Coreia do Norte vence AFC Challenge Cup 2012 e quebra tabu

A Coreia do Norte venceu o torneio pela segunda vez

Favoritos na disputa da competição que reúne os 17 países de menor expressão do continente asiático – a exceção é a própria Coreia do Norte, que está entre os grandes da Ásia –, os norte-coreanos não tomaram conhecimento dos adversários e levantaram seu segundo troféu consecutivo, na quarta edição. A partir de agora, acompanhe um resumo da campanha dos vencedores, assim como o tabu ao qual o Plano Tático se refere no título. Boa leitura!

Fase de Grupos

No último dia 9 de março de 2012, os favoritos norte-coreanos, recentemente eliminados nas Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo de 2014, entraram em campo para a partida de estreia, diante de Filipinas, buscando o título e consequente classificação para a Copa da Ásia 2015, a ser disputada na Austrália. No estádio de Halchowk (3.500 lugares), em Katmandu, capital do Nepal, sede do torneio, a Coreia do Norte marcou gols apenas no segundo tempo.

Aos 13 minutos, o meia-atacante/atacante Pak Nam Chol, de 26 anos, do April 25 (Coreia do Norte), abriu o marcador para os norte-coreanos. 12 minutos depois, o meia Jang Kuk Chol, de apenas 18 anos, que defende o Rimyongsu (Coreia do Norte), anotou o segundo gol para o seu país, dando números finais à partida, em 2 a 0 a favor da Coreia do Norte, em meio a 1.500 torcedores!

O país teve quatro jogadores entre os 11 melhores da competição

Dois dias mais tarde, no mesmo estádio, 1.000 torcedores observaram a segunda vitória dos norte-coreanos no torneio, desta vez sobre o Tadjiquistão. Coincidentemente, os mesmos marcadores do primeiro jogo voltaram a balançar as redes. Pak Nam Chol fez logo aos quatro minutos do primeiro tempo, enquanto Jang Kuk Chol anotou o segundo, a quatro minutos do fim da partida, em 2 a 0 para a Coreia do Norte!

Em 13 de março, o líder do Grupo B encarou seu maior desafio na competição até aquele momento. Diante da Índia, porém, os comandados do técnico local Yun Jong-Su, de 50 anos (esteve nas campanhas das Elimintórias para as Copas de 2006 e 2014), não tomaram conhecimento e golearam. O primeiro gol no estádio Dasarath Rangasala (17.800 lugares), que tinha apenas 200 pessoas, aconteceu logo aos três minutos do primeiro tempo, marcado pelo lateral-esquerdo Jon Kwang Ik, de 24 anos, do Amrokgang (Coreia do Norte).

Aos 34 minutos, foi a vez do zagueiro Ri Kwang Hyok, de 24 anos, atleta do Kyonggongop (Coreia do Norte,) balançar as redes indianas, dobrando a vantagem. Já no segundo tempo, aos 14 minutos, Pak Nam Chol apareceu para anotar seu terceiro gol na competição, o terceiro da Coreia do Norte na partida. Ainda deu tempo de, aos 25 minutos, o meia Ri Chol Myong, de 24 anos, que joga pelo Pyongyang City (Coreia do Norte), fazer o quarto e fechar o placar em 4 a 0 Coreia do Norte!

Semifinais

Líder absoluta da chave B, com 100% de aproveitamento em três rodadas, oito gols marcados e nenhum sofrido, a Coreia do Norte chegou às semifinais com o status de favorita. Filipinas, que só perdeu para os norte-coreanos, também se classificou no grupo, enquanto Turcomenistão e Palestina, ambos com sete pontos, seguiram em frente pela chave A – detalhe para as péssimas campanhas do país-sede, Nepal, e da Índia, ambos com três derrotas e nenhum gol marcado; os indianos levaram oito gols, enquanto os nepaleses sofreram seis.

No dia 16 de março de 2012, portanto, a Coreia do Norte era favorita diante dos palestinos, que tinham condições de avançar à grande final. Porém, a Palestina não conseguiu se sobrepor à sólida defesa norte-coreana, de oito jogadores mais técnicos e bem preparados fisicamente, que venceram a dois gols.

Aos 42 minutos do primeiro tempo, o jovem atacante Pak Kwang Ryong, de apenas 19 anos, atleta do Basel (Suiça), abriu o placar no estádio Dasarath Rangasala, que tinha 3 mil torcedores. No segundo tempo, aos 33 minutos, falha da zaga palestina resultou no segundo gol de Pak Ryong, fechando o placar em 2 a 0 a favor da Coreia do Norte! A Palestina teve suas chances, mas pecou no último passe e na questão física – na disputa do terceiro lugar, os palestinos foram derrotados por Filipinas, por 4 a 3.

Todos os lances da vitória norte-coreana por 2 a 0

Imagem de Amostra do You Tube

Final

No último dia 19 de março, duas seleções entraram em campo sonhando com o título da AFC Challenge Cup. Curiosamente, Turcomenistão e Coreia do Norte também haviam feito a final de 2010, disputada em Sri Lanka e vencida pelos norte-coreanos nos pênaltis (5 a 4). Os turcomenos queriam voltar à Copa da Ásia, que disputaram apenas uma vez, em 2004. Já os norte-coreanos precisavam quebrar um tabu em se tratando da mesma competição.

Logo a três minutos do primeiro tempo, os 9 mil torcedores presentes ao estádio Dasarath Rangasala viram a zebra aprontar. Reposição de bola do goleiro Rahmanberdi Alyhanow, de 26 anos, do HTTU Asgabat (Turcomenistão) alcançou a entrada da área norte-coreana. A bola sobrou para o atacante Berdi Şamyradow, do FC Asgabat  (Turcomenistão), que mesmo cercado por três marcadores esperou o momento certo para finalizar com maestria, sem chances para o goleiro Ri Myong Guk, de 25 anos, do Pyongyang City! 1 a 0 Turcomenistão, no primeiro gol sofrido pela Coreia do Norte!

O empate dos norte-coreanos aconteceria somente aos 36 minutos do primeiro tempo. Cobrança rápida de lateral e boa jogada pela lateral esquerda tornaram possível o cruzamento dentro da área. Mesmo com quatro turcomenos na área, o atacante Jong Il Gwan, de apenas 19 anos (eleito o jogador jovem na Ásia em 2010), do Rimyongsu, subiu no momento certo e desviou para as redes tirando de Rahmanberdi Alyhanow!

Na etapa final, o Turcomenistão teve a grande chance de sair com o troféu em mãos. Boa jogada do atacante Amanov Arslanmyrat, de 21 anos, do HTTU Asgabat, só foi interrompida pelo meia Ri Chol Myong com falta. Como o lance foi dentro da área, o árbitro japonês Ryuji Sato não titubeou e assinalou a penalidade! Porém, Berdi Şamyradow perdeu a chance incrível, batendo por cima, quando o goleiro norte-coreano já estava vendido no lance!

No finalzinho do jogo, aos 42 minutos, a Coreia do Norte levantou bola na área. O zagueiro David Sarkisow, de 29 anos, do HTTU Asgabat, estava no lance, e empurrou o atacante Pak Kwong Ryang, do Basel, dentro da grande área! Ryuji Sato aproveitou para marcar pênalti, mesmo sob muita reclamação dos turcomenos. Com tranquilidade, o zagueiro Jang Song Hyok, de 21 anos, do Rimyongsu, cobrou no lado oposto ao qual pulou o goleiro do Turcomenistão e foi comemorar a virada com os torcedores e companheiros de time! Sem tempo para reagir, a vitória por 2 a 1 da Coreia do Norte valeu o título da AFC Challenge Cup 2012!

Os gols da finalíssima!

Imagem de Amostra do You Tube

Prêmios!

A campeã Coreia do Norte dominou toda a competição, conseguindo eleger a maioria dos 11 melhores do torneio – 100% de aproveitamento em cinco jogos, com 12 gols marcados e apenas um sofrido,  com quatro norte-coreanos, sendo três zagueiros (Jon Kwang Ik, Ri Kwang Chon e Pak Nam Chol) e um meia (Pak Nam Chol, autor de três gols). O goleiro escolhido foi o maldivo Yamaan Mohamed, único de Ilhas Maldivas na lista.

A Palestina, com o meia Murad Ismail Said, de 29 anos, também apareceu. Os atletas restantes vieram do Turcomenistão (o meia Ruslan Mingazow, 20 anos, e o atacante Amanov Arslanmyrat), enquanto Filipinas teve dois atletas (meia Paul Mulders, do ADO Den Haag/Holanda e o zagueiro Juan Luis Guirado, do Global FC/Filipinas).

Claro, o artilheiro da competição também apareceu entre os destaques, e ele foi Phil Younghusband, filipino de 24 anos, nascido na Inglaterra, mas desde o sub-21 atuante na seleção asiática, com seis gols anotados. Par Nam Chol, com três, foi eleito o jogador mais valioso do torneio, enquanto a Coreia do Norte levou o prêmio de Fair Play, pela boa performance de seus atletas dentro de campo.

Aliás, os norte-coreanos estão comemorando um tabu que nunca imaginavam quebrar tão cedo. Nas três participações anteriores do país numa Fase Final de Copa da Ásia, a Coreia do Norte nunca conseguiu estar em duas edições consecutivas. Depois de jogar em 2011, no Catar, agora os norte-coreanos estarão na Austrália 2015. O próximo tabu tem a ver com vitórias. Desde a primeira vez, em 1980, no Kuwait – foi quarto colocado –, o país não venceu um jogo na Fase Final do torneio continental! Será que em 2015 isso será superado?

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede