Japão segura Austrália e lidera com folga

O Japão visitou o adversário mais forte do Grupo B das Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo 2014, a Austrália, procurando sair de Brisbane com pontos na bagagem. O empate deixou os japoneses numa ótima situação na tabela, bastando mais dois bons resultados para que o país atinja a Copa do Mundo 2014. O Japão vinha de duas boas vitórias, ambas dentro de casa, contra Omã, por 3 a 0 (veja os gols – texto 1), e Jordânia, por incríveis 6 a 0 (acompanhe os principais lances – texto 1). Fora de casa, qualquer resultado que não a derrota seria muito bom para os japoneses, que manteriam a grande distância para o segundo colocado na classificação. Mas o técnico italiano Alberto Zaccheroni, 59 anos, confiava mesmo é nos três pontos:

“Do que eu vi da equipe há poucos dias, posso afirmar que o elenco está bem preparado, tando física quando mentalmente. Não pudemos passar muito tempo treinando nos últimos dias, mas tenho certeza de que podemos jogar nosso melhor”, esclareceu Zaccheroni, que esperava um rival árduo: “Este é o último jogo dos três que disputamos em junho, e o primeiro fora de casa, contra uma Austrália que reconheço como uma das melhores seleções do continente. Eles têm bastante experiência e são grandes rivais dos japoneses”, analisou.

O técnico alemão da Austrália Holger Osieck. 63 anos, tinha a mesma impressão de seu colega de profissão: “Eles tiveram um grande início, com daus vitórias em casa, que dão  confiança. Eu concordo que o Japão é favorito para o jogo, mas não estamos aqui para dar presentes, pois também somos um bom time e vamos em busca dos três pontos”, avisou.

O jogo

O estádio Lang Park (52.500 lugares), em Brisbane, no extremo leste do território australiano, não contou com lotação máxima, pois 40.189 torcedores estiveram nas arquibancadas para acompanhar um jogo eletrizante, de muitas chances de gols para ambas as equipes. Logo aos cinco minutos do primeiro tempo, a pressão da Austrália ficou perto de resultar em gol. Um chutão da defesa colocou em ótima situação o atacante Tim Cahil, 32 anos, do Everton (Inglaterra), que dominou a bola na entrada da área, perseguido pelo zagueiro Yasuyuki Konno, 29 anos, do Gamba Osaka (Japão).

Cahil mostrou habilidade, matou a pelota no peito e tirou de outro marcador, o zagueiro Yuzo Kurihara, 28 anos, do Yokohama Marinos (Japão), para emendar um forte chute de perna esquerda, para grande defesa parcial do goleiro Eiji Kawashima, 29 anos, do Lierse (Bélgica). No rebote, o lateral Luke Wilkshire, 30 anos, do Dinamo Moscou (Rússia), recebeu passe na direta, dentro da área, e finalizou em outro grande chute, sem qualquer marcação adversária, para nova linda defesa de Kawashima, que mandou a escanteio! Duas chances em apenas um ataque para os donos da casa!

Dois minutos depois, o Japão conseguiu responder, com o meia Keisuke Honda, 26 anos, do CSKA Moscou (Rússia). Ele recebeu passe na entrada da área, girou e teve o caminho livre para experimentar de fora da área. O veterano goleiro Mark Schwarzer, 39 anos, do Fulham (Inglaterra), tentou segurar, mas soltou a bola na pequena área, obrigando ao zagueiro David Carney, 28 anos, do Bunyodkor (Uzbequistão), mandar para escanteio! Na cobrança, o meia Makoto Hasebe, 28 anos, do Wolfsburg (Alemanha), recebeu passe na entrada da área e cruzou na segunda trave, na cabeça do atacante Shinji Okazaki, 26 anos, do Stuttgart (Alemanha), que finalizou perto da trave esquerda de Schwarzer!

Aos 19 minutos, a Austrália conseguiu um lance incrível! Lançamento longo do campo de defesa para a entrada da área contou com o desvio de cabeça de Tim Cahil, para a direita. A bola sobrou para zagueiro Lucas Neill, 34 anos, do Esteghlal (Irã), que apareceu livre de marcação, dentro da área. Eiji Kawashima percebeu o perigo e saiu do gol, fechando o ângulo, mas não evitou o passe de Neill para a pequena área. A bola ficou para Alex Brosque, 28 anos, do Shimizu S Pulse (Japão), que dividiu com dois japoneses…

A pelota ainda permaneceu perto do gol e quando Lucas Neill ia mandar para as redes, Yuzo Kurihara, mesmo deitado, ergueu a perna e mandou para escanteio, no momento certo! Loucura no estádio! Na cobrança de escanteio, a defesa japonesa passou sufoco  novamente, mas a Austrália não conseguiu marcar! No segundo tempo, a Austrália sofreu uma baixa logo aos dez minutos, com a expulsão do zagueiro Mark Millingan, 26 anos, do JEF United (Japão), pelo segundo cartão amarelo, após levantar demais o pé e acertar o rosto do zagueiro Atsuto Uchida, 24 anos, do Schalke 04 (Alemanha).

Aos 20 minutos, o Japão marcou o primeiro gol… Keisuke Honda cobrou escanteio curto e recebeu o passe de vola. O atleta do CSKA Moscou foi até a linha de fundo e driblou Lucas Neill e David Carney com muita habilidade, cruzando rasteiro na segunda trave. Ali se encontrava o zagueiro Yuzo Kurihara, que teve toda a liberdade para apenas empurrar para as redes! 1 a 0 Japão, que estava conseguindo um excelente resultado para fins de classificação! Porém, cinco minutos depois a Autrália teve direito a cobrança de pênalti, num lance que causou a revolta dos japoneses.

A bola foi alçada na área e a defesa do Japão tirou normalmente, mas o árbitro saudita Khalil Al Ghamdi viu um puxão de Atsuto Uchida em Alex Brosque, na pequena área, mas a jogada foi normal, sem problemas! Que erro! Na cobrança, Luke Wilkshire cobrou à meia altura no meio do gol e balançou as redes japoneses, sem chances para Eiji Kawashima, que foi para a esquerda! 1 a 1 Austrália versus Japão, para a alegria dos torcedores da casa! Aos 31 minutos, o zagueiro Sasa Ognenovski, 33 anos, do Seongnam Ilhwa Chunma (Coreia do Sul), recebeu ótimo  passe dentro da área, pelo lado direito, girou rápido e emendou um petardo no gol, que para sorte do Japão explodiu no travessão!

Aos 44 minutos, foi a vez de o Japão ficar com dez atletas em campo. Yuzo Kurihara percebeu que Alex Brosque poderia ganhar na velocidade e puxou o australiano, fazendo falta perto da área. Como já tinha amarelo, recebido aos 22 minutos do primeiro tempo, Kurihara acabou expulso por Khalil Al Ghamdi! Na cobrança, Luke Wilkshire bateu muito bem e obrigou Kawashima a grande defesa, no canto direito, mandando para escanteio! Numa última lambança do saudita, Honda se preparava para cobrar uma falta, aos 48 minutos, numa boa chance para o Japão, quando o árbitro decidiu não permitir a cobrança e encerrou a partida, para revolta dos japoneses!

Imagem de Amostra do You Tube

Na entrevista coletiva, Holger Osieck gostou de sua equipe: “Antes do jogo estava claro que os times iriam se respeitar dentro de campo e nós demonstramos às outras seleções da chave que podemos fazer muito ainda. O Japão tem sete pontos, mas nós também vamos somar os nossos, pois empatamos com um jogador a menos, com o meio-campo trabalhando bem a bola, e até poderíamos ter feito mais gols. Claro que a vitória seria melhor, mas um ponto está bom”, resumiu o alemão.

Alberto Zaccheroni também aprovou o jogo japonês: “Desde o começo da partida pressionamos a Austrália e conseguimos segurá-los, com alguns poucos momentos de perigo para nós. Atuamos para vencer e perdemos dois pontos hoje, mas creio que merecemos esses sete pontos nos três jogos que disputamos até agora”, analisou o italiano.

Ambos os lados, incluindo jogadores, reclamaram da arbitragem do saudita Khalil Al Ghamdi, que deve fazer com que a confederação asiática tenha maior cuidado na escolha de árbitros para jogos de eliminatórias, sempre muito importantes.

Próximos compromissos

Na classificação, o Japão lidera com folga, com sete pontos em três partidas, dez gols marcados e apenas um sofrido. O Iraque aparece em segundo, com dois pontos em duas partidas, assim como a Austrália, que leva desvantagem nos gols pró (2 contra 1). Omã vem em quarto, também com dois pontos em três rodadas, mas com saldo negativo de três. A Jordânia é lanterna, com um ponto em duas partidas.

Na próxima rodada, em 11 de setembro de 2012, a Austrália joga com a Jordânia, fora de casa, enquanto no mesmo dia o Japão recebe o Iraque, em casa, tentando se aproximar ainda mais da classificação para a Copa do Mundo 2014.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede