Iraque consegue ótima vitória; Panamá encerra 2ª Fase com triunfo

logo-copa-2014

vote no Plano Tático no concurso TOP Blogs

Por Matheus Laboissière

Nas Eliminatórias Asiáticas, os iraquianos devolveram a derrota sofrida para a Jordânia, na primeira rodada (veja detalhes – texto 1) e comemoraram a classificação à Fase Final. Na Concacaf, o 100% Panamá venceu a fraca Dominica e se prepara para os difíceis embates da 3ª Fase. Boa leitura!

Iraque derrota Jordânia, de virada

Jordânia x Iraque

Já garantida da Fase Final, a Jordânia recebeu o Iraque na expectativa de confirmar a liderança do Grupo A, o que seria de extrema importância, para dar mais moral ao elenco. Os torcedores sentiram o bom momento, mas não chegaram a lotar o estádio Internacional de Amã (25.000 lugares), pois apenas 13.000 lugares foram preenchidos.

Porém, eles ficaram ainda mais felizes logo aos 18 minutos da etapa inicial. O atacante Ahmed Hayel Ibrahim, que joga pelo Al-Faisaly (Jordânia), fez linda jogada individual, fugindo da marcação do zagueiro Al Hussein Rehema, do Al Wakrah (Catar). Ele saiu da direita e carregou a bola para o meio, quando observou a boa colocação do meia-atacante Hassan Abdel-Fattah, de 29 anos, atleta do Al-Wahdat (Jordânia).

O passe foi na medida, quando Abdel-Fattah estava em posição legal. Ele recebeu na frente do goleiro Mohammed Kassid, do Al-Talaba (Iraque), dominou e evitou a marcação do zagueiro Salam Shakir, do Al-Khor (Catar), que ficou no chão! Abdel-Fattah ainda teve calma suficiente para dar um toquinho para o lado e bater no contrapé do goleiro, à meia altura, no canto esquerdo! Golaço e linda jogada da Jordânia!

No início do segundo tempo, por volta dos dez minutos, o Iraque chegou ao empate. O meia Hawa Mulla Mohammed, que joga no Zob Ahan (Irã) – tem 103 jogos pela seleção principal, com 21 gols –, fez boa jogada pela direita. Ele observou a ultrapassagem de um atleta na linha de fundo e fez o passe.

O cruzamento foi feito na segunda trave, na direção do meia Karrar Jassim, de 24 anos, atleta do Esteghlal (Irã). Ele ganhou do jovem zagueiro Khalil Bani Attiah, de 20 anos, do Al-Faisaly (Jordâina), no alto, cabeceando para frente. A cabeçada acabou sendo um passe para o meia Nashat Akram, que tem 106 jogos pelo Iraque e joga no Lekhwiya (Catar).

Antes que o goleiro Amer Shafia, do Al-Wahdat, e o zagueiro Bashir Bani Yaseen, de 34 anos, do mesmo clube, pudessem alcançar a bola, Akram pegou de primeira, indo a bola entrar no canto esquerdo, rente à trave! Não demorou muito para os iraquianos alcançarem a virada. Dez minutos depois do primeiro gol, os visitantes tiveram direito à cobrança de falta, na entrada da área, pelo lado esquerdo.

Nashat Akram cobrou entre a marca do pênalti e a pequena área. Hawa Mulla Mohammed conseguiu o desvio de cabeça para o meio da área, meio sem querer. A bola se ofereceu para o meia Qusay Munir, do Lekhwiya (Catar), que encheu o pé dentro da pequena área e estufou as redes de Amer Shafia! O terceiro gol iraquiano aconteceu a nove minutos do fim da partida.

A jogada começou com Hawa Mulla Mohammed, no meio campo. Ele tocou para Karrar Jassim, na esquerda, que viu a ultrapassagem de Qusay Munir e não demorou a fazer o passe. Já próximo da linha de fundo e marcado por Bashir Bani Yaseen, ele voltou o lance com Jassim.

Este invadiu a área e foi à linha de fundo, marcado de perto por Khalil Bani Attiah. Com dois lindos dribles, um para cada lado, ele desconcertou o zagueiro, que ainda conseguiu desviar o cruzamento. Neste momento, o goleiro Amer Shafia saía do gol para fechar o ângulo, permanecendo no mesmo local.  A bola, na opinião do Plano Tático, chegou a ultrapassar em 100% a linha de fundo, o que seria escanteio. Esperto, Karrar Jassim tocou nela assim mesmo, colocando-a para trás.

Enquanto o zagueiro Baha Abdul-Rahman, do Al-Faisaly, levantava a mão pedindo a saída de bola, Nashat Akram pegou a sobra e girou, já chutando! A bola foi no ângulo esquerdo do goleiro jordaniano, que nunca chegaria à bola! Que falha do árbitro dos Emirados Árabes Unidos, Ali Albadwawi, que não percebeu a irregularidade no lance.

Imagem de Amostra do You Tube

A vitória foi muito importante para os comandados do técnico brasileiro Zico, que vem fazendo uma ótima competição à frente do Iraque. A Jordânia ainda é líder no Grupo A, com 12 pontos, mesmo número dos iraquianos, pois leva vantagem no saldo de gols (6 contra 4). Pelo menos, ambos estão classificados para a Fase Final, já que a China, com seis, não pode mais alcançá-los, faltando uma rodada.

No último jogo, a ser disputado no próximo dia 29 de fevereiro de 2012, a Jordânia viaja até a China para enfrentar os donos da casa, enquanto o Iraque recebe a já eliminada Cingapura, mas não em casa, já que o país foi punido pela FIFA e não poderá jogar no próprio Iraque.

Panamá vence Dominica com facilidade

Panamá x Dominica

Mesmo matematicamente classificado, o Panamá entrou para o jogo diante de Dominica querendo terminar a 2ª Fase com 100% de aproveitamento. Não precisou de muito esforço para alcançar o objetivo, dada a fragilidade incrível do adversário. Com apenas sete minutos de partida, os torcedores presentes ao estádio Rommel Fernández (32.000 lugares) puderam comemorar.

O ataque do Panamá errou, com a bola sobrando para o zagueiro Elmond Derrick, de 24 anos. Ele estava com a pelota totalmente dominada e recuou para o goleiro Glenson Prince. Porém, o atacante Rolando Blackburn Ortega, de 21 anos, do Chorrillo (Panamá), estava muito esperto no lance, na entrada da área. Ele usou da velocidade e chegou na bola antes de Prince, desviando para o gol vazio de Dominica! Que lambança de Derrick!

Aos 21 minutos, os panamenhos marcaram pela segunda vez. Em boa troca de passes na entrada da área, o jovem meia Aníbal Godoy, de 21 anos, do Chepo (Panamá), tocou para o meia Ricaro Buitrago, que está sem clube. A bola veio por cima, enquanto o experiente zagueiro Calvin Christopher, de 31 anos, se jogou no gramado de uma forma bastante estranha, talvez tentando interceptar um passe por baixo! Aí ficou fácil para Buitrago, livre, de frente para o goleiro, tocar por baixo e balançar as redes de Dominica!

A seis minutos do fim da partida, já no segundo tempo, o Panamá encontrou muita facilidade na defesa de Dominica e fez o terceiro. Lançamento vindo da defesa caiu nos pés do meia Armando Cooper, que joga no Godoy Cruz (Argentina). Ele dominou, já dentro da área, e tocou para o atacante Blas Pérez, do Indios (México).

Os dois panamenhos fizeram linda tabelinha, num curto espaço, envolvendo a defesa de Dominica, com Cooper ainda tocando para o meio da área, na saída de Glenson Prince, nos pés de Blás Pérez, que só desviou para o gol vazio! A inocente zaga de Dominica ficou parada olhando, ao invés de acompanhar o atacante do Panamá!

Imagem de Amostra do You Tube

A fácil vitória deixou o Panamá com quatro triunfos nas quatro partidas disputadas, além de 15 gols marcados e apenas dois sofridos. Nicarágua, que venceu as primeiras duas partidas na história das eliminatórias, terminou o Grupo C na segunda posição, com seis pontos, enquanto Dominica segurou a lanterna, sem nenhum ponto, além de não ter marcado gols e ainda sofrido 11.

Na próxima etapa, O Panamá acumula esperanças de fazer um bom Grupo C da 3ª Fase e alcançar o Hexagonal Final, para se aproximar ainda mais de sua primeira Copa do Mundo. Esta será a última chance da atual geração de jogar um Mundial, como defendeu Blás Pérez (veja matéria completa aqui). Honduras, Cuba e Canadá serão os adversários, sendo os hondurenhos o primeiro confronto, fora de casa, no dia 8 de junho de 2012.

Eliminatórias Asiáticas | Eliminatórias Concacaf

Eliminatórias Sul Americanas | Eliminatórias Africanas

Siga o Plano Tático no Twitter: https://twitter.com/PlanoTatico

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede