Nova Zelândia vence e está na Fase Final; Gâmbia e Marrocos empatam

Na segunda rodada do Grupo B, os neozelandeses encararam a seleção mais fraca, Papua Nova Guiné, conquistando os três pontos e garantindo a classificação para a última etapa das eliminatórias, como era de se esperar. Na África, a seleção marroquina, que não disputa uma Copa do Mundo desde a edição 1998, começou perdendo, mas alcançou a igualdade. Boa leitura!

Nova Zelândia é a primeira classificada

Em sua segunda apresentação nas Eliminatórias da Oceania para a Copa do Mundo de 2014, a Nova Zelândia precisava mostrar mais serviço do que no jogo de estreia, em que venceu Fiji por 1 a 0 (veja os gols – texto 1), mas poderia ter tropeçado. Diante de Papua Nova Guiné, seleção  mais fraca do Grupo A, era de se esperar uma vitória por placar mais elástico, mas não foi o que aconteceu no estádio Lawson Tama, em Honiara, capital das Ilhas Salomão.

Apesar do placar apertado, a Nova Zelândia começou o jogo balançando as redes. Logo aos três minutos do primeiro tempo, o atacante Chris Killen, 30 anos, do Chongqing (China), carregou a bola até perto da grande área e tocou para o meia Keremy Brockie, 24, do Wellington Phoenix (Nova Zelândia), que estava no lado direito do ataque. Ele cruzou na primeira trave, mesmo marcado de perto pelo atacante Eric Komeng, 27, que defende o Hekari United (Papua Nova Guiné). A bola foi na cabeça do bom atacante Shane Smeltz, 30 anos, do Perth Glory (Austrália), que mergulhou para se antecipar ao goleiro Leslie Kalai, 26, atleta do Hekari United, para abrir o marcador! 1 a 0 Nova Zelândia!

Apenas aos 42 minutos do primeiro tempo, Papua Nova Guiné conseguiu armar uma jogada de perigo. O meia Raymond Gunimba, de 22 anos, atleta do Hekari United, carregou a bola, sem ser incomodado pelos neozelandeses. Ele serviu o meia Michael Foster, 25, também do Hekari United, que recebeu o passe, caminhou alguns centímetros e resolveu experimentar da entrada da área. A finalização só não resultou no empate de Papua Nova Guiné porque o goleiro Jake Gleeson, de 21 anos, do Portland Timbers (Estados Unidos), conseguiu tocar na bola com uma das mãos e desviar para escanteio! Quase!

Na volta do intervalo, os neozelandeses trataram de ampliar a vantagem, logo aos oito minutos. Lançamento longo vindo da defesa pegou a marcação papuana totalmente desorganizada, o que facilitou a vida de Shane Smeltz. Ele ganhou do zagueiro Valentine Nelson, 24, anos, sem clube, na corrida e serviu o atacante Chris Wood, 20 anos, pertencente ao West Bromwich, mas que esteve emprestado ao Bristol City, ambos da Inglaterra.

Livre de marcação, Wood chegou na bola antes do goleiro Leslie Kalai e tocou na saída do adversário, dando mais tranquilidade no jogo! 2 a 0 Nova Zelândia! Cinco minutos, a Nova Zelândia poderia ter feito o terceiro. Em grande jogada de Wood, que aproveitou o escorregão do zagueiro e avançou com a bola dominada, ele tocou para Smeltz, na direita, que estava com liberdade. O atacante neozelandês finalizou com violência, mas levou azar, pois a pelota explodiu no travessão e foi para fora! Incrível!

No final da partida, por volta dos 42 minutos, Papua Nova Guiné se lançou mais uma vez ao ataque. O meia Neil Hans, 23 anos, atleta do Madang (Papua Nova Guiné), fez linda jogada pelo lado direito, já dentro da área, chapelando um adversário. Ele finalizou em direção ao gol sem deixar a bola tocar o gramado, mas ela foi para escanteio, batendo no zagueiro Tony Lochhead, 30 anos, do Wellington Phoenix. O problema é que a pelota resvalou em seu braço, no que o árbitro de Vanuatu Bruce George assinalou penalidade máxima. Para piorar, Lochhead, que já tinha cartão amarelo, levou o segundo e acabou expulso!

Na cobrança, o mesmo Neil Hans cobrou muito bem, no canto oposto ao que Jake Glesson saltou, para diminuir o prejuízo de Papua Nova Guiné! No entanto, a partida terminou mesmo 2 a 1 para a Nova Zelândia, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Nas entrevistas pós-jogo, o treinador local Ricki Herbert, de 51 anos, aprovou o que viu, mas sabe que os jogadores podem jogar melhor: “Começamos bem, com um gol cedo, uma peculiaridade do que fizemos até agora na competição. É normal que vamos progedindo à medida que nos acostumamos com o estádio, a cidade,  esperando que nosso domínio no continente continue conosco”, encerrou, em entrevista ao site oficial da Confederação de Futebol da Oceania (OFC).

Por sua vez, o técnico australiano Frank Farina estava muito satisfeito com seus comandados, apesar da derrota: “Penso que jogamos extremamente bem e criamos algumas boas chances. Mas, contra um oponente da qualidade da Nova Zelândia, você não pode perdê-las, mas falhamos. Na minha visão, a Nova Zelândia teve três chances na partida e marcou dois gols”, disse ao mesmo site.

Com 100% em dois jogos, a Nova Zelândia está garantida na Fase Final e vai encarar Ilhas Salomão, donos da casa, na última rodada, querendo manter a campanha. Papua Nova Guiné, por outro lado, está matematicamente eliminada da competição, mas o único gol até aqui, diante dos neozelandeses, é digno de comemoração. Os papuanos se despedem da 2ª Fase das eliminatórias diante de Fiji., no próximo dia 6 de junho, data da rodada final do Grupo B.

Marrocos arranca empate fora de casa

Os Leões do Atlas, que já foram temidos no continente africano, hoje acumulam várias decepções diante de adversários teoricamente mais fracos. O técnico belga Eric Gerets, na seleção de Marrocos desde 2010, disse dias antes da partida válida pela 2ª Fase das Eliminatórias Africanas para a Copa do Mundo 2014, que seria um jogo difícil contra Gâmbia, mas que o objetivo era a vitória, ainda mais depois da eliminação na Copa Africana de Nações 2012, que resultou em pressões pela demissão de Gerets.

Marrocos ainda tinha desfalques importantes quando adentrou o gramado do estádio da Independência (20 mil lugares), em Bakau, no litoral de Gâmbia. O atacante Marouane Chamakh, 28 anos, atleta do Arsenal (Inglaterra), foi cortado do elenco marroquino, por estar na reserva de seu clube e sem ritmo de jogo – atuou apenas 11 vezes na temporada 2011-12 e seguer entrou em campo em maio.

No lado gambiano, o recentemente apontado técnico italiano Luciano Mancini, na semana da partida (ele era auxiliar técnico de Peter Bonu Johnson, que passou a ser comandado por Mancini), também tinha problemas. Os atacantes Ousman Jallow, 23, do Çaikur Rizespor (Turquia), e Sainey Nyassim, 23, do New England Revolution (Estados  Unidos), estavam fora da convocação, ambos por contusão. Mesmo assim, ele estava confiante num bom resultado: “Posso ver nos olhos dos atletas a determinação e paixão que eles têm ao vestir a camisa de Gâmbia. Sabemos que Marrocos é um grande time, mas o nosso também é”, disse à imprensa local.

De fato, ambos os países tem a maioria de seus atletas jogando na Europa, mas em times de médio e pequeno escalão, com os marroquinos detentores de maior experiência internacional. Tanto que, nos primeiros dez minutos, os visitantes chegaram com mais intensidade, obrigando o goleiro Christopher Allen, 22 anos, do GAMTEL (Gâmbia), a fazer algumas boas defesas, mas sem grandes dificuldades. Aos 16 minutos, os gambianos tiveram direito à cobrança de falta na entrada da área. O meia Demba Savage, 23 anos, do HJK (Finlândia), alçou a bola na grande área, esperando um desvio de seus companheiros…

A pelota foi colocada na linha do pênalti, exatamente onde se encontrava o atacante Haruna Jammeh, 21 anos, do Kaposvári Rákóczi (Hungria). Ele subiu mais que seu marcador e desviou para o gol, sem chances para o goleiro Nadir Lamyaghri, de 36 anos, do Wydad Casablanca (Marrocos). 1 a 0 Gâmbia, para a felicidade dos torcedores, que não lotaram o estádio, mas compareceram em bom número!

Mesmo com a desvantagem no placar, os marroquinos continuaram pressionando e poderiam ter empatado, mas Christopher Allen continuou bem na partida, impedindo o gol de empate dos visitantes, como no cruzamento/chute do lateral Abdul El Khaliki, 25, do Wydad Casablanca, que deixou o meia Pa Modou Jagne, 22 anos, do St. Gallen (Suiça), no chão, num belo drible, e mandou para a área, com Allen conseguindo espalmar.

No segundo tempo, o zagueiro Medhi Benati, 25, da Udinese (Itália), quase marcou para Marrocos numa subida à área adversária. Ele chegou a dividir com Christopher Allen, mas a bola teimosamente saiu pela linha de fundo, rente à trave, impossibilitando a Benati pegar o rebote e balançar as redes gambianas! Quase! De tanto insistir, o time visitantes alcançou o empate…

Aos 31 minutos, o meia Nouredine Amrabat, 25 anos, atleta do Galatasaray (Turquia), fez boa jogada pelo lado esquerdo do ataque marroquino e mandou a bola para a área. Ela passou por todos os jogadores, das duas equipes, desviando levemante no zagueiro Lamin Samateh, 19 anos, do Lokomotiva (Croácia), mas não pelo meia Houssine Kharja, 29 anos, da Fiorentina (Itália), que aproveitou a falha do de Abdou Jammeh, que também deixou a bola passar, para apenas desviar para redes! 1 a 1 Gâmbia versus Marrocos, para desespero de Jammeh!

No finalzinho da partida, um lance incrível por pouco não resultou no gol da vitória de Gâmbia. Cruzamento para a grande área encontrou o jovem atacante Momodou Ceesay, 23 anos, do MSK Zilina (Eslováquia), que finalizou de cabeça, à queima-roupa, dentro da pequena área. Porém, de forma extraordinária, Nadir Lamyaghri conseguiu a defesa, mas deu rebote. Na sobra, Pa Modou Jagne emendou um meio voleio, mas o goleiro marroquino interceptou novamente! Que lindo lance, mas ficou só nisso!

Imagem de Amostra do You Tube

O empate entre Gâmbia e Marrocos não é um resultado anormal de acontecer, mas o problema é a liderança de Costa do Marfim, que venceu a fraca Tanzânia, por 2 a 0, na estreia (veja os gols aqui – texto 2). Na próxima rodada, o Marrocos receber a Costa do Marfim, em 9 de junho de 2012, enquanto Gâmbia visita Tanzânia, precisando obrigatoriamente da vitória para seguir sonhando com a única vaga do Grupo C à Fase Final. A chave será bastante disputada e quem fizer mais saldo de gols contra a Tanzânia tem boas chances de seguir em frente.

JOGO COMPLETO

Imagem de Amostra do You Tube

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede