Coreia do Sul vence a segunda e lidera Grupo A

Os sul coreanos, favoritos a uma das vagas da chave à Copa do Mundo 2014, vão caminhando a passos largos e sem sustos para a oitava edição de Mundial consecutiva, das nove em que participaram em toda a história. Depois de derrotar o Catar, fora de casa, por 4 a 1 (veja os gols – texto 1), o adversário da vez era o Líbano, que já havia disputado duas partidas, perdendo para o Catar, dentro de casa, por 1 a 0 (veja todos os lances – texto 2), e apenas empatando diante do Uzbequistão, por 1 a 1, também dentro de seus domínios (acompanhe os principais lances – texto 1).

Favorito para o confronto, o técnico local da Coreia do Sul, Choi Kang Hee, 53 anos, chamava atenção para a característica defensiva do Líbano: “Já enfrentei equipes retrancadas e é muito difícil vencer alguém assim. Temos de ser mais criativos no ataque, mas todo cuidado é pouco nos contra-ataques, os quais não podemos deixar acontecer. Precisamos de apenas um gol e os três pontos, seja de bola parada ou de chutes de fora da área. Temos bons jogadores e somos capazes de vencer a partida, se jogarmos da nossa maneira”, disse.

O desfalque sul coreano era apenas o atacante Park Chu Young, 26 anos, do Arsenal (Inglaterra), desconvocado por Choi Kang Hee após ser chamado de antipatriota, em razão de ter adiado sua apresentação ao serviço militar da Coreia do Sul, causando desapontamento dos torcedores.

O técnico alemão do Líbano, Theo Bücker, 63 anos, procurava levantar o ânimo dos jogadores: “Gostaria de agradecer aos atletas pelo grande desempenho diante do Uzbequistão, que eleva nossa moral para encarar a Coreia do Sul. Este jogo será um desafio para nós, pois fomos goleados por 6 a 0 da última vez (veja todos os gols – texto 2), mas não esperamos um resultado tão elástico. Desde então evoluímos e somos outro time, então, tomara que tenhamos um resultado diferente”, encerrou Bücker, que não poderia contar mais uma vez com o craque do time, o meia Roda Antar, 31 anos, do Shandong Luneng (China), e o atacante Mahmoud El Ali, 28 anos, do Al Ahed (Líbano), desfalques sérios.

O jogo

O estádio Goyang (41.311 lugares), na cidade de mesmo nome, localizada a noroeste do território sul coreano, estava quase lotado, com 36.756 torcedores. Aos 30 minutos do primeiro tempo, os donos da casa abriram o marcador… O atacante Lee Keun Ho, 27 anos, do Ulsan Hyundai (Coreia do Sul), foi até a linha de fundo, pelo lado esquerdo, e cruzou para trás, mesmo marcado de perto pelo zagueiro Bilal Najarin, 31 anos, do Nejmeh (Líbano). A bola foi ao encontro do meia Kim Bo Kyung, 22 anos, do Cerezo Osaka (Japão), que teve espaço suficiente para finalizar de primeira, num chute forte no qual o goleiro Ziad El Samad, 33 anos, do Safa (Líbano), chegou a tocar, mas sem evitar que as redes libanesas balançassem! 1 a 0 Coreia do Sul! Falha do arqueiro libanês, que poderia ter feito a defesa…

No início do segundo tempo, aos três minutos, o Líbano teve direito à cobrança de escanteio. A bola foi levantada em direção à segunda trave, mas a defesa da Coreia do Sul conseguiu evitar o perigo. O meia Yeom Ki Hun, 29 anos, do Korean Police FC (Coreia do Sul), saiu com a bola dominada da defesa e percebeu a retaguarda adversária totalmente aberta, fazendo um ótimo lançamento para Kim Bo Kyung. Com muito espaço, o meia sul coreano engatou a sexta marcha, invadiu a grande área e tocou na saída de El Samad, com total tranquilidade! 2 a 0 Coreia do Sul, num contra-ataque fulminante!

Aos 44 minutos, a Coreia do Sul contou com uma grande ajuda da defesa do Líbano para marcar o terceiro. Pela direita, o atacante Lee Dong Gook, 33 anos, do Jeonbuk Motors (Coreia do Sul), cruzou para a área, mas o zagueiro Ramez Dyoub, 26 anos, do Selangor (Malásia), conseguiu afastar de cabeça. A bola sobrou para o meia Hussein Dakik, 23 anos, do Al Ahed, que estava na entrada da área, que tentou sair jogando… Ele foi driblar o meia Koo Ja Cheol, 23 anos, do Augsburg (Alemanha), perdeu a bola e viu o sul coreano chutar dividindo com outro zagueiro, acertando o ângulo esquerdo de Ziad El Samad! Que lambança, em 3 a 0 Coreia do Sul, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Depois da boa vitória, Choi Kang Hee parabenizou os jogadores sul coreanos: “Gostaria de agradecer os atletas pelo bom desempenho nos dois jogos, pois é complicado manter o equilíbrio da equipe em tão pouco tempo. Com as vitórias, podemos melhorar ainda mais para os próximos jogos”, disse.

Já Theo Bücker parece ter desistido de alcançar a Copa do Mundo 2014: “Os sul coreanos mereceram vencer, mas hoje fomos melhor do que na primeira vez. Posso dizer que o resultado de hoje foi 50% falha nossa, e é difícil para nós jogar sem dois jogadores importantes, pois não podemos atuar da forma que esperávamos. Não podemos nos comparar com a Coreia do Sul, eles estão muito à frente de nós. Estamos satisfeitos por ter alcançado a Fase Final das Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo 2014, fato inédito para nós e de um nível acima do nosso”, encerrou.

Com seis pontos em duas rodadas, a Coreia do Sul lidera o Grupo A das eliminatórias, com sete gols marcados e apenas um sofrido. Em segundo lugar, o Irã tem quatro pontos em dois jogos, mesmo número do Catar, que jogou três vezes e que leva desvantagem no saldo de gols (1 contra -2). Completam a tabela Uzbequistão, com um ponto em duas partidas, e o lanterna Líbano, que tem um ponto, mas em três jogos. Em 11 de setembro de 2012, a Coreia do Sul encara o Uzbequistão, fora de casa, enquanto o Líbano recebe o Irã.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede