África do Sul goleia Botsuana, mas não adianta nada

Quando a Etiópia venceu a África do Sul por 2 a 1, parecia tudo resolvido no Grupo A das Eliminatórias Africanas. Porém, os etíopes perderam pontos por escalarem um atleta irregular e os sul-africanos voltaram a sonhar com a vaga na fase final. Assim, o técnico Gordon Igesund se mostrava preparado para a decisão:

“Foi difícil escolher os 23 jogadores dentre tantas boas opções, principalmente nos que atuam fora do país [foram oito convocados]. Tenho em mãos o elenco mais forte possível e estamos totalmente focados em fazer nossa obrigação, que é vencer Botsuana”.

Antes do jogo, parte do elenco sul-africano renovou as energias ao visitar uma criança de 12 anos com câncer, que tinha o sonho de conhecer os atletas. Igesund aproveitou para pedir o apoio dos torcedores e prometeu atacar o tempo todo e vencer. No lado dos visitantes, o técnico Stanley Tshosane não quis falar de formação:

“Não vou falar de tática, mas estou monitorando jogos da África do Sul e da liga nacional. Eles são mais experientes por terem jogado a Copa do Mundo 2010 e a Copa das Confederações 2009, mas estamos bem preparados, física e mentalmente. Nunca estivemos tão perto de conseguir a classificação para a fase final e será um grande resultado para Botsuana”, disse, diante da possibilidade matemática de seguir em frente.

África do Sul 4×1 Botsuana

Num jogo que se esperava aberto, já que os dois times poderiam alcançar a vaga da chave, a África do Sul precisou do escanteio para abrir o placar. Aos 28 minutos, o meia Siphiwe Tshabalala, do Kaizer Chiefs (África do Sul), colocou a bola na primeira trave. O atacante Bernard Parker, do mesmo time, conseguiu desviar de cabeça e deixou tudo mais fácil para o atacante Kermit Erasmus, do Supersport United (África do Sul), que livre de marcação mandou para as redes! 1 a 0 África do Sul!

Nos acréscimos do primeiro tempo, aos 46 minutos, o meia Dean Furman, do Doncaster Rovers (Inglaterra), recebeu belo lançamento por trás da defesa botsuana e, já dentro da área, chutou cruzado, tirando do goleiro Kabelo Dambe, do Platinum Stars (África do Sul)… Entrou no cantinho direito dele! 2 a 0 África do Sul! Na segunda etapa, esperava-se o aumento da vantagem sul-africana…

Entretanto, aos 28 minutos, foi Botsuana que marcou. O atacante Jerome Ramatlhakwane, do Don Bosco (República Democrática do Congo), percebeu o meia Joel Mogorosi, do Bloemfontein Celtic (África do Sul), aberto na esquerda e fez o passe. Ele foi até perto da linha de fundo e cruzou para Ramatlhakwane, que estava no lugar certo para desviar de cabeça para o fundo das redes! África do Sul 2, Botsuana 1!

No final da partida, aos 39 minutos, Parker cobrou falta na meia-lua da grande área e acertou o canto direito de Dambe, numa bela cobrança! 3 a 1 África do Sul! Aos 44 minutos, o mesmo jogador converteu cobrança de pênalti no meio do gol, fechando o placar em 4 a 1 África do Sul!

Local: estádio Moses Mabhida (54 mil lugares)

Gols: Kermit Erasmus/AFS (28’|1º), Dean Furman/AFS (46’|1º), Jerome Ramatlhakwane/BOT (28’|2º) e Bernard Parker/AFS (39’ e 44’ [pen]|2º)

Imagem de Amostra do You Tube

Classificação

Apesar da vitória, a África do Sul acabou eliminada, já que os etíopes também triunfaram. Mas Gordon Igesund ficou satisfeito: “Estou tranquilo, pois trabalhamos muito e eu sempre disse que os gols saíriam se jogássemos da maneira que podemos. O time jogou bem e está de parabéns”.

Já Stanley Tshosane não estava muito feliz: “Esperávamos uma África do Sul ofensiva, planejamos isso. Conseguimos detê-los por 20, 30 minutos, mas eles tiveram sorte. Os gols deles foram bônus dos meus jogadores, não sei o que deu errado, mas vamos trabalhar nisso”.

Até o ministro sul-africano de Serviços Penintenciários, Sbu Ndebele, procurou parabenizar os jogadores, “que deixaram a nação orgulhosa. Não fiquem desapontados, pois vocês são jovens e temos novos desafios em 2015 [Copa Africana de Nações] e 2018 [Eliminatórias da Copa do Mundo]”.

Mas nem tudo são flores na África do Sul. O meia Thulani Serero, do Ajax (Holanda), viajou para Durban, local do jogo, mas acabou cortado do time por Igesund, alegando uma contusão. Foi especulado que Serero estivesse fingindo o problema para poder entrar em campo no dia 18 de setembro, contra o Barcelona, pela Liga dos Campeões. Ele negou, mas fica a dúvida.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede