Coreia do Sul e Irã estão no Mundial 2014; Uzbequistão vai para repescagem

Muita emoção tomou conta da última rodada da fase final das eliminatórias asiáticas. No Grupo A, a Coreia do Sul só precisava de um simples empate, em casa, diante do Irã, para confirmar a vaga na Copa do Mundo 2014. Acabou perdendo.

Sorte dos sul coreanos é que o Uzbequistão demorou a começar a fazer gols em cima do Catar, já eliminado, também em casa, e o saldo de gols alcançado pelos uzbeques não foi suficiente. Pelo menos o Uzbequistão está garantido na repescagem asiática, contra a Jordânia, valendo vaga na repescagem com o quinto colocado da Conmebol.

Classificação das Eliminatórias Asiáticas

Uzbequistão 5×1 Catar

Os uzbeques estavam cientes do que precisavam fazer na última rodada: golear os catarianos pelo máximo de gols possível, com disse o técnico local Mirjalol Kasimov: “Temos apenas um objetivo, que é classificar para a Copa do Mundo. Os atletas estão prontos e darão o seu melhor”, comentou.

Kasimov completou dizendo que o time seria ofensivo com a meta de fazer gols, com certos cuidados: “O Catar tem alguns problemas, mas eles contam com bons jogadores e não têm pressão, o que pode ser bom para eles”.

Sem chances, o local Fahad Thani, 39 anos, ex-auxiliar técnico do brasileiro Paulo Autuori, pediu aos atletas que jogassem com o coração: “Queremos jogar um futebol bonito e deixar o povo orgulhoso. Respeitamos o adversário, mas queremos vencer. Estamos motivados e concentrados”, disse. Thani encerrou a entrevista com um objetivo audacioso: “Temos belos planos para o futuro: queremos ser um dos times mais fortes da Ásia e já estamos nos preparando para as eliminatórias para a Copa da Ásia 2015”.

A intenção do Catar não era se lançar ao ataque, mas jogar mais fechado, aproveitando os espaços. A estratégia deu certo no final do primeiro tempo. No toque de bola, os visitantes se aproximaram da grande área adversária . A bola chegou para o atacante Abdulgadir Ilyas, do El Jaish (Catar), que invadiu a área e finalizou bonito, tirando do goleiro Ignatiy Nesterov, do Burnyodkor (Uzbequistão), sem chances de defesa!

O Uzbequistão foi para o intervalo com a derrota parcial, um desastre para as pretensões da equipe de golear o adversário. Na etapa final, os donos da casa partiram para cima, mas só empataram depois dos 15 minutos. Num lindo lançamento por trás da zaga, um altleta uzbeque invadiu a área e tocou para o meio… O goleiro Ahmed Soufiane, do El Jaish, esticou-se para tentar o desvio, mas a bola passou por ele e foi desviada pelo atacante Bahodir Nasimov, do Neftchi Baku (Azerbaijão), que esticou a perna e mandou para as redes vazias! O gol animou os anfitriões, que dispararam a marcar.

Em mais um lançamento, a bola encontrou o meia Oleg Zoteev, do Bunyodkor, que driblou um marcador com facilidade, deixando-o no chão, passou por outro catariano e abriu ângulo para finalizar rasteiro, no canto de Soufiane! Apenas dois minutos depois, a bola foi levantada na área em cobrança de falta, um atleta desviou de cabeça, movimento que Soufiane previu e conseguiu defender parcialmente.

Na sobra, a pelota ficou com Nasimov, que apenas rolou para as redes vazias! Precisando de mais gols, o Uzbequistão só voltou a balançar as redes catarianas nos minutos finais. Em boa tabelinha, o meia Odil Ahmedov, do Anzhi Makhachkala (Rússia), abriu espaço na defesa adversária com a ajuda de Nasimov, que finalizou. A bola tocou num zagueiro e subiu, mas Ahmedov estava no local certo e pegou de primeira, sem deixar a bola tocar o gramado, fazendo o quarto gol do Uzbequistão!

Nos acréscimos, um atleta dos anfitriões cruzou rasteiro da direita, o zagueiro Ibrahim Majid, do Al Sadd (Catar), se esticou todo e tirou a bola, que bateu no goleiro e se ofereceu para o atacante Ulugbek Bakayev, que rolou tranquilamente para as redes! Goleada de virada, por 5 a 1, que não foi suficiente para os uzbeques carimbarem o passaporte. Agora é repescagem.

Apesar do placar elástico, o clima no Uzbequistão era de tristeza: “Queríamos comemorar a vaga com nosso torcedor, é uma vergonha não termos conseguido. Continuaremos a lutar na repescagem e vamos dar nosso melhor para irmos ao Brasil 2014”, disse Kasimov.

Fahad  Thani também não estava feliz: “Começamos o jogo muito bem e saímos vencedores no primeiro tempo, mas no segundo atuamos muito mal. Que resultado ruim. Decidi dar chance aos jovens e a experiência será importante para eles”, comentou.

Local: estádio Bunyodkor (34 mil lugares)

Público: 34 mil torcedores

Gols: Abdulgadir Ilyas/CAT (37’|1º), Bahodir Nasimov/UZB (16’ e 29’|2º), Oleg Zoteev/UZB (27’|2º), Odil Ahmedov/UZB (42’|2º) e Ulugbek Bakayev/UZB (46’|2º)

Imagem de Amostra do You Tube

Coreia do Sul 0×1 Irã

Um jogo decisivo para duas importantes seleções do continente. Em má fase, o técnico sul coreano Choi Kang-Hee queria a vitória: “Temos de jogar bem e conseguir os três pontos. Tivemos dificuldades nos jogos anteriores, mas os jogadores querem vencer o Irã e encerrar a campanha com chave de ouro”, disse, numa semana de muita provocação entre os dois lados.

O técnico português do Irã, Carlos Queiroz, precisava ainda mais dos três pontos: “Queremos jogar bem e alcançar a Copa do Mundo. O adversário tem um bom time e será um jogo disputado. Temos de atuar bem se quisermos jogar o mundial”, encerrou.

Durante o primeiro tempo, a Coreia do Sul teve o domínio da posse de bola, mas não se organizou da melhor forma na parte ofensiva, sem pressionar tanto o Irã. A maioria das jogadas eram bolas alçadas na área, em que os sul coreanos até levavam vantagem, mas com finalizações sem direção. Um lance de perigo ocorreu num contra-ataque sul coreano…

O Irã cobrou falta no ataque, perdeu a bola e o meia Lee Myung Joo, do Pohang Steelers (Coreia do Sul), disparou em velocidade. Ele só parou porque foi atrapalhado por um zagueiro e pelo goleiro Rahman Ahmadi, do Sepahan (Irã), que saiu muito bem do gol. Os visitantes claramente usavam os contra-ataques e a estratégia deu certo no início da etapa final.

Depois de chutão da defesa iraniana, a bola ficou com o zagueiro Kim Young Gwon, do Guanghzou Evergrande (China), que se preparava para recuar para o goleiro, que já estava se posicionando para receber o passe. Porém, ele perdeu a passada e permitiu que o atacante Reza Goochannejhad, do Standard Liège (Bélgica), roubasse a bola. Com velocidade, ele invadiu a área e finalizou tirando do goleiro Jung Sung Ryong, do Suwon Bluewings (Coreia do Sul), que estava mal posicionado!

Nos minutos finais, pressão sul coreana, pois à medida que o Uzbequistão fazia seus gols, a classificação direta ao mundial ficava mais ameaçada. Numa cobrança de falta, a bola foi alçada na segunda trave, o zagueiro Pejman Montazeri, do Esteghlal (Irã), desviou mal, e a partir daí foi só milagre…

Kim Young Gwon tentou se redimir e finalizou forte, mas Ahmadi defendeu sabe-se lá como. No rebote, o zagueiro Jang Hyun Soo, do FC Tokyo (Japão), também tentou, mas o goleiro iraniano estava lá mais uma vez para salvar os visitantes! Apesar das tentativas, a Coreia do Sul não conseguiu empatar, mas confirmou a classificação direta ao Mundial 2014, assim como o o Irã, que não podia nem empatar.

Carlos Queiroz estava muito feliz com os três pontos: “Jogamos muito bem e conseguimos importante vitória. Fomos o melhor time tecnicamente e sabíamos que o jogo seria difícil. Tiramos vantagem do erro adversário e foi suficiente para vencer”.

Do outro lado, preocupação de Choi Kang Hee: “Conseguimos a classificação, mas não foi legal. Não tenho muito a dizer sobre a derrota, assumo toda a culpa. Os atletas deram seu melhor, mas não jogamos do jeito que queríamos. Tomara que o time possa aprender com a derrota e possamos melhorar no futuro”.

Na comemoração dos iranianos, um fato lamentável ocorreu. O goleiro reserva dos visitantes, Sosha Makani, do Naft (Irã), foi provocar o banco sul coreano após o fim do jogo e levou dois socos dos adversários, que não gostaram nada da atitude do iraniano.

Imagem de Amostra do You Tube

Local: estádio Ulsan Munsu (44.102 lugares)

Público: 42.243 torcedores

Gol: Reza Goochannejhad/IRA (15’|2º)

Imagem de Amostra do You Tube

Classificação

Após oito rodadas, o Irã ficou com a liderança do Grupo A, com 16 pontos (5v, 1e, 2d), dois a mais que a Coreia do Sul. Os sul coreanos ganharam a vaga frente o Uzbequistão apenas pelo saldo de gols (6 contra 5), mas os uzbeques ainda terão a repescagem. Eliminados, Catar (sete pontos) e Líbano (cinco) fizeram péssima campanha.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede