Uzbequistão derrota Catar e embola tabela

Daqui para frente, todos os cinco países que estão no Grupo A das Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo 2014 têm chances matemáticas de classificação. Tudo ficou tão aberto graças a ótima vitória do Uzbequistão diante dos catarianos, fora de casa, em 16 de outubro de 2012. Antes da partida, o técnico brasileiro do Catar, Paulo Autuori, 56 anos, falou sobre a importância de uma vitória:

“A partida não será fácil, principalmente porque o Uzbequistão tem um bom time. Precisamos jogar bem para alcançar uma boa vitória, o que nos dará uma força extra para as rodadas decisivas. Temos de fazer o dever de casa, mas para isso devemos estar concentrados durante os 90 minutos”, avisou.

Por sua vez, o técnico local do Uzbequistão, Mirjalol Kasimov, 42 anos, confiava em seus jogadores: “Preparamo-nos bem para esta partida, que é importante para ambos os times. Assistimos a vídeos de jogos do Catar e vamos tentar usar a fraqueza deles em nosso favor. Tomara que consigamos converter nossas chances e alcançar a primeira vitória nas eliminatórias. Eles terão a vantagem de jogar em casa, mas nossos atletas farão o melhor pela vitória e são capazes disso. Nosso objetivo é ficar em segundo na chave”, encerrou.

O jogo

O bonito e pequeno estádio Jassim bin Hamad (15 mil lugares), localizado na capital catariana de Doha, contou com o apoio de 11.260 torcedores. Os primeiros minutos foram de pressão dos donos da casa, forçando o Uzbequistão a ficar no campo de defesa. Porém, quando os visitantes conseguiram atacar, abriram o marcador. Aos 13 minutos, o lateral Akmal Shorakhmedov, 26 anos, do Bunyodkor (Uzbequistão), recebeu passe na direita e fez o cruzamento.

A bola foi até o meio da área, onde estava o meia Sanjar Tursunov, 25 anos, do Alania Vladikavkaz (Rússia), que emendou um voleio de primeira, sem deixar a bola tocar o gramado, acertando o canto esquerdo do goleiro Qasem Burhan, 26 anos, do Al Gharrafa (Catar)! 1 a 0 Uzbequistão, em falha do zagueiro Kasola Mohammed, 26, do Al Sadd (Catar), que deu liberdade ao adversário, sem nem tentar a antecipação!

Apenas três minutos depois, o Catar quase empatou. A bola chegou ao meia Lawrence Quaye, 28 anos, do Al Gharrafa, que rolou como no futsal e disparou um forte chute da entrada da área! A bola tinha endereço, mas o goleiro Ignatiy Nesterov, 29 anos, do Bunyodkor, se posicionou bem e espalmou a bola para o lado, no canto esquerdo! Logo depois, o Uzbequistão quase ampliou a vantagem.

Em cobrança de falta, o bom meia Server Djeparov, 30 anos, do Al Shabab (Arábia Saudita), colocaria a bola dentro das redes do Catar, mas o atacante Sebastián Soria – nascido no Uruguai –, 28 anos, do Lekhwiya (Catar), ajudou a defesa e subiu para desviar de cabeça para escanteio! Ainda no primeiro tempo, os donos da casa tiveram outra grande oportunidade.

Em cobrança de falta na intermediária, pela direita, o meia Khalfan Ibrahim, 24 anos, do Al Sadd, mandou a bola quase na entrada da área. Mesmo de costas, o meia Wesam Rizik, 31, do mesmo time, desviou para frente, e quase marcou um golaço! A bola entraria no ângulo direito de Nesterov, mas o goleiro uzbeque voou e conseguiu dar um tapa com a mão direita, salvando o Uzbequistão!

No início do segundo tempo, os visitantes quase comemoraram. Em mais um cruzamento de Akmal Shorakhmedov, a bola desviou num zagueiro catariano e ia enganando Qasem Burhan, que voltou a tempo de desviar a escanteio! Depois disso, o ímpeto do jogo caiu, pois o Uzbequistão passou a segurar a bola e fazer o tempo passar. O Catar só conseguiu levar perigo novamente aos 37 minutos…

Depois de rondar a área adversária, a bola chegou para o meia Hasan Al Haidos, 22 anos, do Al Sadd, que recebeu passe na entrada da área, pela direita, ajeitou a bola e arrematou! Ignatiy Nesterov se assustou e saltou no canto esquerdo, mas a bola foi para fora, passando perto da trave uzbeque! Uzbequistão 1 a 0 sobre o Catar, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Depois do apito

Claro, Mirjalol Kasimov estava feliz com a vitória: “Estou deliciado com os três pontos, pois foi uma vitória expressiva. Foi muito bom vencer e agora precisamos manter esse nível de apresentação até o final das eliminatórias. Temos agora cinco pontos e boas chances de classificação”, analisou, reclamando um pouco do clima: “Estava muito quente e a temperatura, apesar de ser a mesma para os dois lados, afetou mais meus jogadores. Mas conseguimos a vantagem no placar e atingimos o primeiro triunfo na Fase Final”.

Paulo Autuori procurou levantar a moral dos atletas: “Estou orgulhoso de meus jogadores, pelo espírito demonstrado dentro de campo, mas muito chateado com a derrota. Agora precisamos esquecer essa partida e dar sequência à nossa campanha. O Uzbequistão é um time forte, mas perdemos muitas chances de gols”, encerrou.

A vitória alçou os uzbeques ao terceiro lugar, com cinco pontos, dois atrás de Coreia do Sul e Irã. O Catar ficou com quatro pontos, empatado em todos os critérios com o Líbano, exceto pelo confronto direto (vitória do Catar por 1 a 0, fora de casa). Na próxima rodada, em 14 de novembro de 2012, o Catar recebe justamente os libaneses, enquanto o Uzbequistão vai encarar o Irã, fora de casa.

Veja todos os jogos das Eliminatórias Asiáticas já disputados!

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede