Estados Unidos vencem antiguanos e estão em ótima posição na chave

Na penúltima rodada da 3ª Fase do Grupo A das Eliminatórias Concacaf para a Copa do Mundo 2014¸os Estados Unidos, favoritos a uma das vagas da chave no Hexagonal Final, sabiam da importância de vencer o adversário mais fraco, mesmo fora de casa, para dependerem apenas de si no último jogo. Antes do confronto, o técnico alemão dos estadunidenses, Jürgen Klismann, 48 anos, cobrou de seus jogadores:

“Tudo o que quero são os três pontos, para que possamos chegar mais tranquilos na última partida. Os jogadores estão prontos e entendem a necessidade de um bom resultado hoje. No jogo de ida contra Antígua & Barbuda, em Tampa, tivemos muitas chances, mas não conseguimos fazer muitos gols. Não poderemos desperdiçá-las agora”, avisou.

O jogo

O estádio Sir. Vivian Richards (10 mil lugares), que serve mais para a seleção de críquete do que à de futebol, sediou uma partida complicada para os Estados Unidos, apesar de Antígua & Barbuda estar praticamente eliminada das eliminatórias naquele momento. O começo de jogo foi bastante lento, exatamente o que pretendiam os donos da casa, pois um empate já estava de bom tamanho.

As principais chegadas dos estadunidenses eram por meio de bolas aéreas do meia Michael Bradley, 25 anos, da Roma (Itália), mas seus companheiros não conseguiam aproveitar. Aos seis minutos, o atleta estadunidense lançou o meia Graham Zusi, 26, do Sporting Kansas City (Estados Unidos), mas ele foi cercado pelos defensores de Antígua & Barbuda e perdeu a bola… O domínio do jogo era dos estadunidenses, pois os antiguanos permitiam, se postando apenas na defesa.

Aos 12 minutos, Antígua & Barbuda chegou pela primeira vez, mas o chute foi para fora, passando ao lado da trave do goleiro Tim Howard, 33 anos, do Everton (Inglaterra). Aos 16 minutos, o zagueiro estadunidense Clarence Goodson, 30 anos, do Brondby (Dinamarca), tentou uma cabeçada em cobrança de escanteio, mas finalizou por cima do gol, sem grande perigo para o goleiro Molvin James, 23, do Antigua Barracuda (Antígua & Barbuda).

Aos 20 minutos, os Estados Unidos marcaram o primeiro. Em cobrança de escanteio, Graham Zusi tentou colocar a bola na área, mas a defesa antiguana afastou. No rebote, Zusi tocou para Bradley, na entrada da área, e recebeu de volta, com ângulo para o cruzamento. Ele recolocou a bola na área, na cabeça do atacante Eddie Johnson, 28, do Seattle Sounders (Estados Unidos), que subiu mais que o zagueiro e mandou para as redes! 1 a 0 Estados Unidos!

Pouco depois, aos 24 minutos, Antígua & Barbuda surpreendeu e alcançou o empate. Depois de uma cobrança de falta mal feita pelos Estados Unidos, os donos da casa encaixaram um rápido contra-ataque. O melhor jogador do país, o atacante Peter Byers, 27, do Antigua Barracuda, foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro para o atacante Dexter Blackstock, 26 anos, do Nottingham Forest (Inglaterra), que deu um leve empurrão em Clarence Goodson para chegar à frente do adversário e apenas rolar para as redes, à queima-roupa de Howard! Antígua & Barbuda 1, Estados Unidos também 1!

Com o jogo empatado, cabia aos Estados Unidos atacar, enquanto os antiguanos procuravam continuar explorando o lado direito do ataque. Aos 30 minutos, os anfitriões tocaram a bola no meio-campo e houve um lançamento longo para a grande área. Dexter Blackstock, que estava de frente para Tim Howard, tentou esticar a perna para desviar a bola, mas não a alcançou por pouco! Poderia ter sido a virada de Antígua & Barbuda!

Dois minutos mais tarde, Michael Bradley cruzou na cabeça de Eddie Johnson, que errou o alvo. No lance seguinte, Bradley arriscou de fora da área, mas a finalização foi para fora, passando à direita do gol de Molvin James. Aos 36, Bradley, o melhor jogador da partida, cobrou falta colocando a bola na área, mas ninguém apareceu para desviar de cabeça e a bola foi para a linha de fundo, em tiro de meta.

Naquele momento, a posse de bola estadunidense alcançou 75%, mas os visitantes terminaram o primeiro tempo, debaixo de chuva, sem fazer mais um gol. Na etapa final, logo aos cinco minutos, o atacante estadunidense Herculez Gomez, 30 anos, do Santos Laguna (México), tentou finalizar dentro da área, depois de receber lançamento, mas pegou mal na bola e facilitou o trabalho de Molvin James. Aos nove, uma cobrança longa de lateral quase permitiu a Dexter Blackstock virar o jogo, mas ele foi cercado pela defesa estadunidense, que lhe roubou a bola!

Logo depois, Graham Zusi tentou cruzar, mas o forte vento no estádio tratou de mandar a bola para a linha de fundo, em tiro de meta para Antígua & Barbuda! O bom atacante Clint Dempsey, 29 anos, do Tottenham (Inglaterra), ficou uma fera com Zusi, pois queria o passe curto! Aos 17 minutos, Clarence Goodson quase aproveitou cobrança de falta de Gomez, mas só não finalizou porque disse ter sido puxado dentro da pequena área. Porém, o árbitro trinitino Neal Brizan nada marcou.

Aos 25 minutos, foi Antígua & Barbuda que teve oportunidade de finalização, desperdiçada pelo meia Tamarley Thomas, 29 anos, do Antigua Barracuda, que finalizou com força, à esquerda de Tim Howard! Aos poucos, os donos da casa foram até gostando da partida, enquanto o desespero de um empate terrível já tomava conta dos jogadores dos Estados Unidos…  Aos 41, foi a vez de Michael Bradley reclamar de pênalti a favor dos estadunidenses, depois de ser tocado dentro da área pelo zagueiro George Dublin, 35 anos, do Antigua Barracuda, quando se preparava para balançar as redes adversárias!

Um minuto depois, Bradley cabeceou bonito, mas Molvin James foi ainda melhor e espalmou para escanteio, numa defesa de puro reflexo, salvando Antígua & Barbuda! Aos 45 minutos, quando toda a Antígua & Barbua comemorava o histórico empate, os Estados Unidos marcaram o gol da vitória… Em rápida cobrança de lateral, a bola chegou para o atacante Alan Gordon, 30 anos, do San Jose Earthquakes (Estados Unidos), que da entrada da área, pela direita, fez o cruzamento!

Na segunda trave estava Eddie Johnson, que aproveitou a falha de marcação da defesa adversária e subiu sozinho, para tocar de cabeça, no contrapé de Molvin James! Que gol salvador, em cima da hora! Estados Unidos 2, Antígua & Barbuda 1, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Depois do apito

Um aliviado Jürgen Klismann analisou a partida: “Sabíamos que eles iriam encarar esse jogo como o de suas vidas, e foi assim que o fizeram. Eu conversei com os jogadores sobre isso e eles sabiam que a partida seria difícil. Antígua & Barbuda tem jogadores de qualidade, que podem surpreender. Tivemos de nos sobrepor ao bloqueio antiguano de oito, nove jogadores para conquistar os três pontos, que é o mais importante. O único porém é que devíamos ter jogado melhor que eles, não estou satisfeito com o que vi, mas feliz com a exibição de Eddie Johnson, que nos deu a vitória. Precisamos ser muito melhores no último jogo”, avisou.

A importante vitória deixou os Estados Unidos na liderança do Grupo A, com dez pontos, empatado em todos os critérios com a Guatemala, segunda colocada. Já Antígua & Barbuda está matematicamente eliminada, com apenas um ponto  – a Jamaica vem em terceiro, com sete. No próximo dia 16 de outubro de 2012, os dois jogos finais vão pegar fogo! Os Estados Unidos encaram a Guatemala, em casa, e um empate classifica ambos para o Hexagonal Final. Já a Jamaica torcerá por uma vitória de alguém, além de ter de vencer Antígua & Barbuda, em casa, por pelo menos dois gols.

Veja a classificação de todos os grupos das Eliminatórias Concacaf

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede