Tunísia só empata, mas se classifica; Cabo Verde é segundo

A grande força do Grupo B não teve dificuldades para assegurar a vaga na fase final das eliminatórias africanas. A Tunísia dominou a chave e chegou a ver a classificação adiada, com a derrota parcial para a Guiné Equatorial. Porém, a equipe conseguiu o empate e está perto do Mundial 2014.

No outro jogo, Cabo Verde e Serra Leoa viviam situações diferentes. Os primeiros já estavam matematicamente eliminados, mas em ascensão na competição, após a primeira vitória na rodada anteior. Já Serra Leoa precisava vencer para continuar sonhando. Deu Cabo Verde, que saltou da lanterna para a segunda posição.

Classificação das Eliminatórias Africanas

Guiné Equatorial 1×1 Tunísia

Os guinéu-equatorianos ainda tinham chance de alcançar a fase final, mas para isso precisavam vencer a poderosa Tunísia. Jogando em casa, a Guiné Equatorial se aproximou mais do improvável resultado aos 36 minutos do primeiro tempo, quando o zagueiro tunisiano Aymen Abdennour, do Toulouse (França), foi imprudente e deu carrinho dentro da área, atingindo o atacante Randy, do Atlético Ceuta (Espanha).

O meia Juvenal, do Sabadell (Espanha), grande estrela do time, cobrou e converteu a penalidade, finalizando no meio do gol. No segundo tempo, a Tunísia utilizou-se da mesma arma para alcançar a igualdade no placar. A bola foi cruzada pela direita e o atacante Saber Khalifa, do Evian (França), tinha a chance de finalizar, dentro da pequena área, o que certamente seria um gol.

Porém, ele não chegou a tocar na bola, pois o zagueiro Kily, do Langreo (Espanha), preferiu empurrar Khalifa a disputar a pelota, derrubando o tunisiano dentro da área. O árbitro de Ilhas Seicheles, Bernard Camille, marcou pênalti! Com muita tranquilidade, o meia Oussama Darragi, do Sion (Suiça), balançou as redes guiné-equatorianas, colocando a bola no lado oposto do goleiro Danilo Clementino, brasileiro naturalizado, atleta do Alecrim RN (Brasil).

Mesmo eliminada, a Guiné Equatorial ainda pode sofrer nova derrota, desta vez no tribunal da FIFA. A entidade máxima do futebol já tomou uma decisão – não revelada – contra os atletas naturalizados de Guiné Equatorial, que incorporou brasileiros, camaroneses, cabo-verdianos e liberianos à sua seleção, desrespeitando uma das regras da FIFA, que exige que o naturalizado viva há pelo cinco anos no país. É uma decisão contra a Guiné Equatorial, pois há informações de que o país já entrou com recurso.

Local: estádio de Malabo (15.250 lugares)

Público: 8 mil torcedores

Gols: Juvenal/GEQ (36’|1º) e Oussama Darragi/TUN (19’|2º)

Imagem de Amostra do You Tube

Cabo Verde 1×0 Serra Leoa

Mesmo sem chances de seguir na briga pela Copa do Mundo 2014, os torcedores cabo-verdianos estiveram presentes em bom número e apoiaram a seleção da casa contra Serra Leoa, que precisava de um resultado positivo para continuar buscando a vaga na fase final. E logo aos seis minutos, os anfitriões quase levaram a torcida à loucura…

O atacante Júlio Tavares, do Dijon (França), apareceu dentro da área pela direita e cruzou. A bola chegaria a um companheiro, mas o goleiro Solomon Morris, do Rouen (França), esticou o braço e mudou a trajetória da pelota a tempo. Aos 13 minutos, a torcida finalmente comemorou…

Num lançamento para a grande área de Serra Leoa, a bola estava ficando tranquila para Morris, que saíra do gol. Porém, o zagueiro Mustapha Dumbuya, do Crawley (Inglaterra), não viu o deslocamento do goleiro e tocou nela, enganando seu companheiro. Esperto, o atacante Héldon Ramos, do Marítimo (Portugal), percebeu a indefinição do adversário e encobriu Morris, de cabeça, mandando para as redes!

Sendo eliminada, Serra Leoa não se apequenou e partiu para cima, principalmente com o atacante Mohamed Bangoura, do Elfsborg (Suécia), que tentou empatar duas vezes, sem sucesso. No início da etapa final, Bangoura apareceu dentro da área, na linha de fundo, e tentou cruzar para trás…

A bola tocou no zagueiro Kay, do Belenenses (Portugal), que levou sorte, pois ela bateu na trave e saiu em escanteio. Em seguida, Hélder Ramos instruiu contra-ataque de Cabo Verde e fez ótimo passe para Júlio Tavaes, que entrou na área sozinho. Na hora de mandar para as redes, ele tirou demais de Solomon Morris, tocando para fora. A partir daí o jogo caiu em termos de emoção, e ninguém foi capaz de marcar.

Local: estádio da Várzea (10 mil lugares)

Público: 3.500 torcedores

Gol: Héldon Ramos/CBV (13’|1º)

Classificação

Com 11 pontos em cinco jogos, a Tunísia confirmou a vaga do Grupo B na fase final e enfrenta Cabo Verde, em casa, em 6 de setembro de 2013, apenas para cumprir tabela. Os cabo-verdianos reagiram nas eliminatórias e saltaram para a segunda posição, com seis pontos, algo a ser comemorado. Colados, Serra Leoa e Guiné Equatorial, ambos com cinco pontos, completam a tabela de classificação.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede