Gana e Egito vencem suas partidas e largam bem

Grandes seleções africanas, ganeses e egípcios começaram a caminhada em seus grupos enfrentando os adversários mais fracos. Diante de Lesoto, Gana não tomou conhecimento e num jogo recheado de confusão com os refletores goleou os oponentes com muita facilidade. Já o Egito também venceu, mas teve dificuldade para somar três pontos sobre Moçambique, em dois lances de pura técnica dos jogadores da casa. Veja um resumo das duas partidas. Boa leitura!

Gana joga para o gasto e goleia Lesoto

O estádio Baba Yara (40.500 lugares), em Kumasi, no sul de Gana, estava lotado de apaixonados torcedores ávidos por uma goleada. E foi o que Gana pôde oferecer aos presentes, já que Lesoto não ofereceu resistência.

Logo aos quatro minutos do primeiro tempo, a zaga de Lesoto falhou no lance, permitindo a finalização do atacante Jordan Ayew, do Olympique de Marselha (França). Porém, o goleiro de Lesoto, Phasumane Kholuoe, 29 anos, do Lesotho Correctional Services (Lesoto), impediu o primeiro gol da Gana, espalmando para escanteio. Na cobrança, o mesmo Jordan Ayew aproveitou chute errado do companheiro e finalizou cara a cara com Phasumane, que fez maravilhosa defesa, salvando os lesotianos!

Gana jogava apenas do meio para frente, colocando os dois zagueiros na linha do meio-campo, sem ser incomodada pelos atletas de Lesoto. Aos 11 minutos, o atacante Dominic Adiyiah, de 22 anos, do Arsenal Kiev (Ucrânia), experimentou de longe, mas a bola passou por cima do gol, com Phasumane no lance. Dois minutos depois, o lateral direito Samuel Inkoom, de 23 anos, do Dnipro Dnipropetrovsk (Ucrânia), fez boa jogada pelo lado do campo e cruzou, encontrando Dominic Adiyiah, no meio da área, livre de marcação. Ele mergulhou a poucos centímetros do gol, mas finalizou para fora! Quase!

Pouco depois, aos 15 minutos, finalmente os ganeses abriram o marcador. Em cobrança de falta – que não ocorreu – do lado direito do ataque, perto da grande área, o meia Sulley Muntari, 27 anos, do Milan (Itália), tocou para ele mesmo, enganando a defesa lesotiana e emendou um chutaço, que acertou o ângulo direito de Phasumane, sem chances de defesa! 1 a 0 Gana!

Lesoto tentava ir ao ataque, mas parava na própria fragilidade técnica, permitindo que recuperasse o domínio das ações rapidamente. Tanto que, aos 24 minutos, Dominic Adiyiah recebeu passe na direita, já dentro da área, driblou o lateral esquerdo Thapelo Mokhele, 26 anos, do Matlama Maseru (Lesoto), e finalizou no único ângulo que tinha, por cima das mãos do goleiro lesotiano, que não conseguiu fazer a defesa! 2 a 0 Gana!

Para se ter uma ideia, a primeira finalização de Lesoto na direção do gol ocorreu apenas aos 29 minutos do primeiro tempo. Antes do fim do primeiro tempo, Jordan Aywe driblou o zagueiro Tumisang Bereng com facilidade, mas enfeitou logo depois, dando um passe de letra para o volante Emmanuel Badu, 21, da Udinese (Itália), que finalizou, para boa defesa do goleiro de Lesoto! Quando todos davam como terminado o primeiro tempo, Gana ainda conseguiu marcar o terceiro.

Aos 45 minutos, a falha do zagueiro Mohapi Ntobo, de 28 anos, do Matlama Maseru, que caiu no gramado quando estava com a posse da bola, na entrada da grande área, permitiu a Jordan Aywe dominá-la, driblar Phasumane, que saíra para abafar o lance, e tocar para as redes vazias! 3 a 0 Gana, com extrema facilidade e sem grandes esforços!

Na volta do intervalo, demorou apenas quatro minutos para o esquadrão ganês marcar mais um. Dominic Adiyiah recebeu cruzamento longo dentro da área, se livrou com facilidade da marcação do zagueiro Mohapi Ntobo e finalizou no contrapé de Phasumane, que não teria muitas condições de fazer a defesa! 4 a 0 Gana!

Logo depois do quarto gol de Gana, a infraestrutura do estádio deixou a desejar. Os refletores se apagaram, causando a suspensão da partida pelo árbitro Badara Diatta, de Senegal. Além do nervosismo de jogadores, dirigentes e torcedores que haviam comparecido para acompanhar sua seleção, sobrou para o diretor da companhia elétrica da província de Ashanti, que acabou demitido em razão da falha.

Depois de quase uma hora de paralização, a bola voltou a rolar, para a alegria dos ganeses, que começaram novamente no ataque, com Dominic Adiyiah, que perdeu duas chances claras de gol para fazer o seu terceiro no jogo. Nos minutos seguintes, o técnico James Kwesi Appiah, ex-jogador da seleção entre 1987-92, decidiu fazer três substituições, a fim de descansar os titulares.

Um dos novatos, o ala Christian Atsu, de 20 anos, que disputou a temporada pelo Rio Ave (Portugal), mas pertence ao Porto (Portugal), em sua estreia na seleção principal, não demorou a fazer o primeiro gol a camisa dos Estrelas Negras, aos 40 minutos. Ele finalizou bonito com o pé esquerdo para aumentar ainda mais a goleada ganesa! 5 a 0 Gana!

Três minutos depois, Atsu fez mais uma linda jogada, deixando para trás três marcadores de Lesoto, e tocou para Jordan Ayew, que balançou as redes pela segunda vez na partida! 6 a 0 Gana! E ainda deu tempo do sétimo, quando Lesoto já tinha um a menos em campo, em gol de cabeça do zagueiro Jerry Araminko, 24 anos, do Manisaspor (Turquia). 7 a 0 Gana, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Apesar de todos os problemas da partida, que devem ter atrapalhado o rendimento dos jogadores, Gana encontrou extrema facilidade para vencer Lesoto, mesmo não impondo um ritmo muito forte. Se jogasse com seriedade, a goleada de Gana seria ainda maior. No próximo dia 9 de junho de 2012, os ganeses terão um jogo bastante difícil diante de Zâmbia, fora casa, num confronto que deve ser o principal pela vaga única à Fase Final, ainda mais se os zambianos vencerem o Sudão, dia 2 de junho (sábado). Já Lesoto tentará ganhar experiência e aprender com os adversários superiores, torcendo para não levar outra sonora goleada do Sudão, no dia 10 de junho, dentro de casa.

Egito tem dificuldades, mas consegue os três pontos

Mesmo  jogando em casa, em Alexandria, cidade de 4 milhões de habitantes, perto do Mar Mediterrâneo, os egípcios tiveram alguma dificuldade para vencerem a defesa de Moçambique. O primeiro gol no estádio Borg El Arab (86 mil lugares) surgiu apenas no início do segundo tempo. Por volta dos nove minutos, a bola teve de ser lançada para a esquerda, nos pés do volante Hosny Abd Rabo, de 27 anos, do Al Ittihad (Arábia Saudita). Ele fez outro cruzamento, desta vez para a direita, esperando que a pelota chegasse ao lateral Ahmed Hegazy, 21 anos, da Fiorentina (Itália).

Exitoso ao receber o lançamento, Hegazy aproveitou a falha de seu marcador e desviou de cabeça em direção à segunda trave. Bem colocado e esquecido no meio da defesa moçambicana, o zagueiro Mahmoud Fathalla, de 30 anos, do Zamalek (Egito), se esticou todo para desviar a bola para as redes, batendo o veterano goleiro João Kapango, de 36 anos, que atua pelo Tersana (Egito). 1 a 0 Egito!

Imagem de Amostra do You Tube

Pouco tempo depois, aos 18 minutos, os donos da casa alcançaram o segundo gol no jogo, levando um pouco de sorte. O atacante Mohammed Zidan, famoso atleta que defende o Mainz 05 (Alemanha), encontrou muito bem o meia Ahmed Temsah, de 26 anos, do El Dakhleya (Egito). Ele dominou a bola, encarou a marcação do zagueiro Zainadine Júnior, 23 anos, do Étoile du Sahel (Tunísia), e resolveu arriscar um passe para Zidan, que estava no meio de três moçambicanos.

Mesmo assim, Zidan se infiltrou na retaguarda de Moçambique no momento certo, entre os defensores Mexer, 24 anos, do Sporting Lisboa (Portugal), e Chico Muchanga, 20, do Ferroviário de Maputo (Moçambique), ficou em posição legal e de frente para Kapango, livre de marcação. O jogador do Mainz 05 chutou forte, tirando do goleiro, mas a bola bateu na trave. Num lance de muito azar, a pelota acabou tocando nas costas de João Kapango, indo morrer nas redes de Moçambique! 2 a 0 Egito, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

A importante vitória diante de Moçambique coloca o Egito na primeira posição do Grupo G, no aguardo pela outra partida da chave, entre Zimbábue e Guiné, a ser disputada no domingo, 3 de junho de 2012. Mesmo favorito à única vaga à Fase Final das eliminatórias, os egípcios precisarão jogar sério para não passarem novo vexame no continente, a despeito do que aconteceu nas Eliminatórias para a Copa Africana de Nações 2012.

A fim de evitar isso, é importante dizer que o Egito fez muitos amistosos desde o dia 7 de maio de 2012, vencendo todos os jogos. Derrotar Líbia (4 a 0, em 7 de maio), Líbano (4 a 1, em 11 de maio), Camarões (2 a 1, em 20 de maio) e Togo (3 a 0, em 22 de maio) foram importantes testes para entrosar a equipe.

Na próxima rodada, em 10 de junho de 2012, o Egito visita Guiné, adversário mais forte do grupo, enquanto Moçambique sediará o jogo diante de Zimbábue, procurando somar seus primeiros pontos nas eliminatórias. O técnico estadunidense Bob Breadley, 54 anos, ex-comandante dos Estados Unidos (2006-11), terá trabalho para levar o Egito à terceira Copa do Mundo – jogou em 1934 e 1990.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede