Ilhas Salomão estreia na Fase Final vencendo sensação da Oceania

Os donos da casa fizeram valer o mando de campo no estádio Lawson Tama (20 mil lugares), em Honiara, e saíram comemorando a primeira vitória na Fase Final das Eliminatórias Oceania para a Copa do Mundo 2014. Fato é que a federação solomonense vem apoiando o futebol do país desde o quarto lugar na Copa das Nações da Oceania, em que distribuiu 150 mil dólares em prêmios entre elenco e comissão técnica após a competição.

O presidente da entidade, Martin Alufurai, ainda contratou o técnico francês Laurent Papillon até junho de 2013, para mostrar o caminho das vitórias aos jogadores e ao técnico local Jacob Moli. Numa preparação para as eliminatórias que envolveu custos de 5 mil dólares e 40 jogadores por duas semanas, Moli escolheu um time forte:

“É simples, as portas da seleção nunca estão fechadas, pois o futebol é dinâmico e precisamos do time mais forte possível em cada convocação. Eu encorajei todos os jogadores a continuar trabalhando duro, pois nunca paramos de observá-los. Tenho certeza de que essa é a melhor equipe que temos no momento”, disse Jacob Moli no ato da convocação final.

Para a partida diante do atual campeão da Oceania, o Tahiti, que estará na Copa das Confederações pela primeira vez, Moli sabia da importância de uma vitória: “Nosso primeiro objetivo é vencer o jogo, mas também daremos o troco pelo passado [derrota de 1 a 0 nas semfinais da Copa das Nações da Oceania 2012]. Não chamaria isso de vingança, mas todo o time quer vencer e faremos nosso melhor”disse o craque do time, o atacante Henry Fa’arodo, 29 anos, récem-contratado pelo Team Wellington (Nova Zelândia).

Do lado tahitiano, que agora vive um novo status na Oceania, o técnico local Eddy Etaeta, 42 anos, sabia da importância de começar com uma vitória: “Os primeiros dois jogos são muito importantes e um bom começo dá a tranquilidade necessária para evoluirmos no torneio. Demos um mês de descanso aos jogadores após o título da Copa das Nações da Oceania, apesar de que eles tiveram de seguir o calendário de treinamentos. Estamos com a mesma filosofia de jogar como equipe, com humildade e trabalho duro”, disse o comandante ao site da OFC.

Etaeta também não poderia esconder o entusiasmos com as novas estrelas: “Espero que Alvin, Jonathan e Lorezo Tehau possam encontrar clubes profissionais em Austrália, Nova Zelândia, Estados Unidos ou até mesmo na Europa. Cada um deles foi  muito bem no torneio continental”, resumiu.

O jogo

A partida começou com Ilhas Salomão pressionando, simplesmente pelo fato de jogar em casa, mas sem levar perigo ao gol do Tahiti, que tinha uma sólida defesa. Porém, depois de tanto insistir, os anfitriões abriram o placar, logo aos 16 minutos do primeiro tempo. O bom atacante Benjamin Totori, 26 anos, do Wellington Phoenix (Nova Zelândia), fez boa jogada pela direita e mandou a bola para a grande área…

Ela encontrou simplesmente a cabeça de Henry Fa’arodo, que não perdoou e balançou as redes do goleiro Xavier Samin, 34 anos, do Tefana (Tahiti)! 1 a 0 Ilhas Salomão! Aos 21 minutos, Ilhas Salomão teve direito à cobrança de falta, que levou perigo, mas Xavier Samin conseguiu defender. Aos 29 minutos, o Tahiti quase empatou a partida, com o atacante Alvin Tehau, 23 anos, do Tefana, que só não se tornou realidade por causa da grande defesa do goleiro Samson Koti, 20 anos, do Kossa FC (Ilhas Salomão)!

No final do primeiro tempo, aos 43 minutos, Henry Fa’arodo disparou em velocidade e ia em direção ao gol, quando foi derrubado pelo zagueiro e capitão do Tahiti, Nicolas Vallar, 28 anos do AS Dragon (Tahiti). Prontamente, o árbitro neozelandês Jamie Cross ergueu o cartão vermelho e expulsou o tahitiano de forma direta, pois Ilhas Salomão tinha clara chance de gol! No segundo tempo, os donos da casa ampliaram cedo…

Aos 14 minutos, Fa’arodo e o meia Hinson Teleda, 20 anos, do Western United (Ilhas Salomão), trocaram passes e envolveram a defesa tahitiana. A bola sobrou para Teleda, que finalizou com confiança e balançou as redes adversárias! 2 a 0 Ilhas Salomão! Mesmo com a vantagem, os anfitriões continuaram em busca de mais gols, através dos cruzamentos do meia Joses Nawo, 24 anos, do Koloale (Ilhas Salomão), não aproveitados pelos companheiros.

No final, o Tahiti não conseguiu mais atacar e quase que Ilhas Salomão marcaram o terceiro, em mais uma jogada entre Fa’arodo e Teleda, perdida por este último, que não alcançou o passe do companheiro de posição. E ficou nisso: 2 a 0 Ilhas Salomão, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Depois do apito

Após o jogo, o técnico solomonense Jacob Moli avaliou como positiva a apresentação de seus comandados: “Preparamo-nos muito bem para essa partida e estou muito satisfeito com a performance de meus atletas hoje. Mantivemos o foco até o final e é assim que queríamos ter começado nossa campanha na Fase Final”, disse ao site da Confederação de Futebol da Oceania.

Por outro lado, Eddie Etaeta, técnico do Tahiti, sabe que seu time não correspondeu às expectativas: “Senti que tínhamos a capacidade de vencer o jogo, mas não nos doamos o suficiente para tal. Devemos focar em nossa recuperação na próxima partida, na qual deveremos reconstruir nosso time”, avaliou em entrevista ao mesmo site.

Na próxima rodada, em 11 de setembro de 2012 (terça-feira), o Tahiti terá um importante confronto diante da Nova Caledônia, também derrotada na primeira partida, em casa (veja os detalhes aqui), valendo a permancência com boas chances de classificação para a repescagem. Já Ilhas Salomão vai até Auckland enfrentar a Nova Zelândia, procurando um resultado diferente da derrota de 4 a 3 na disputa do terceiro lugar da Copa das Nações da Oceania 2012.

Veja a classificação de todas as Fases das Eliminatórias da Oceania

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede