Costa Rica vence Guiana e está em segundo

Mesmo jogando fora de casa, a Costa Rica, uma das seleções que aparecem com mais possibilidades de brigar por uma vaga na Copa do Mundo 2014, não tomou conhecimento de Guiana, que é a mais fraca do Grupo B, e conseguiu uma boa vitória, que por enquanto deixa a equipe em segundo na chave. Antes da partida, o zagueiro Geancarlo González, 24 anos, do Valarenga (Noruega), tratou de explicar qual a importância do jogo para ele:

“Desde criança sonho em jogar as eliminatórias e agora tenho a oportunidade. Sabemos que o momento atual é muito importante e portanto vou dar tudo de mim. Tenho clareza sobre o que o técnico [colombiano José Luis Pinto, 59 anos] pediu e temos de tomar cuidado com as jogadas aéreas, pois eles têm dois bons jogadores nesse fundamento”, explicou.

Já o treinador de Guiana, Jamaal Shabazz, natural de Trinidad & Tobago, foi muito honesto em sua declaração: “Tivemos de defender muito diante do México e sabemos que isso se repetirá contra a Costa Rica, é importante viver no mundo real, pois não podemos sair atacando. Quando temos oportunidade, devemos atacar, e estamos confiantes para isso, mas sabendo da dificuldade da partida. Posso dizer que estamos emocionados por participar, até deveríamos ter medo, mas isso não acontece. Espero que a torcida compareça e seja nosso 12º jogador”, encerrou.

O jogo

A cidade de Providence, no norte do país, a apenas 3 km da capital Georgetown, sediou a partida entre Guiana e Costa Rica. Numa oportunidade única para a população guianense, 11 mil torcedores se fizeram presentes ao estádio Providence (15 mil lugares), para acompanhar a primeira partida da seleção nacional dentro de casa na 3ª das Eliminatórias Concacaf para a Copa do Mundo 2014. A primeira chance da partida aconteceu com os visitantes…

O bom atacante Joel Campbell, 19 anos, do Arsenal (Inglaterra), fez boa jogada pelo lado direito e, mesmo sob a marcação do zagueiro Walter Moore, 27 anos, do Charlotte Eagles (Estados Unidos), imitou o ponta holandês Arjen Robben, trazendo para o meio e disparando um petardo da entrada da área, sem perigo para Guiana. A resposta dos donos da casa veio através do meia Ricky Shakes, 27 anos, do Ebbsfleet United (Inglaterra), que pegou sobra da entrada da área e finalizou forte, com a bola passando perto da trave direita do goleiro Keylor Navas, que saltou para conferir!

A Costa Rica teve um lance parecido pouco depois, com o meia Michael Barrantes, 28 anos, do Aalesund (Noruega). Com habilidade, ele passou entre dois jogadores de Guiana e decidiu experimentar de fora da área, mas a bola acabou sendo desviada pelo goleiro Ronson William, 24 anos, do Alpha United (Guiana). Aos 20 minutos, os visitantes abriram o marcador… O lateral Bryan Oviedo, 22 anos, do Copenhagen (Dinamarca), fez boa jogada pela esquerda e cruzou rasteiro, em direção à marca do pênalti. O atacante Álvaro Saborío, 30 anos, do Real Salt Lake (Estados Unidos), estava bem posicionado e ficou livre para desviar, colocando a bola no canto esquerdo de Ronson William! 1 a 0 Costa Rica!

Mesmo com a derrota parcial, Guiana teve chances de empatar, num lance incrível! Cobrança de falta na esquerda alçou a bola na área, e um costa-riquenho desviou na primeira trave, no que acabou virando um passe para o atacante Carl Cort, 34 anos, sem clube. Ele estava na pequena área e conseguiu o desvio antes de Keylor Navas, mas acabou acertando o travessão! No rebote, o zagueiro Geancarlo González voou na bola e conseguiu mandar para escanteio! I-NA-CRE-DI-TÁ-VEL! Aos 26 minutos, a Costa Rica ampliou…

Joe Campbell cruzou ao invés de chutar para longe do gol e encontrou Álvaro Seborío totalmente livre de qualquer marcação, que esperou o momento certo para cabecear e balançar as redes guianenses! 2 a 0 Costa Rica! Nos minutos finais da primeira etapa, Guiana continuou chegando, mas as finalizações foram ruins, sem grande perigo para o adversário…  No segundo tempo, os visitantes começaram marcando o terceiro gol.

Aos sete minutos, em novo cruzamento de Bryan Oviedo junto à linha de fundo, Álvaro Saborío estava bem posicionado no meio da defesa de Guiana e teve total liberdade para usar mais uma vez a cabeça e balançar as redes dos donos da casa! 3 a 0 Costa Rica, que não tinha um mesmo jogador autor de três gols desde o dia 9 de outubro de 2004, quando o ex-atacante Wanchope, aposentado em 2007 e hoje com 35 anos marcou na vitória de 5 a 0 sobre a Guatemala, pelas eliminatórias da Copa 2006. E, claro, falha do zagueiro Chris Bourne, 26 anos, do Croydon Athletic (Inglaterra), que não disputou a bola no alto!

Aos 27 minutos, foi a vez de Joel Campbell marcar o seu e fechar a goleada. Em contra-ataque, ele driblou Chris Bourne e percebeu a saída do goleiro Ronson William, tocando por cobertura, da entrada da área, num lance de muita habilidade do jovem atleta do Arsenal! 4 a 0 Costa Rica, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Feliz após o importante triunfo fora de casa, o colombiano José Luis Pinto elogiou o elenco que tem em mãos: “Estou feliz porque esse grupo é extraordinário. Fomos cobrados e fizemos coisas importantes e essa é a chave para que um time ganhe confiança. O grupo tem garra e comprometimento com o sonho de ir à Copa do Mundo 2014. Na partida, a equipe esteve bem equilibrada, todos jogaram bem, se defendendo das constantes jogadas aéreas do adversário, único maneira de eles chegarem ao nosso gol”, encerrou.

Com duas rodadas disputadas, o México lidera o Grupo B, com seis pontos, e será o adversário da Costa Rica, em segundo  lugar, com quatro pontos,  na próxima partida, em 7 de setembro de 2012, na casa dos costa-riquenhos. No mesmo dia, El Salvador, que tem um ponto, na terceira posição, recebe a lanterna Guiana, que ainda não somou nenhum e tem um gol  marcado e sete contra.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede