Austrália vence e se aproxima da vaga; Japão brinca contra o Iraque

Os australianos passaram algumas dificuldades no Grupo B da fase final das eliminatórias asiáticas, mas chegaram à penúltima rodada com boas chances de encaminhar a classificação para a Copa do Mundo 2014. Diante da fraca Jordânia, em casa, a Austrália não teve dificuldades, goleou o adversário e está mais perto do mundial.

Na outra partida, o Japão não utilizou alguns titulares, mas venceu o combalido Iraque, que mostrou pouca qualidade técnica, com um gol nos minutos derradeiros da partida. Veja o resumo das partidas do Grupo B.

Classificação das Eliminatórias Asiáticas

Austrália 4×0 Jordânia

O técnico alemão da Austrália, Holger Osieck, deixou claro: “Um jogo muito importante, vamos para as duas partidas finais de nossa campanha. Temos a vantagem de jogar em casa e precisamos vencer. Estou confiante num bom resultado, o time está entusiasmado”, disse.

O treinador iraquiano Adnan Hamad, da Jordânia, provocou o adversário: “Sabemos que eles são fortes e temos de respeitá-los, mas viemos para vencer. É a maior partida da história do futebol jordaniano e todos nós estamos focados em conseguir um bom resultado”, falou.

Os visitantes tinham esperança dos três pontos, mas tudo não passou de utopia. Aos 15 minutos, a Austrália chegou bem pelo lado direito e a bola foi cruzada no meio da grande área. Lá estava o meia Mark Bresciano, do Al Gharafa (Catar), que apenas rolou para as redes de dentro da pequena área.

Os jordanianos não conseguiam atacar e continuaram sofrendo pressão e gols dos australianos na segunda etapa. Aos 16 minutos, os donos da casa alcançaram a linha de fundo e a bola percorreu a área da Jordânia, até a cabeça do meia-atacante Tim Cahill, do New York Red Bulls (Estados Unidos), que mergulhou para estufar as redes. O segundo gol matou os visitantes, que ainda levariam mais dois…

O terceiro foi  uma pintura do atacante Robbie Kruse, do Bayer Leverkusen (Alemanha), que recebeu passe dentro da área, girou tirando de um adversário e finalizou forte, numa falha do goleiro Amer Shafia, do Al Wehdat (Jordânia), que não segurou o chute rasteiro. Nos minutos finais, o zagueiro Lucas Neill, do Sydney (Austrália), aproveitou saída em falso de Shafia e ganhou de um adversário no alto, cabeceando para as redes vazias!

Olsiek estava satisfeito com a boa vitória: “Foi ótimo vencer dessa maneira, nos dará muita confiança para a partida final, contra o Iraque. Tivemos excelente desempenho e esforço, mostramos unidade”, disse. Por sua vez, Hamad lamentou: “Depois do segundo gol, desmoronamos. Ainda temos chance e vamos lutar para conseguir a classificação. Foi difícil”, encerrou o iraquiano.

Local: estádio Docklands (56.347 lugares)

Público: 43.785 torcedores

Gols: Mark Bresciano/AUS (15’|1º), Tim Cahill/AUS (16’|2º), Robbie Kruse/AUS (31’|2º) e Lucas Neill/AUS (39’|2º)

Imagem de Amostra do You Tube

Iraque 0×1 Japão

Um jogo sem muita importância para os japoneses, já classificados, tanto que o técnico italiano Alberto Zaccheroni poupou alguns atletas, como o meia Keisuke Honda, do CSKA Moscou (Rússia): “Sabemos que o Iraque tem um bom time, mas viemos para vencer e terminar bem o Grupo B. Vamos utilizar a partida visando à Copa das Confederações”.

Já para os comandados do técnico sérvio Vladimir Petrovic, a partida tinha em jogo a manutenção do sonho iraquiano de retornar a uma Copa do Mundo: “É nossa última chance de atingir o Mundial 2014, mas respeitamos o Japão, que tem um bom elenco. Trabalhamos nos erros diante de Omã e observamos os pontos fortes e fracos do Japão, pois queremos vencer”, encerrou.

O discurso do Iraque não se evidenciou na prática, exceto por alguns lances de perigo, como no poderoso chute de fora da área do lateral Ali Adnan, do Baghdad (Iraque), que o goleiro Eiji Kawashima, do Standard Liège (Bélgica), defendeu sem dar rebote. O mais perigoso dos “donos da casa”, já que a partida foi disputada em Doha, no Catar, por razões de segurança em solo iraquiano, era o atacante Younnis Mahmoud, capitão do time, que encarava sozinho a defesa nipônica, que levava clara vantagem.

O desfalcado Japão não mostrava a mesma qualidade de quando está completo, finalizando muito mal e sem qualquer entrosamento entre os jogadores. Um bom lance do Iraque ocorreu no segundo tempo, quando o atacante Alaa Abdul Zahra, do Duhok (Iraque), dribou bonito o zagueiro Masahiko Inoha, do Jubilo Iwata (Japão), mas finalizou por cima do gol!

Nos minutos derradeiros, com os anfitriões sem Abdul Zahra, expulso depois de tentar uma bicicleta que acertou o rosto de um japonês, os visitantes balançaram as redes. Num contra-ataque, o Japão soube aproveitar o desespero iraquiano e a bola chegou para o meia Yasuhito Endo, do Gamba Osaka (Japão), que invadiu a área e esperou a saída o goleiro Noor Sabri, do Al Naft (Iraque). Com espaço, ele não foi fominha e rolou para o meio da área, encontrando o atacante Shinji Okazaki, que apenas rolou para as redes!

Festa japonesa e tristeza do Iraque, que acabou eliminado das eliminatóras 2014. Petrovic lamentou: “Enfrentamos um time forte e estávamos sob pessão para jogar bem e vencer. Começamos bem, mas não tivemos sorte e competência para marcar”. Zaccheroni avaliou que a partida foi difícil, “pois mudamos muito o elenco. Tentamos fazer gols e fico feliz que encerramos a campanha com uma vitória”, comemorou.

Local: estádio Grand Hamad (13 mil lugares)

Público: 1.100 torcedores

Gol: Shinji Okazaki/JAP (44’|2º)

Imagem de Amostra do You Tube

Classificação

O já classificado Japão terminou seus oito jogos com 17 pontos e apenas uma derrota. Mas o Grupo B ainda vive a ansiedade da definição das vagas restantes. A Austrália vem em segundo lugar, com dez pontos, vantagem de um sobre Omã, que joga fora de casa diante da Jordânia, dona de sete pontos, que ainda pode alcançar pelo menos a repescagem. Os australianos enfrentam o desanimado Iraque, em casa, e é de se supor que vencerão. Ou seja, jordanianos e omanis brigam pela repescagem.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede