Tahiti vence e continua 100%; Argélia goleia Ruanda

A 2ª Fase das eliminatórias da Oceania terminou para os integrantes do Grupo A e o Tahiti conseguiu três vitórias em três jogos, desbancando Vanuatu na última rodada. Já a 2ª Fase das eliminatórias africanas está apenas começando, e a Argélia confirmou o favoritismo diante de Ruanda, em casa, pelo Grupo H. Boa leitura!

Tahiti ainda sonha com a Copa do Mundo 2014

A última rodada foi de decisão para três equipes da chave A – Samoa Ocidental já estava eliminada –, mas sabia-se que dificilmente o Tahiti iria deixar de vencer Vanuatu, de alguns bons valores, mas inferior tecnicamente. Tanto que logo aos 15 minutos, ficou claro que a troca de passes entre os tahitianos envolveria Vanuatu. O jovem atacante Teaonui Tehau, de 19 anos, do Vénus (Tahiti), recebeu lançamento no lado esquerdo, já dentro da área.

Livre de marcação, em falha do zagueiro Paul Young, 23 anos, do Amicale (Vanuatu), que se esqueceu do adversário e mirou apenas a bola, Tehau só tinha o goleiro Ernest Bong, 28 anos, também do Amicale, pela frente. Teaonui Tehau chegou a dribá-lo, mas foi derrubado dentro da área, numa voadora descompensada de Bong,  no que o árbitro neozelandês Peter O´Leary marcou pênalti e deu cartão amarelo ao goleiro de Vanuatu.

Na cobrança, o zagueiro Nicolas Vallar, 28 anos, do AS Dragon (Tahiti), cobrou muito bem, abrindo o placar a favor do Tahiti, mesmo com Ernest Bong acertando o canto! 1 a 0 Tahiti! Aos 21 minutos, Vanuatu ficou perto de empatar. Num lindo lançamento do atacante Joseph Namariau, do Tafea (Vanuatu), para a entrada da grande área, o atacante Robert Tasso, 22 anos, do Spirit 08 (Vanuatu), se deslocou na frente do zagueiro Edson Lemaire, 21, atleta do AS Vairao (Tahiti), e chutou cruzado, longe do alcance do goleiro Xavier Samin, 34, do Tefana (Tahiti). Porém, Tasso levou azar e a bola bateu na trave, saindo pela linha de fundo!

Aos 30 minutos, Vanuatu teve outra chance com Robeet Tasso. Ele recebeu passe por trás da defesa, avançou com a bola dominada e, já dentro da grande área, finalizou cruzado, no chão, mas a bola passou direto pela linha de fundo. Joseph Namariau também poderia ter completado e mandado para as redes vazias, mas chegou alguns segundos atrasado, lamentando a chance perdida!

Aos 38 minutos, o Tahiti espantou a zebra e conseguiu o segundo gol. O meia Lorenzo Tehau, 23 anos, do Tefana, cobrou escanteio na segunda trave, encontrando a cabeça de seu irmão, o zagueiro Jonathan Tehau, 24, do Tamarii Faa´a (Tahiti), que finalizou bonito, ganhando do meia Roddy Lenga, 22 anos, do Amicale! 2 a 0 Tahiti! No segundo tempo, aos 12 minutos, o Tahiti fez jogada pela direita, com o lateral Angelo Tchen, 30 anos, do Tefana.

Ele passou pela marcação vanuatuana, foi até a linha de fundo e tocou para Jonathan Tehau. Todos acharam que ele chutaria, mas Tehau surpreendeu, inclusive o goleiro Ernest Bong, e tocou para seu outro irmão, o atacante Alvin Tehau, 23, do Tefana, que só desviou para as redes vazias! 3 a 0 Tahiti! A quatro minutos do fim, Vanuatu perdeu a bola no meio de campo e concedeu contra-ataque ao Tahiti. A pelota chegou até Teaonui Tehau que, em posição duvidosa, avançou com a bola dominada e tocou na saída do goleiro de Vanuatu! 4 a 0 Tahiti!

Aos 46 minutos, foi a vez de a defesa do Tahiti falhar. Nicolas Vallar vacilou na frente do esperto atacante Robert Tasso, que recuperou a posse da bola, invadiu a área e finalizou por baixo de Xavier Samin, para marcar o gol de honra de Vanuatu! 4 a 1 Tahiti, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Após a partida e comemorando os 100%, o técnico local Eddy Etaeta agora mira objetivos maiores: “Estamos muito felizes por cumprir nosso primeiro objetivo, que era alcançar a Fase Final das Eliminatórias da Oceania para a Copa do Mundo de 2014. Agora vamos ver até onde poderemos ir”, disse.

Por outro lado, Percy Avock lamentou a inexperiência de seus comandados: “Nossa preparação para o torneio foi curta demais e temos muitos jogadores jovens, que ainda estão aprendendo. Voltaremos muito melhores daqui a quatro anos”, avisou.

Com nove pontos, o Tahiti faz a melhor campanha da 2ª Fase até aqui – só a Nova Zelândia poderá ultrapassá-los –, com três vitórias, 18 gols marcados e apenas cinco contra. Porém, na Fase Final das eliminatórias, essa campanha de nada servirá. Outro campeonato está marcado para começar no próximo dia 7 de setembro de 2012, quando ocorrerá a primeira das seis rodadas da Fase Final das eliminatórias, que termina em 26 de março de 2013.

Já Vanuatu realmente tem bons valores, como o atacante Robert Tasso, mas terá de trabalhar muito na defesa, se quiser resultados melhores no futuro. A equipe termina com três pontos, oito gols marcados e nove contra, à frente apenas de Samoa Ocidental.

Argélia despacha Ruanda com facilidade e lidera

Havia apenas um favorito no estádio Mustapha Tchaker (35 mil lugares), em Blida, cidade a 45 km da capital da Argélia, Argel, no norte do país. Os donos da casa, que estiveram na Copa do Mundo 2010 e têm város jogadores atuando em grandes clubes do futebol europeu, com o habilidoso meia Sofiane Feghouli, 22 anos, do Valencia (Espanha), tinham maior experiência internacional e ainda estreavam dentro de casa.

Porém, Ruanda não se dava por vencida antes do jogo e acreditava num resultado positivo: “Somos 24 jogadores e não há um atleta que possa reclamar por não ter tido chance de mostrar serviço nos amistosos. O técnico [sérvio Milutin Sredojevic, 42 anos, desde 2011 no comando da seleção] deu chance para todos antes de definir o time contra a Argélia. Acredito que temos condições de evoluir”, disse o atacante Olivier Karekezi, 20 anos, do APR (Ruanda), maior estrela da seleção, diante da não convocação do atacante Elias Uzamukunda, 21, do Cannes (França), por opção do treinador.

Sem jogadores atuando na Europa, Ruanda não conseguiu segurar os argelinos. O primeiro lance de perigo para os visitantes aconteceu aos dez minutos, quando o atacante Rafik Djebbour, 28, atleta do Olympiakos (Grécia), reclamou de pênalti, não marcado pelo árbitro de Gâmbia Bakary Papa Gassama. Pouco depois, o zagueiro Ismaël Bouzid, 28, do Baniyas (Emirados Árabes Unidos), acertou a trave! O máximo que Ruanda conseguia no ataque era desperdiçar chances de bola parada, principalmente com Olivier Karekezi.

O primeiro gol aconteceu ainda no primeiro tempo. Por volta dos 27 minutos, o meia Ryad Boudebouz, 22 anos, do Sochaux (França), lançou Sofiane Feghouli, que apareceu por trás dos zagueiros ruandeses e ficou livre de marcação. Ele chegou a dividir a bola com o goleiro Jean Claude Ndoli, 25 anos, do APR, que levou azar, pois chutou a bola em Feghouli, no que a pelota foi morrer no fundo das redes! 1 a 0 Argélia! E que lambança!

Pouco depois, aos 32 minutos, os torcedores argelinos que lotavam a praça de jogo gritaram gol pela segunda vez. Em bom lance pela esquerda, o lateral Abderahmane Hachoud, 23 anos, do Sétif (Argélia), foi até perto da linha de fundo e mandou a bola na segunda trave. A esfera de jogo passou por Ndoli e um zagueiro ruandês, mas não pelo atacante El Arabi Soudani, 24 anos, do Vitória de Guimarães (Portugal), que apareceu de surpresa e usou a cabeça para ampliar o marcador! 2 a 0 Argélia!

No segundo tempo, o jogo ficou morno, pois a Argélia não queria ser arriscar muito e dar contra-ataque, enquanto Ruanda não parecia ter forças para colocar fogo na partida e pressionar os argelinos fora de casa. O terceiro gol dos donos da casa surgiu apenas aos 34 minutos, depois de mais um cruzamento na grande área. O meia Adlène Guedioura, 26 anos, do Wolverhampton (Inglaterra), cruzou pela direita, no que o atacante Islam Slimani, 23 anos, do Belouizdad (Argélia), saltou antes que o goleiro Jean Claude Ndoli chegasse para tirar de soco e balançou as redes ruandesas! 3 a 0 Argélia!

Três minutos depois, El Arabi Soudani apareceu novamente para marcar seu segundo na partida. O meia Foued Kadir, 28 anos, do Valenciennes (França), cobrou escanteio pela esquerda, na cabeça de Soudani, que subiu no meio do bolo de jogadores e mandou para o gol vazio, já que Ndoli também havia deixado a pequena área para tentar afastar o perigo. 4 a 0 Argélia, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Após a terceira vitória sobre Ruanda na história (houve ainda dois empates), o técnico bósnio Vahid Halihodzic, 59 anos (treinou Costa do Marfim entre 2008-10), parabenizou seus comandados: “Todos jogaram bem, apesar das dificuldades, principalmente nos primeiros 15, 20 minutos do primeiro tempo.  Depois do gol inicial, Ruanda se abriu e tivemos muita liberdade. Poderíamos ter marcado mais gols, mas estou feliz com a equipe, que terá um grande teste diante de Mali, na próxima rodada”.

Milutin Sredojevic fez a mesma análise de seu colega de profissão: “Sabia que enfrentaríamos a Argélia com tudo no ataque. Infelizmente, o primeiro gol dificultou nosso jogo e desestabilizou os jogadores. Tentamos reagir, mas o segundo gol selou nossas chances completamente”, relatou.

Portanto, no próximo dia 10 de junho, Mali, que perdeu para Benin por 1 a 0 (veja tudo sobre o jogo – texto 2), vai receber a Argélia, precisando da vitória para se recuperar do baque. Na outra partida, no mesmo dia, mas mais cedo, Ruanda encara a zebra Benin, dentro de casa, na esperança dos primeiros pontos nas eliminatórias.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede