Antígua & Barbuda segura Jamaica e marca primeiro ponto

Nas Eliminatórias Concacaf para a Copa do Mundo 2014, a seleção de Antígua & Barbuda conseguiu um grande resultado diante da Jamaica, pelo Grupo A da 3ª Fase das eliminatórias. Os visitantes eram favoritos e buscavam a segunda vitória em dois jogos, depois de derrotarem a Guatemala, em casa, por 2 a 1 (veja os principais lances – texto 1). Já os antiguanos, vencidos pelos Estados Unidos por 3 a 1, fora de casa (acompanhe os melhores momentos – texto 1), esperavam aprender com o adversário e ganhar experiência internacional.

O jogo

O acanhado estádio Sir Vivian Richards (10 mil lugares), que é usado principalmente nas partidas de críquete, contou com ótimo público, de 8.500 torcedores, prova de que o país está apreciando o futebol e apoiando a seleção nacional. E os donos da casa quase foram brindados com um gol logo no início… Em cobrança rápida de lateral, o meia Tamarley Thomas, 28 anos, do Antigua Barracuda (Antígua & Barbuda), passou a bola para o grande astro da equipe, o atacante Peter Byers, 27 anos, do mesmo time. Sozinho dentro da grande área, ele teve tudo para marcar, mas finalizou muito mal, cara a cara com o goleiro Dwayne Miller, 24 anos, do Syrianska (Suécia), que fez a tranquila defesa! Que chance!

A Jamaica respondeu pouco depois, em boa jogada do meia Dane Richards, 28 anos, do New York Red Bulls (Estados Unidos). Ele esperou a chegada do meia Rodolph Austin, 27 anos, do Brann (Noruega), que mandou na segunda trave, encontrando a cabeça do atacante Ryan Johnson, 27 anos, do Toronto FC (Canadá), que finalizou bonito. Sorte de Antígua & Barbuda que o goleiro Molvin James, 23 anos, do Antigua Barracuda, fez a defesa e impediu o gol jamaicano! Falha da defesa antiguana!

Por volta dos 22 minutos, Peter Byers recebeu lançamento e tinha uma boa chance de finalizar, mas se enrolou com a bola e permitiu a cobertura do meia Jason Morrison, 28 anos, do Aalesund (Noruega), que colocou a escanteio… Na cobrança, a bola foi desviada por um antiguano e passou a centímetros de Byers, que se conseguisse o desvio marcaria o gol de Antígua & Barbuda! As duas equipes estavam bem, mas o volume de jogo da Jamaica era maior, o que não significava que os anfitriões ficassem apenas na defesa. O problema de Antígua & Barbuda era a falta de poderio ofensivo, pois estava complicado para Peter Byers brigar com toda a defesa adversária.

Lances do 1º tempo

Imagem de Amostra do You Tube

Na volta do intervalo, a Jamaica tentou mais o gol nos minutos iniciais, por meio de jogadas pelos dois lados do campo, encontrando uma bem postada defesa antiguana para salvar a equipe da casa. Aos cinco minutos, Antígua & Barbuda conseguiu encaixar um contra-ataque com Peter Byers, que estava cercado no meio campo por três marcadores, mas se livrou deles com habilidade e partiu com liberdade para o ataque. Byers nem cruzou nem finalizou e  a bola ficou tranquila para o volante Demar Phillips, 28 anos, do Aalesund, que se complicou no lance e, ao tentar tirar, pegou mal na bola, que foi para trás, passando perto do gol de Dwayne Miller, que estava saindo para fazer a defesa, depois de tocar no próprio goleiro! Quase!

Aos dez minutos, Antígua & Barbuda perdeu outra grande chance. Tamarley Thomas foi até a linha de fundo pelo lado esquerdo e cruzou em direção à segunda trave. Lá se encontrava totalmente livre de marcação o atacante Randolph Burton, 25 anos, do Antigua Barracuda, que subiu o mais alto que pôde, mas não alcançou a bola! Que perigo para a Jamaica! Não demorou muito e os visitantes responderam à altura…

O meia Jevaughn Watson, 28 anos, do Houston Dynamo (Estados Unidos), esperou o momento certo para dar o passe da esquerda para o meio da grande área, na passada do atacante Luton Shelton, 26 anos, do Karabükspor (Turquia). Ele se antecipou ao marcador e apareceu livre na pequena área, finalizando à queima-roupa de Molvin James, que esticou o pé direito e fez linda defesa, com a bola ainda batendo na trave! Incrível!

Por volta dos 33 minutos, o meia Quinton Griffith, 20 anos, do Antigua Barracuda, cobrou escanteio pelo lado direito e Peter Byers conseguiu sobra no meio da área e poderia ter marcado, mas pegou mal na bola e isolou, longe do gol. No final, ninguém conseguiu balançar as redes do adversário, num 0 a 0 bem movimentado e com muitas chances de gol!

Lances do 2º tempo

Imagem de Amostra do You Tube

Depois do empate, o ex-meia da seleção de Antígua & Barbuda e atualmente jornalista Veron Edwards, analisou o desempenho antiguano, em entrevista à imprensa local: “Perdemos boas chances, mas jogamos bem e estamos orgulhosos de nossa atitude. Começamos como azarões, mas nos primeiros cinco minutos, em que pressionamos a Jamaica, poderíamos ter vencido. Creio que a comissão técnica pensou em fortalecer a defesa nesses dois jogos iniciais e devemos investir agora no ataque nas duas partidas diante da Guatemala, para que consigamos fazer boa transição entre defesa e ataque”, encerrou.

Por outro lado, o técnico local da Jamaica e ex-atacante da seleção, Theodore Withmore, 39 anos, não gostou do que viu: “Não fiquei feliz com o resultado, pois trazer um ponto de Antígua & Barbuda é ruim. Por outro lado, de certa forma merecemos o empate, pois eles não ficaram na defesa e procuraram vencer. Foi um jogo difícil, o que era esperado”, disse.

Com quatro pontos e na segunda colocação do Grupo A, a Jamaica encara, em 7 de setembro de 2012, os Estados Unidos, líderes com igual pontuação, em casa, na intenção de roubar algum ponto dos favoritos ao Hexagonal Final. No mesmo dia, Antígua & Barbuda, que tem um ponto e está na lanterna, encara a Guatemala, fora de casa, que tem o mesmo número de pontos, mas saldo de gols melhor (-1 contra -2).

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede