suriname concedeu contra-ataque a El Salvador. O atacante Rafael Burgos, do Alianza, recebeu passe do meia Ramon Sánchez, do Isidro Metapán, na frente, avançou com a bola dominada e invadiu a área. Ele ainda teve tempo de esperar a saída de Aloema para tocar por baixo do goleiro surinamês, enquanto os zagueiros apenas acompanhavam o lance a certa distância!

Aos 38, um escanteio resultou no quarto e último gol dos salvadorenhos. Osael Romero e Jaime Alas fizeram tabelinha, perto da bandeirinha de escanteio, sem qualquer marcação de Suriname. Alas invadiu a área e chutou. A bola iria no canto esquerdo de Aloema, mas acabou desviando na coxa de Rafael Burgos, indo morrer no fundo das redes!

Imagem de Amostra do You Tube

El Salvador termina a 2ª Fase das eliminatórias com 100% de aproveitamento, em seis jogos. Além dos 18 pontos, o país da América Central marcou 20 gols, sofrendo apenas cinco. Já Suriname somou apenas sete pontos, ficando na terceira colocação do Grupo A, com apenas cinco gols marcados e 11 sofridos. Agora, os salvadorenhos ficará no Grupo B, ao lado de México, Guiana e Costa Rica, primeira adversária na 3ª Fase. O jogo está marcado para o próximo dia 8 de junho de 2012, em solo costa-riquenho.

República Dominicana tropeça fora de casa

República Dominicana x Ilhas Cayman

No jogo de fundo do Grupo A, Ilhas Cayman receberam os dominicanos, no estádio Truman Bodden (10.000 lugares), esperando conquistar, pelo menos, um pontinho. E a famosa ilha, conhecida pelo paraíso fiscal, se despediu das eliminatórias com o objetivo cumprido. Os visitantes até que abriram o marcador, por meio do zagueiro César García, de apenas 18 anos, do SDB Jarabacoa (República Dominicana).

Entretanto, os caimaneses alcançaram a igualdade, já no segundo tempo, por volta dos 28 minutos. O atacante Mark Ebanks, de 21 anos, que joga no Future SC (Ilhas Cayman), foi o responsável pelo primeiro ponto do país no Grupo A, logo em sua última apresentação.

Assim, a República Dominicana chegou a oito pontos, dez a menos que El Salvador, na segunda posição. Suriname somou sete pontos, enquanto Ilhas Cayman ficou com um. Os caimaneses ainda tiveram os piores ataque (dois gols) e defesa (15) da chave, precisando evoluir muito se quiserem alçar voos maiores na Concacaf.

Eliminatórias Asiáticas | Eliminatórias Concacaf

Eliminatórias Sul Americanas | Eliminatórias Africanas

Siga o Plano Tático no Twitter: https://twitter.com/PlanoTatico

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede