Honduras vence Estados Unidos e lidera Hexagonal Final

A seleção estadunidense esperava começar o Hexagonal Final das Eliminatórias Concacaf para a Copa do Mundo 2014 com uma vitória, mesmo atuando fora de casa diante de Honduras, que esteve no Mundial da África do Sul. O técnico alemão Jürgen Klismann, 48 anos, praticava o respeito com o oponente:

“Respeitamos Honduras, pois eles sempre jogam bem, o fazem agora e já tiveram boas apresentações no passado. Os hondurenhos participaram do Mundial 2010 e fizeram um bom papel. Por isso nós os respeitamos”, comentou o alemão.

Por sua vez, o técnico colombiano de Honduras, Luis Fernando Suárez, 53, deu a receita do sucesso para a estreia na fase final das eliminatórias: “Temos de estar atentos durante os 90 minutos, não podemos nos descuidar. Precisamos controlar as ações, mantendo a tranquilidade. Sabemos o que devemos fazer e vamos colocar em prática, em cada jogada, seja de ataque ou defesa”, avisou.

O jogo

Num forte calor na cidade de San Pedro Sula, conhecida pela violência exacerbada, o que chegou a incomodar os Estados Unidos, os donos da casa começaram melhor, levantando os 32 mil torcedores presentes no estádio Olímpico Metropolitano (37.325 lugares). Logo aos três minutos, o atacante Jerry Bengtson, 25 anos, do New England Revolution (Estados Unidos), recebeu ótimo passe, com liberdade, na entrada da área.

Ele não foi fominha e serviu o atacante Carlo Costly, 30, do Veria (Grécia), que finalizou com displicência, para boa defesa do goleiro Tim Howard, 33, do Everton (Inglaterra). A chance seguinte de Honduras só aconteceria aos 22 minutos, quando o meia Roger Espinoza, 26, do Wigan (Inglaterra), arriscou de fora da área, para mais uma defesa de Howard.

Os Estados Unidos esperavam um contra-ataque, que aconteceu aos 28 minutos. O atacante Eddie Johnson, 28, do Seattle Sounders (Estados Unidos), recebeu lançamento na esquerda, dominou a bola e trouxe os visitantes até a entrada da área. Num bom cruzamento, o atacante Jozy Altidore, 23, do AZ Alkmaar (Holanda), conseguiu o desvio antes do zagueiro, mas mandou por cima do travessão!

Aos 31 minutos, Espinoza recebeu passe na esquerda e foi até a linha de fundo, já dentro da área. Mesmo com dois adversários na marcação, ele conseguiu um leve toque para o meio da área, mas o zagueiro Fabian Johnson, 25, do Hoffenheim (Alemanha), apareceu antes do meia Luis Garrido, 22, do Estrela Vermelha (Sérvia), e afastou o perigo! Seria o gol de Honduras.

Um minuto depois, o meia Mario Martínez, 23 anos, do Seattle Sounders, aproveitou erro na saída de bola dos estadunidenses e finalizou da entrada da área, obrigando Tim Howard a voar na bola e espalmar para escanteio. Os anfitriões eram muito melhores, mas bastou uma jogada para os visitantes abrirem o placar…

Com alguma liberdade na intermediária, o meia Jermain Jones, 31, do Schalke 04 (Alemanha), observou o deslocamento do atacante Clint Dempsey, 29, do Tottenham (Inglaterra), e fez o lançamento. Com tranquilidade e espaço, Dempsey nem deixou a bola tocar o gramado e finalizou de perna direita, tirando do goleiro Noel Valladares, 35 anos, do Olimpia (Honduras)! 1 a 0 Estados Unidos!

Sorte de Honduras que o gol de empate não demorou a acontecer… Aos 40 minutos, o lateral Victor Bernárdez, 30 anos, do San Jose Earthquakes (Estados Unidos), cruzou da direita na direção da segunda trave. Um atleta hondurenho desviou de cabeça para o meio da área, exatamente onde estava o zagueiro Juan Carlos Garcia, 24, do Olimpia, que emendou linda bicicleta, sem chances para Howard! Honduras 1, Estados Unidos também 1!

No segundo tempo, Honduras continuou pressionando e não demorou a balançar as redes. Aos dez minutos, Carlo Costly e Maynor Figueroa, 29 anos, lateral do Wigan, apareceram livres dentro da área, de frente com Tim Howard. Figueroa mandou para o gol, mas o árbitro costa-riquenho Walter Quesada anulou o lance, acertadamente, dando impedimento.

Os Estados Unidos ficavam mais atrás, mas também tinham oportunidades, como aos 19 minutos, quando Clint Dempsey finalizou de dentro da área. Noel Valladares já caía para a direita, mas a bola resvalou em Juan Garcia, por pouco não entrando! Aos 34 minutos, Honduras alcançou o gol da vitória…

Num ótimo passe longo, Óscar García entrou livre na área, pela direita, e sequer foi incomodado pelo zagueiro Geoff Cameron, 27, do Stoke City (Inglaterra), que errou ao deixar a bola para Tim Howard. Garcia chegou primeiro e rolou para o meio da área, encontrando Jerry Bengtson, que aproveitou cochilo do zagueiro Omar Gonzalez, 24, do Los Angeles Galaxy (Estados Unidos), e só rolou para as redes! 2 a 1 Honduras sobre os Estados Unidos, PLACAR FINAL!

Imagem de Amostra do You Tube

Depois do apito

Suárez estava radiante com o ótimo começo de fase final: “O resultado é satisfatório e merecemos a vitória, pois atuamos melhor que os Estados Unidos. O mais importante é que todos os atletas suaram a camisa até a última de gota e conseguimos o objetivo diante do adversário”, comentou. Do lado de Klismann, a lamentação: “Demos muitas chances para eles, que as aproveitaram”.

Honduras, após uma rodada, lidera as eliminatórias com três pontos, dois de vantagem para Costa Rica, Panamá, Jamaica e México. Os Estados Unidos começam na lanterna, sem nenhum ponto, e terão de encarar a Costa Rica, em casa, na próxima rodada, em 22 de março de 2013. No mesmo dia, Honduras recebe o México, tentando se isolar ainda mais na tabela.

Veja a classificação de todos os grupos das Eliminatórias Concacaf

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede