Guatemala vence Antígua & Barbuda e ainda sonha

A Guatemala nunca disputou uma Copa do Mundo e ainda tem esperanças de chegar ao Brasil 2014. Para desbancar Jamaica ou Estados Unidos, os favoritos para atingir o Hexagonal Final,  o técnico uruguaio Ever Almeida, 64 anos, sabia que precisava vencer Antígua & Barbuda, a pior seleção do Grupo A das Eliminatórias Concacaf para a Copa do Mundo 2014, ainda mais depois que os antiguanos tiraram pontos da Jamaica, em casa (veja tudo sobre o empate de 0 a 0).

O objetivo de Antígua & Barbuda não era diferente, como afirmou o técnico inglês Tom Curtis, de apenas 39 anos: “Sabemos que temos condições de conseguir a classificação, mas primeiro temos de jogar a partida aqui, diante da Guatemala, para depois atuar em casa, contra o mesmo adversário. Viemos com quatro dias de antecedência, a fim de nos acostumarmos com o clima. Nossa aspiração é estar com chances de classificação na última rodada”, resumiu.

Já o craque da equipe, o experiente atacante Carlos Ruiz, 33 anos, do Veracruz (México), estava bastante ambicioso: “Sabemos que, das três vagas diretas e da repescagem, disputaremos a terceira vaga contra seleções como Jamaica, Costa Rica, Canadá e Honduras. O futebol da América Central e do Caribe está abaixo do nível de Estados Unidos e México. Se partirmos da realidade de que os dois primeiros lugares são para essas seleções, precisaremos nos concentrar em conseguir o que resta”.

Um dos poucos a atuar no exterior, Ruiz sabe de sua responsabilidade na equipe: “Na seleção, as responsabilidades são divididas, mas é óbvio que quem atua no exterior se torna uma referência. Esse é o meu caso e, além disso, pela quantidade de gols que já marquei, as pessoas esperam cada vez mais de mim. Tenho a esperança de aumentar essa cota de gols e ajudar a minha seleção a conquistar algo importante”, disse ao site oficial da FIFA.

O jogo

Apesar de a Cidade da Guatemala, maior cidade e capital do país, com 1,1 milhão de habiantes, ter sediado a partida, no estádio Mateo Flores (30 mil lugares), apenas 8 mil torcedores ocuparam as arquibancadas disponíveis, público baixo para ver uma seleção com boas chances de classificação. Mesmo sem o apoio incondicional da torcida, a Guatemala começou em cima do adversário, tanto pela direita quanto pela esquerda, mas errava o último passe.

Logo nos primeiros minutos, Carlos Ruiz mostrou sua habilidade. Ele recebeu cruzamento da direita, ganhou a disputa com um zagueiro antiguano e emendou uma linda bicicleta, meio sem ângulo, que foi para fora! Mas ele estava impedido, jogada anulada pelo árbitro cubano Marcos Brea. Antígua & Barbuda também conseguia chegar, mas apenas em chutes de fora da área e jogadas de escanteio, que levaram certo perigo ao gol do goleiro Ricardo Jerez Jr, 26 anos, do Marquense (Guatemala).

Pouco depois, a Guatemala aproveitou o gramado molhado pela intensa chuva e arriscou de fora da área, num chute que acertou a trave esquerda do goleiro Molvin James, 23, do Antigua & Barracuda (Antigua & Barbuda), que nem se mexeu no lance! A seguir, os visitantes quase marcaram, em falha tremenda da defesa guatemalteca. Um jogador de Antígua & Barbuda recebeu bom passe, invadiu a área e tocou para o meio dela, tirando do goleiro…

Não tinha ninguém por perto, mas o zagueiro Carlos Gallardo, 28, do Marquense, quase fez a lambança completa, entrando de carrinho e tirando a bola, mas fraco,deixando-a nos pés do antiguano. Ele bateu de novo, mas a bola desviou na defesa da Guatemala e foi para longe do gol! Aos 39 minutos, Antígua & Barbuda surpreendeu…

O meia Lawson Robinson, 25 anos, do Antigua & Barracuda, recuperou a bola ainda no campo de defesa e partiu em direção ao ataque. Meio sem querer, ele deu o passe para o craque do time, o atacante Peter Byers, 27, também do Antigua & Barracuda, que estava costas para a marcação. Num bonito giro, Byers deixou o zagueiro no chão e ainda dividiu com outro, antes de driblar mais um, invadir a área e tocar no canto direito de Ricardo Jerez Jr! 1 a 0 Antígua & Barbuda!

Antes do fim do primeiro tempo, a Guatemala teve uma grande chance, numa falha de Molvin James, que largou a bola dentro da área, mas o atleta guatemalteco não pegou bem o rebote, desperdiçando a oportunidade do empate. No segundo tempo, Antígua & Barbuda preferiu se defender e sair no contra-ataque, esperando um bombardeio da Guatemala.

Numa dessas jogadas, o meia Keiran Murtagh, 23 anos, do Macclesfield Town (Inglaterra), lançou Peter Byers, livre de marcação. A bola quicou e saiu de sua área de ação, ficando mais para o goleiro Ricardo Jerez Jr. Porém, o jogador da Guatemala errou o tempo de bola, mas voltou a tempo de impedir o gol de Byers, que parara na jogada, não esperando a falha do adversário!

Em cobrança de falta pela direita do bom meia Marco Pappa, 24 anos, do Heerenveen (Holanda), a bola bateu na trave de Molvin James, voltando para o meio da área. Totalmente sem querer, a pelota tocou num atleta da Guatemala e foi pela linha de fundo, dentro da pequena área! Que perigo! Aos 15 minutos, o gol de empate. Carlos Ruiz se posicionou na segunda trave, recebeu cruzamento e subiu livre para desviar de cabeça para as redes! Guatemala 1, Antígua & Barbuda também 1!

Num lance engraçado, a poça de água na entrada da área da Guatemala ajudou os visitantes, que chegaram livres dentro da área, trazidos por Peter Byers. Ele tirou do goleiro, mas colocou muita altura na bola, que explodiu no travessão e foi pela linha de fundo! Que chance de Antígua & Barbuda! Em outro lance, depois dos 25 minutos, o atacante Stefan Smith, 23 anos, do Antigua & Barracuda, fez boa jogada na entrada da área, pelo lado esquerdo, e tocou para Byers.

Ele disparou cruzado, a bola passou por Ricardo Jerez Jr, mas não por um zagueiro, que tirou a chance de os visitantes ficarem à frente no placar. É importante dizer que Tom Curtis colocara Smith no lugar do meia Keiran Murtagh, numa decisão que visava a vitória. Aos 31 minutos, o árbitro Marcos Brea fez algo que dificilmente acontece no futebol, mas está na regra… Expulsou o goleiro Molvin James aos 31 minutos, pelo segundo cartão amarelo, por este retardar a cobrança de tiro de meta!

Com um a menos em campo e dois atacantes, além de não poder tirar Peter Byers, a esperança de gols, Antígua & Barbuda sucumbiu. Três minutos depois, Carlos Ruiz teve muita liberdade para receber passe dentro da pequena área, depois de a bola ter passado pelo goleiro Keita de Castro, 31 anos, do Antigua & Barracuda, e desviar de calcanhar! 2 a 1 Guatemala! Mesmo com dez em campo, Antígua & Barbuda ainda levou perigo, em cobrança de falta do meia Quinton Griffith, 20 anos, do Antigua & Barracuda! Ele levantou a bola na área, houve um desvio de cabeça de um antiguano, que obrigou Ricardo Jerez Jr a se esticar todo e mandar a escanteio!

Já nos acréscimos, aos 46 minutos, a Guatemala teve muito espaço para definir o terceiro gol. O atacante Dwight Pezzarossi, 33 anos, do Comunicaciones (Guatemala), recebeu cruzamento  livre na direita, dentro da área, e apenas desviou para as redes! 3 a 1 Guatemala, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

A vitória foi muito importante para a Guatemala, que voltou a encarar Antígua & Barbuda no último dia 11 de setembro de 2012, na casa do adversário, vencendo por 1 a 0. Agora, Estados Unidos, Guatemala e Jamaica estão empatados com sete pontos, com vantagens para estadunidenses e guatemaltecos. O Grupo A ainda está em aberto, menos para Antígua & Barbuda, que tem um ponto.

Veja a classificação de todos os grupos das Eliminatórias Concacaf

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede