Nova Zelândia vence Tahiti e continua 100%

É fato que os tahitianos sumiram depois de conquistarem o título da Copa das Nações da Oceania 2012, que os levará para a Copa das Confederações, em junho de 2013, no Brasil. Por outro lado, a Nova Zelândia se recuperou da perda do título e, com seus melhores jogadores, a maior parte profissionais, venceu mais um jogo na Fase Final das Eliminatórias Oceania para a Copa do Mundo 2014, e se aproxima da repescagem. O técnico neozelandês, Ricki Herbert, de 51 anos, se gabava das várias opções no elenco:

“Vamos tentar recuperar Winston Reid [zagueiro de 24 anos, do West Ham United (Inglaterra)] e Ryan Nelsen [também zagueiro, de 34 anos, do Queens Park Rangers (Inglaterra)], mas é difícil que eles estejam aptos a entrar em campo. Assim, outros jogadores vão ganhar uma oportunidade e isso é bom. Estou confortável com as opções que tenho no elenco e confio em todos os meus atletas”, disse.

O tahitiano Eddy Etaeta, 42 anos, sonhava com uma vitória diante da Nova Zelândia: “Se conseguirmos um resultado positivo, as eliminatórias vão ficar totalmente abertas. Conhecemos mais sobre os neozelandeses, pois os observamos nas duas partidas recentes que fizeram. Posso dizer que o time deles é totalmente diferente do que jogou a Copa das Nações da Oceania. Nossos jogadores viajaram muito recentemente [para a disputa da Coupe de l'Outre-Mer 2012, que reúne os territórios franceses] e isso os afetou mental e fisicamente. Por outro lado, antes reclamávamos que não tínhamos muitos jogos, então, temos de aproveitar”, encerrou.

O jogo

O estádio Pater Te Hono Nui (10 mil lugares), casa do Tahiti, estava bem vazio, como de costume. Porém, mesmo sem muito apoio, os donos da casa é que organizaram a primeira boa jogada. Por volta dos seis minutos, o meia Lorenzo Tehau, 23 anos, do Tefana (Tahiti), fez grande tabelinha com um companheiro, ainda no meio-campo, com dois toques de calcanhar. Tehau caminhou com a bola dominada em direção ao gol e, quando estava cercado por dois adversários, mostrou visão de jogo e tocou na direita…

Lá estava o  lateral Yannick Vero, 27 anos, do Vaiete (Tahiti), que apareceu livre de marcação, na entrada da área. Ele tentou cruzar, mas pegou  muito mal na bola, que foi longe do gol de Glen Moss, 29, do Wellington Phoenix (Nova Zelândia). Aos seis, o zagueiro neozelandês Tony Lochhead, 30 anos, também do Wellington Phoenix, fez lançamento longo para o atacante Chris Wood, 20, do Millwall (Inglaterra), que cabeceou errado, pela linha de fundo!

Pouco depois, o atacante Chris Killen, 31 anos, do Chongqing (China), recebeu passe na direita e mandou para a grande área, mas um zagueiro tirou. Na sobra, o meia Leo Bertos, 30, Wellington Phoenix, chegou chutando, mas a bola tocou num adversário e saiu a escanteio. Aos 15 minutos, Leo Bertos pegou de primeira depois de cruzamento, mas acertou a trave, na primeira chance clara do jogo! Aos 24, os visitantes abriram o placar…

Tony Lochhead cobrou falta frontal, a defesa não conseguiu tirar, e o goleiro tahitiano, Xavier Samin, 34 anos, do Tefana, saiu do gol com a intenção de dar um soco na bola. Porém, ele falhou feio, o zagueiro Ben Sigmund, 31, do Wellington Phoenix, pegou a sobra e tocou para trás, no que um atleta neozelandês finalizou de primeira. Novamente Samin não conseguiu segurar e, no rebote, o atacante Shane Smeltz, 31 anos, do Perth Glory (Austrália), mandou para as redes vazias! 1 a 0 Nova Zelândia! Smeltz ainda teria mais uma boa oportunidade de marcar no primeiro tempo, mas errou a cabeçada, aos 32 minutos.

Na etapa final, aos nove minutos, o Tahiti teve uma boa oportunidade. O lateral Alvin Tehau, 23 anos, do Tefana, conseguiu se desvencilhar da marcação de Lockhead e do também zagueiro Tommy Smith, 22, do Ipswich Town (Inglaterra), e cruzou bola para o atacante Stanley Atani, 22 anos, do Tefana! Ele teria a chance de finalizar, mas Leo Bertos apareceu na hora certa e o desarmou, salvando a Nova Zelândia! Segundos depois, a Nova Zelândia quase aproveitou bobeira da defesa tahitiana…

O zagueiro Tauraa Marmouyet, 21 anos, do Tefana, estava junto à linha lateral, marcado por Chris Wood, que errara uma cabeçada. Ao invés de deixar a bola sair ou tocar para frente, o tahitiano preferiu recuar a bola para Xavier Samin! Porém, o passe saiu curto demais, ficando para Chris Killen, que driblou o goleiro do Tahiti, mas errou o alvo! Samin ficou uma fera com Marmouyet! Aos 16 minutos, nova oportunidade para os visitantes…

Chris Killen recebeu passe de costas, girou rapidamente, mandando por debaixo das pernas de um zagueiro, e foi em direção ao gol. Com muita calma, ele driblou facilidade o meia Pierre Kohumoetini, 25 anos, do Saint Étienne (Tahiti), mas na hora de marcar o gol, finalizou muito mal, por cima! O jogo estava aberto, mas chegou a uma definição aos 37 minutos, com o segundo gol da Nova Zelândia.

Tony Lochhead cobrou escanteio pela direita e encontrou a cabeça de Ben Sigmund, que nem precisou subir a fim de desviar para as redes do Tahiti, sem marcação! 2 a 0 Nova Zelândia! O zagueiro Angelo Tchen, 30 anos, do Tefana, ainda esticou a perna para tentar impedir o gol, mas não conseguiu. Aos 40 minutos, o atacante Axel Williams, 29 anos, do Tefana, ainda finalizou de dentro da área, mas o zagueiro Tommy Smith tirou em cima da linha, impedindo o gol de honra do Tahiti! Nova Zelândia 2 a 0 diante do Tahiti, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Depois do apito

O nezelandês Ricki Herbert preferiu fazer o discurso de praxe: “Sabemos que é sempre difícil enfrentar o Tahiti em sua casa, mas fizemos o que tínhamos de fazer e agora somos os líderes depois de três rodadas, o que é muito positivo para nós”, encerrou.

Eddy Etaeta, por sua vez, culpou a condição física dos atletas, o que não deixa de ser verdade: “Sabíamos que o jogo iria exigir muito dos atletas fisicamente. A Nova Zelândia marcou duas vezes por meio de jogadas de bola parada e, a esta altura, temos de ter mais cuidado em nossa área. Estamos praticamente eliminados e usaremos as próximas partidas visando à Copa das Confederações 2013”, lamentou o técnico tahitiano.

Com a vitória, a Nova Zelândia assumiu a liderança da Fase Final, com nove pontos em três rodadas. A seguir vem Nova Caledônia, com seis, enquanto Ilhas Salomão aparece na terceira posição, com três pontos. O Tahiti segura a lanterna, sem nenhum. No próximo dia 16 de outubro de 2012, a Nova Zelândia encara novamente o Tahiti, desta vez em casa, enquanto a Nova Caledônia recebe Ilhas Salomão.

Veja a classificação de todas as Fases das Eliminatórias da Oceania

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede