Panamá empata com Honduras e está muito perto da Fase Final

Uma das grandes surpresas da 3ª Fase das Eliminatórias Concacaf para a Copa do Mundo 2014, o Panamá entrou para o jogo contra Honduras, diante de apaixonados torcedores panamenhos, sabendo que um empate era de bom tamanho. Antes da partida, o técnico local do Panamá, Julio César Dely Valdés, 45 anos, ex-atacante da seleção, deixava bem claro a situação do país:

“Dependemos apenas de nós e, mesmo que percamos, ainda teremos mais um jogo. Nossa intenção é resolver nossa passagem para o Hexagonal Final hoje mesmo. Vamos encarar uma perigosa Honduras, agressiva e mais difícil do que a que enfrentamos na primeira rodada [vitória panamenha por 2 a 0 – vejas os gols aqui no texto 2]. Teremos de respeitar o adversário pela sua história, além do fato de eles terem jogadores experientes. Vamos ficar atentos durante os 90 minutos”, disse.

O jogo

O bonito estádio Rommel Fernández (30 mil lugares), na capital panamenha Cidade do Panamá, estava lotado de torcedores, que fizeram uma enorme festa para receber a sua seleção, jogando rolos de papel no gramado! Os apoiadores hondurenhos também estavam presentes, dada a importância da partida. Logo aos dois minutos, a defesa dos donos da casa sentiu a pressão dos atacante hondurenhos e errou, mas o lance não resultou em nada…

Aos 13 minutos, Honduras teve direito à cobrança de falta, mas o meia Óscar García, 28 anos, do Houston Dynamo (Estados Unidos), bateu mal, sem perigo. Aos poucos, os visitantes foram tomando as rédeas do jogo e se aproximando de abrir o marcador, enquanto o Panamá mal conseguia reter a posse de bola. Aos 20 minutos, Óscar García tocou para o atacante Jerry Bengtson, 25 anos, do New England Revolution (Estados Unidos), que tentou cruzar, mas a bola bateu num zagueiro.

Aos 28 minutos, o experiente zagueiro Maynor Figueroa, 29 anos, do Wigan (Inglaterra), tentou cruzar pela esquerda e errou, mas a bola quase entrou no gol do Panamá, passando perto da trave e assustando o goleiro Jaime Penedo, 31, do Municipal (Guatemala). Aos 31 minutos, o Panamá teve a chance mais clara até então…

Ainda no meio-campo, o meia Gabriel Gómez, 28 anos, do Philadelphia Union (Estados Unidos), recebeu passe de costas, girou e fez uma assistência brilhante à frente. Ele tocou para o meia Armando Cooper, 24, do Godoy Cruz (Argentina), na passada do companheiro, que apareceu livre dentro da área. Cooper conseguiu finalizar, tirando do goleiro Donis Escober, 32 anos, do Olimpia (Honduras), mas a bola bateu na trave esquerda e voltou para as mãos do hondurenho! Que chance incrível!

A resposta de Honduras veio dois minutos depois… Jerry Bengtson tentou dominar a bola, mas um zagueiro conseguiu o desarme! Porém, a bola ficou com o meia Mario Martínez, 23 anos, do Seattle Sounders (Estados Unidos), que disparou um petardo de fora da área. Teria a direção do gol, mas o mesmo zagueiro se jogou na frente da pelota e conseguiu colocá-la a escanteio! Aos 36, Mario Martínez cruzou da esquerda na segunda trave, Óscar García conseguiu um desvio para o meio, mas o atacante Carlo Costly, 30 anos, do Veria (Grécia), não pegou bem na bola, errando por muito! Ele estava na pequena área!

Aos 41 minutos, Armando Cooper fez boa jogada pela direita, ganhando de Maynor Figueroa, e cruzou muito bem. Donis Escober saiu do gol e tocou na bola, mas a deixou na frente do atacante Blas Pérez, 31 anos, do FC Dallas (Estados Unidos), que se assustou com o lance e não conseguiu reagir a tempo de desviar para as redes! No segundo tempo, o Panamá criou uma situação de gol com 30 segundos…

O atacante Luis Tejada, 30 anos, do Toluca (México), avançou com a bola dominada, deixou um zagueiro no chão e invadiu a grande área pela direita, chutando forte, mas em cima de Escober, que espalmou para frente, do jeito que deu! A sobra ficou com o zagueiro Víctor Bernárdez, 30, do San Jose Earthquakes (Estados Unidos), que deu um chutão para a linha lateral. Depois disso, o jogo ficou morno, pois as duas equipes sabiam que uma derrota as deixaria em situação delicada na chave.

Tanto que o próximo lance de perigo só aconteceria aos 32 minutos, a favor de Honduras. Depois de um chutão da defesa, Jerry Bengtson tentou disputar a bola, mas não conseguiu. Porém, a pelota sobrou para Carlo Costly, que girou com rapidez na frente de um zagueiro e finalizou forte da entrada da área, para linda defesa de Jaime Penedo, que foi no canto esquerdo para jogar a escanteio!

Um minuto depois, Mario Martínez lançou Óscar García, da esquerda para a direita. Um zagueiro do Panamá estava no lance e subiu para tirar de cabeça, mas errou o tempo de bola, facilitando a vida de García. Dentro da área, ele ajeitou e disparou um forte chute, que Jaime Penedo mandou para escanteio! Quase! Aos 37, o meia Jorge Claros, 26 anos, do Hibernian (Escócia), roubou bola ainda na intermediária e disparou em direção à grande área…

Ele tinha duas ótimas opções de passe, ambas em cada lado, e poderia ter finalizado, pois não tinha ninguém à sua frente, mas Claros se complicou sozinho no lance e tentou um passe em profundidade, totalmente errado! Jaime Penedo agradeceu e recolheu a bola, enquanto o hondurenho se lamentava! Naquele momento, o Panamá rezava para a partida terminar, pois sofria uma pressão tamanha de Honduras, que se aproximava a cada minuto do gol.

Aos 41 minutos, o zagueiro Víctor Bernárdez cobrou falta com violência, pela direita, na entrada da área, mas a bola passou por cima da barreira e além do gol de Penedo, dando um susto nos torcedores panamenhos. Já nos acréscimos, aos 48 minutos, foi a vez do Panamá de cobrar uma falta… Porém, o meia Nelson Barahona, 24 anos, do Atlético Huila (Colômbia), errou feio o alvo, mandando em tiro de meta! Panamá 0, Honduras também 0, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Depois do apito

O panamenho Julio César Dely Valdés preferiu falar da tabela de classificação: “Estamos quase classificados ao Hexagonal Final. Podemos dizer que saímos com um gostinho de vitória deste jogo, pois não fizemos uma grande partida. Quando não se pode ganhar, o melhor a fazer é não perder, e no final foi um resultado justo”.

Por sua vez, o técnico colombiano de Honduras, Luis Fernando Suárez, 52 anos, elogiou seus jogadores: “Atuamos muito bem, de acordo com nossa proposta de jogo, e soubemos jogar o jogo e baixar os ânimos de Panamá. Tivemos o domínio da partida e por alguns momentos a torcida deles deixou de apoiar. Não houve um destaque individual, mas o conjunto”, encerrou.

O empate manteve o Panamá na liderança do Grupo C, com dez pontos, vantagem no saldo de gols (4 contra 3) para o Canadá, segundo colocado. Honduras vem em terceiro, com oito pontos, enquanto Cuba é lanterna e já eliminada, sem nenhum. Na última rodada da 3ª Fase, o Panamá viaja para encarar os cubanos, enquanto Honduras vai receber o Canadá, num jogo que deve decidir o segundo classificado ao Hexagonal Final.

Veja a classificação de todos os grupos das Eliminatórias Concacaf

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede