Austrália vence e elimina Arábia Saudita; Omã avança

fifa-world-cup-2014-logo

Já classificados, os australianos não falicitaram a vida dos sauditas, que até encerraram o primeiro tempo vencendo. Com uma boa virada na etapa final, a Austrália confirmou a liderança do Grupo D e impôs à Arábia Saudita a pior performance do país em toda a história das eliminatórias, desde 1986, em sua terceira participação, quando caiu ainda na 1ª Fase. Por outro lado, na mesma chave, Omã alcança o feito inédito com a vitória sobre a Tailândia. Boa leitura!

Sauditas estão fora do Mundial

Austrália x Arábia Saudita

Mesmo matematicante classificados, os torcedores australianos quase lotaram o estádio Melbourne Rectangular (30 mil lugares), ocupando 24.214 cadeiras nas arquibancadas, a fim de fechar com chave de ouro a campanha na 3ª Fase das Eliminatórias Asiáticas. A vitória era esperada, mas foram os visitantes que abriram o marcador. Em bola lançada do campo de defesa, o meia Salem Al Dossari, do Al Hilal (Arábia Saudita), dominou a bola e partiu em direção à grande área.

Ele deixou para trás com certa facilidade o meia James Troisi, do Kayserispor (Turquia), com um drible de corpo. Antes de finalizar, Al Dossari quase deixou o meia Mark Bresciano, do Al Nasr (Emirados Árabes Unidos) no chão, e emendou um chute de fora da área. A bola não saiu tão forte, mas mirou o canto direito do veteraníssimo goleiro Mark Schwarzer, de 39 anos, atleta do Fulham (Inglaterra), que saltou para tentar a defesa, sem sucesso! 1 a 0 Arábia Saudita! O narrador se emocionou, pois os sauditas estavam avançando com o resultado…

Já na parte final do primeiro tempo, aos 41 minutos, a Austrália tocava bola no campo de defesa, de maneira despretensiosa, até que a pelota chegou a Mark Bresciano. De primeira, ele lançou o atacante Alex Brosque, do Shimizu S Pulse (Japão), que correu por trás da defesa e apareceu livre na entrada da área. O zagueiro Osama Hawsawi, do Al Hilal, ainda tentou um carrinho a fim de desarmar Brosque, que tirou do goleiro Waleed Ali, do Al Shabab (Arábia Saudita), e correu para o abraço! 1 a 1!

Quando todos pensavam que os australianos engrenariam na partida, causando a derrota da Arábia Saudita, os visitantes aprontaram mais uma vez. Nos acréscimos, por volta dos 46 minutos, uma boa jogada pelo lado esquerdo ocasionou cruzamento. O meia Fahad Hassan Fallatah foi até a linha de fundo, acompanhado pelo zagueiro Matthew Spiranovic, do Urawa Red Diamonds (Japão).

Ele conseguiu mandar a bola para a grande área, rasteiro, passe que encontrou o atacante Nasser Al Shamrani, do Al Shabab, livre de qualquer marcação. De primeira, ele pegou firme na bola, e colocou no canto de Schwarzer. Falha de marcação do capitão Lucas Neill, do Al Jazira (Emirados Árabes Unidos), que fez sinal para os companheiros marcarem o adversário, mas ele mesmo o deixou livre o suficiente para finalizar sem ser incomodado! 2 a 1 Arábia Saudita!

No segundo tempo, a Austrália demorou para conseguir deixar as boas chances de empate se transformarem em gols. Apenas aos 27 minutos, o experiente atacante Archie Thompson, de 33 anos, do Melbourne Victory (Austrália), recordista de maior número de gols em uma só partida (veja todos os detalhes aqui), recebeu passe na direita, se livrando de um marcador. Ele tocou sem demora para Alex Brosque, que imprimiu grande velocidade ao lance, invadindo a área, acompanhado pelo zagueiro Kamel Al Mousa, do Al Ahli.

Ao invés de finalizar, Brosque rolou para trás, encontrando outro experiente atacante, Harry Kewell, de 33 anos, do Melbourne Victory. Livre de marcação, ele só teve o trabalho de rolar para o gol, com alguma facilidade, empatando a partida! 2 a 2! Falha grotesca de Mousa, que cobriu o empedimento quando do passe para Alex Brosque! A igualdade no placar empolgou os anfitriões, que continuaram pressionando.

Aos 30 minutos, em boa jogada do meia Brett Emerton, também de 33 anos, atualmente no Sydney FC (Austrália), um atleta saudita foi ao chão, driblado pelo australiano, que invadiu a área pela lateral e cruzou. Completamente livre de marcação, Alex Brosque nem precisou saltar muito para colocar a cabeça na bola, tirando de Waleed Ali, que nem se mexeu! Virada sensacional da Austrália, 3 a 2 sobre a Arábia Saudita!

Com a derrota, os sauditas estavam sendo eliminados das eliminatórias, o que deixou os jogadores e o técnico holandês Frank Rijkaard bastante tensos. Tanto que o quarto gol australiano, apenas um minuto depois, nasceu em falha da Arábia Saudita. O meia Ahmed Otaif, do Al Shabab, caminhou com a bola no meio campo, mas forçou um passe, que acabou nos pés de Mark Bresciano. Sem demora, ele tocou para o lado, para Archie Thompson, que fez tabelinha com Bresciano.

Em outra boa assistência do meia carequinha, a bola se apresentou para Brett Emerton, que esperou o momento certo para finalizar. É verdade que Kamel Al Mousa tentou tirar a bola de carrinho, que acabou batendo em Emerton e entrando! A cara de Rijkaard logo após o gol resumiu a melancolia que acometeu os sauditas…

Imagem de Amostra do You Tube

Classificada, a Austrália agora espera o próximo dia 9 de março de 2012, data do sorteio dos grupos da Fase Final das eliminatórias, que levará em conta a posição das dez seleções no Ranking da FIFA, a ser atualizado dois dias antes. Aos sauditas, resta repensar os problemas da federação nacional, que acabaram atrapalhando a campanha dentro de campo.

Omã derrota Tailândia e segue adiante

Omã x Tailândia

Com boas chances de conseguir a classificação, levando-se em conta que seria difícil para a Arábia Saudita derrotar a Austrália fora de casa, Omã partiu para cima dos tailandeses, que também brigavam pela segunda vaga do grupo. Logo aos nove minutos do primeiro tempo, os donos da casa fizeram a festa dos torcedores que compareceram ao estádio Sultan Qaboos Sports Complex (39 mil lugares).

Lançamento vindo do meio campo encontrou o atacante Abdul Aziz Mubarak na frente da marcação, mas em posição legal. Ele não tinha muito ângulo para finalizar e era marcado por três tailandeses, entre eles o zagueiro e capitão Niweat Siriwong, do Pattaya United (Tailândia). Mesmo assim, Mubarak conseguiu o toque para o meio da área, nos pés do meia Hussain Al Hadhri, que defende o Dhofar (Omã).

De primeira, ele bateu colocado, tirando qualquer chance de o goleiro Kawin Thammasatchanan, do Muangthong United (Tailândia), fazer a defesa! 1 a 0 Omã! Já no final do jogo, por volta dos 46 minutos do segundo tempo, o mesmo Kawin Thammasatchanan cobrou impedimento a favor dos visitantes, mandando a bola perto da área omani.

Porém, os donos da casa logo recuperaram a posse da bola e partiram no contra-ataque. Um atleta de Omã percebeu a escapada de Abdul Aziz Mubarak, livre, pela esquerda, e fez o passe na medida. O atacante omani deu velocidade ao lance, invadiu a área e mandou para as redes, num chute rasteiro e forte, antes que Niweat Siriwong pudesse chegar para tentar o desarme. Thammasatchanan também não pôde fazer muita coisa! 2 a 0 Omã!

Imagem de Amostra do You Tube

Com a vitória, Omã alcançou os oito pontos em seis partidas, ficando dois à frente da Arábia Saudita, que dava sinais durante a campanha que poderia falhar em atingir a Fase Final. Os tailandeses foram bastante eufóricos durante as eliminatórias, mas a frágil defesa, principalmente os goleiros, impediram o país de seguir adiante na disputa por uma vaga no Brasil 2014!

Siga o Plano Tático no Twitter: https://twitter.com/PlanoTatico

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede