Japão supera Omã e está a um empate da Copa do Mundo

Não há como negar que os japoneses serão a primeira seleção a conseguir a classificação para a Copa do Mundo 2014 dentro de campo. A melhor equipe das Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo 2014 vem dominando amplamente o Grupo B, sem dar chance aos adversários. Mesmo com tamanha superioridade, o técnico italiano do Japão, Alberto Zaccheroni, 59,  previa dificuldades:

“Será complicado jogar às 3 horas da tarde e creio que os jogadores precisarão se adaptar ao forte calor. O único problema que temos é ajustar a condição dos jogadores que defendem clubes europeus, mas não vamos relaxar por causa da nossa pontuação. Adoraríamos vencer essa partida contra Omã, que é um grande time e venceu a Austrália e Jordânia”, avisou.

O goleiro Ali Al Habsi, 30, ídolo de Omã e atleta do Wigan (Inglaterra), mostrou patriotismo: “Estou pronto para a partida, mesmo estando levemente machucado, o que não vai me atrapalhar muito. Estou bem graças aos departamentos médicos do Wigan e de Omã, e até treinei ontem. Será um jogo muito importante contra o Japão e precisamos dar tudo de nós para conseguir uma melhor posição no grupo. Melhoramos muito o nosso futebol e quero deixar o povo omani alegre”, prometeu.

O jogo

A fase de Omã é tão boa que o grande público de 28.360 torcedores presentes no estádio Sultan Qaboos Sports Complex (39 mil lugares) deixou claro que há confiança sobre a seleção da casa. Porém, foram os donos da casa que conseguiram a primeira finalização, aos oito minutos do primeiro tempo. Depois de cobrança de lateral pela esquerda, a bola chegou para o atacante Shinji Okazaki, 26, do Stuttgart (Alemanha), que nem precisou dominar e já girou chutando, da entrada da área, mas sem perigo, longe do gol.

Aos dez minutos, Omã imprimiu grande velocidade desde o campo de defesa. O Japão conseguiu mandar a bola para lateral, quando os donos da casa já estavam no ataque, mas um atleta omani cobrou o lateral rapidamente, servindo o atacante Ismail Al Ajmi, 28, do Al Faisaly (Arábia Saudita), dentro da área. Com espaço, ele foi à linha de fundo e cruzou para o meia Fouzi Bashir, 29, do Al Dhafra (Emirados Árabes Unidos), que estava livre dentro da área, mas finalizou muito mal, por cima do gol! Que chance!

Aos 17 minutos, Okazaki teve uma chance mais clara, recebendo cruzamento da direita e cabeceando dentro da pequena área. Porém, Al Habsi estava atento e esticou o braço para espalmar! A bola ficou viva na grande área de Omã, até que a defesa conseguisse sair jogando! Aos 20 minutos, os japoneses driblaram o calor e abriram o placar…

O lateral Yuto Nagatomo, 26, da Internazionale de Milão (Itália), recebeu lançamento na esquerda e foi até a linha de fundo para cruzar. Um jogador omani não conseguiu afastar e a bola sobrou dentro da pequena área para o atacante Hiroshi Kiyotake, 23, do Nürnberg (Aleamanha), que meteu o pé na bola e balançou as redes! 1 a 0 Japão, numa falha da defesa omani!

Aos 28 minutos, o Japão tentou mais um gol, em jogada de Hiroshi Kiyotake. Ele olhou para a área e teve muito espaço para cruzar procurando o atacante Ryoichi Maeda, 31, do Jubilo Iwata (Japão). Porém, ele não alcançou a bola, que veio muito alta. Nos acréscimos do primeiro tempo, Omã ficou muito perto do empate…

Em cruzamento na área, Ismail Al Ajmi ganhou no alto do zagueiro Yasuyuki Konno, 29, do Gamba Osaka (Japão), e cabeceou bonito! Sorte do Japão que Al Ajmi acabou acertando a trave do goleiro Eiji Kawashima, 29, do Standard Liège (Bélgica), que ainda foi abençoado pela segunda vez, já que a pelota bateu em suas costas, mas não entrou no gol! Na sobra, Yuto Nagatomo se esticou e mandou para escanteio, antes que o meia Raed Saleh, 20, do Al Oruba Sur (Omã), aparecesse livre a fim de apenas empurrar para dentro das redes!

No segundo tempo, o jogo ficou aberto, pois Omã procurava o ataque a todo momento. Logo aos cinco minutos, a defesa japonesa deu espaço e o meia Ahmed Mubarak, 27, do Al Ittifaq (Arábia Saudita), quase aproveitou! Da entrada da área, ele ajeitou e procurou acertar o ângulo esquerdo de Kawashima, mas o goleiro do Japão voou na bola e espalmou para escanteio!

O Japão também não ficou na defesa, mas parou nas boas intervenções de Al Habsi. Aos 20 minutos, a bola chegou para o bom meia Keisuke Honda, 26, do CSKA Moscou (Rússia), que estava na entrada da área. Com muita habilidade, ele serviu Hiroshi Kiyotake com um toque de calcanhar, mas ele finalizou rasteiro, para boa defesa do goleiro de Omã, no canto direito.

Aos 32 minutos, Omã teve direito à cobrança de falta na entrada da área, mais para a esquerda. Ahmed Mubarak foi o encarregado de bater na bola e foi  muito feliz na cobrança, finalizando rasteiro! A bola passou por todo mundo dentro da área e foi na direção do gol, sendo muito tarde para Eiji Kawashima fazer a defesa, no canto esquerdo! Muitos jogadores estavam na frente do goleiro japonês! Omã 1, Japão também 1! E que emoção do narrador da partida, não é mesmo?

Nos minutos finais, Omã ainda quase consegue virar o jogo, com o atacante Abdullah Abdul Hadi, 20, do Al Oruba Sur, mas Kawashima saiu em seus pés e conseguiu desviar a bola! A torcida da casa estava muito animada, mas Omã acabou sofrendo um duro golpe, aos 44 minutos. O lateral Gotoku Sakai, 21, do Stuttgart (Alemanha), fez jogada individual pela esquerda, driblando o meia Juma Al Maashari, 28, do Dhofar (Omã), e mandou  a bola para a área…

O meia Yasuhito Endo, 32, do Gamba Osaka, conseguiu um leve desvio na primeira trave, com a perna direita, suficiente para tirar da jogada Ali Al Habsi. Dentro da pequena área, no centro, Shinji Okazaki teve total liberdade para desviar a bola para as redes vazias! 2 a 1 Japão sobre Omã, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Depois do apito

O técnico francês de Omã, Paul Le Guen, 48, não desistiu de chegar ao Mundial 2014: “Ainda temos chance de nos classificarmos, nada está perdido. Temos três jogos e o grupo está aberto. Estou feliz com a maneira pela qual estamos progredindo, mas chateado pelo resultado. O Japão é o melhor time da Ásia e meus jogadores fizeram um excelente trabalho, estou orgulhoso deles”, disse, visivelmente chateado.

Alberto Zaccheroni não mediu palavras para elogiar o adversário: “Estou feliz por vencer, pois Omã é um time muito difícil quando atua em casa e eles provaram isso novamente. Omã jogou muito bem no segundo tempo, mas perdeu chances demais”, analisou.

A vitória já garantiu o Japão pelo menos no terceiro lugar, que dá vaga na repescagem com o terceiro do Grupo B, para saber qual seleção asiática estará na repescagem diante do representante da Conmebol. A equipe tem 13 pontos em cinco jogos, oito de vantagem para a Austrália, segunda colocada, que tem um jogo a menos. Omã fica na penúltima posição, também com cinco pontos, com totais chances de brigar por uma das vagas. Na próxima rodada, em 26 de março de 2013, Omã enfrenta a Austrália, fora de casa, enquanto o Japão encara a Jordânia, também longe de seus domínios.

Veja todos os jogos das Eliminatórias Asiáticas já disputados!

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede