Guatemala goleia Granada; Belize vence fora; Catar para no Bahrein

logo-copa-2014

vote no Plano Tático no concurso TOP Blogs

Por Matheus Laboissière

Os guatemaltecos encerraram sua participação no Grupo E das Eliminatórias Concacaf com uma goleada sobre Granada, fora de casa, de virada. Pela mesma chave, Belize se recuperou do empate diante de São Vicente & Granadinas e venceu o mesmo adversário, longe de seus domínios. Na Ásia, o Catar poderia ter garantido vaga na Fase Final, mas apenas empatou com o Bahrein, em casa. Boa leitura!

Guatemala vence Granada com facilidade

Granada x Guatemala

Já eliminada e lanterna do grupo, Granada não teve apoio de sua própria torcida, pois apenas 200 torcedores assistiram ao jogo diante da Guatemala, no estádio Queen´s Park (20.000 lugares). A apatia também tomou conta dos visitantes, que esperavam marcar gols quando bem entendessem. A postura guatemalteca resultou, claro, na abertura do placar, por Granada.

Por volta dos 37 minutos do primeiro tempo, o meia Shane Rennie, de 24 anos, do Paradise FC (Granada), balançou as redes da Guatemala, de pênalti. No segundo tempo, o árbitro de Aruba, Rudolph Angela, expulsou um atleta de Granada. O zagueiro Cassim Langaigne, de 31 anos, do Hurricane (Granada), recebeu o segundo cartão amarelo e deixou o campo mais cedo, aos 17 minutos. Assim, a Guatemala teve facilidade para se recuperar na partida.

O empate da seleção da América Central aconteceria somente no segundo tempo, aos 32 minutos. Uma cobrança de escanteio encontrou a cabeça do zagueiro Yoni Flores, de 28 anos, do Municipal (Guatemala). Ele finalizou, do meio da área, livre de marcação, colocado a bola no canto direito do goleiro Josh Charles, do AFC Wimbledon (Inglaterra). Aí o zagueiro Nicko Williams, que está sem clube, apareceu para impedir que a bola entrasse. Só que o chutão que ele deu para onde o nariz estava apontado resultou em gol contra, com a bola estufando as redes granadinas!

Dez minutos depois, os enlameados guatemaltecos, que começaram o jogo com camisas brancas, alcançaram a virada. Após bate-rebate da defesa de Granada, o meia Fredy Thompson, de 28 anos, do Comunicaciones (Guatemala), experimentou da entrada da área e venceu Josh Charles, que quase fez a defesa!

Na parte final do jogo, a seis minutos do fim, a Guatemala fez mais um gol. Em boa jogada pela direita, de atleta não identificado, a bola chegou para o experiente meia Guillermo Ramírez, de 33 anos, que joga no Motagua (Honduras). Ele driblou o jovem meia Lyndon Joseph, de 21 anos, sem clube, e emendou um lindo chute, que atingiu o ângulo direito de Josh Charles! Golaço da Guatemala!

O último gol da partida, já aos 45 minutos, foi marcado por Lyndon Joseph. O meia Carlos Castillo, do Heredia Jaguares de Peten (Guatemala), cobrou falta no campo de defesa. A bola sobrou para um jogador da Guatemala, que serviu seu companheiro, no flanco esquerdo.

Este foi até a linha de fundo e cruzou. Antes que a bola pudesse chegar num atacante guatemalteco, Nicko Williams apareceu e tinha a intenção de tirar a bola da área. Entretanto, Lyndon Joseph estava bem à frente dele. Resultado: a bola bateu no meia granadino, no que o árbitro Rudolph Angela, de Aruba, deu gol contra de Joseph!

Imagem de Amostra do You Tube

Com a goleada de 4 a 1, a Guatemala chegou aos 18 pontos em seis partidas, ou seja, 100% de aproveitamento. Os guatemaltecos marcaram 19 vezes, ao passo que sofreram apenas três gols. A diferença para o segundo colocado, Belize, foi de 11 pontos, o que demonstra a superioridade da Guatemala perante seus adversários do Grupo E.

Porém, a tarefa do país centro-americano na 3ª Fase das eliminatórias não será tão fácil. Integrante do Grupo A, a Guatemala terá pela frente Estados Unidos, Jamaica e a surpresa Antígua & Barbuda. A estreia está marcada para o próximo dia 8 de junho, diante dos jamaicanos, fora de casa.

Belize se despede com vitória

São Vicente e Granadinas x Belize

Belize e São Vicente & Granadinas fizeram um jogo decisivo. Não valendo vaga na 3ª Fase, pois esta já era da Guatemala. O que estava em disputa nesta partida era a honrosa segunda colocação do Grupo E. Os são-vicentinos tinham a vantagem de um ponto (cinco contra quatro) e jogariam em casa e, teoricamente, poderiam terminar na segunda posição, pois empataram fora com Belize, por 1 a 1 (veja detalhes – texto 4).

Porém, foram os visitantes que conseguiram a vitória, com grande exibição do vice-artilheiro geral das Eliminatórias Concacaf. Depois de um primeiro tempo sem gols, os torcedores presentes ao estádio Arnos Vale (18.000 lugares) puderam ver a rede balançar.

Aos 30 minutos, o atacante Deon McCaulay, de 24 anos, do Deportes Savio (Honduras), marcou o primeiro de Belize. Três minutos depois, o mesmo jogador fez o segundo, cobrando pênalti, dando números finais ao marcador. Agora, McCaulay assumiu o segundo posto de artilheiro, com sete gols, um atrás de Peter Byers, de Antígua & Barbuda, que continua ativo na competição.

Mesmo fora da disputa pela artilharia, o feito do belizenho é louvável, já que Belize ainda tem muitas dificuldades no que tange à prática do futebol. Os sete pontos somados pelo país da América Central demonstram que houve certa evolução, apesar da fragilidade dos oponentes. São Vicente & Granadinas termina a competição com cinco pontos e apenas quatro gols marcados, enquanto Granada segura a lanterna, com apenas quatro pontos.

Catar tropeça, mas está tranquilo

Catar x Bahrein

Depois do empate de 0 a 0 entre Bahrein e Catar, na primeira rodada da 3ª Fase, no último dia 2 de setembro de 2011 (veja os melhores momentos – texto 1), as equipes voltaram a se enfrentar querendo os três pontos. Os catarianos ocuparam boa parte das cadeiras do estádio Jassim Bin Hamad (15.000 lugares), com 10.509 ecoando vozes nos ouvidos dos atletas bareinitas, que precisavam derrotar o adversário direto pela segunda vaga à Fase Final.

Porém, os comandados do técnico brasileiro Sebastião Lazaroni não conseguiram furar a defesa do Bahrein, permanecendo o placar como começou. Nem a utilização de alguns estrangeiros naturalizados, como o zagueiro brasileiro Marcone, baiano de Poções e revelado pelo Vitória, além de passagens por outras equipes do Brasil. Ele defende clubes do Catar desde 2004 e, aos 33 anos, acumula 17 jogos pela seleção principal, com um gol marcado.

O outro estrangeiro mais utilizado é o atacante uruguaio, natural de Paysandú, Andrés Sebastián Soria Quitana, de 28 anos. Revelado pelo Liverpool (Uruguai), Andrés joga no Catar desde 2004 e já atuou 52 vezes pela seleção principal, com 17 gols marcados.

Mesmo com o empate em casa, Sebastião Lazaroni deve estar tranquilo, pois a tabela é amplamente favorável ao Catar. No Grupo E, o Irã, com 11 pontos, já garantiu sua vaga à Fase Final. Os catarianos vêm logo atrás, com nove pontos, três de vantagem sobre o Bahrein. Na última rodada, no próximo dia 29 de fevereiro, o Catar visita o Irã, enquanto o Bahrein receberá a eliminada Indonésia, que ainda não somou pontos.

Porém, os bareinitas não têm só de vencer e torcer por derrota catariana. O saldo de gols do Catar é muito melhor que o do Bahrein, de nove gols (+5 contra -4). O Bahrein terá de golear a Indonésia, além de torcer para os iranianos golearem o Catar. Será uma tarefa difícil para os bareinitas…

Eliminatórias Asiáticas | Eliminatórias Concacaf

Eliminatórias Sul Americanas | Eliminatórias Africanas

Siga o Plano Tático no Twitter: https://twitter.com/PlanoTatico

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede