Egito vence mais uma e tem a melhor campanha

Já garantidos na fase final das Eliminatórias Africanas, a ambição dos egípcios era apenas de manter a campanha de 100%. Para isso, bastava derrotar em casa a seleção de Guiné, que vivia graves problemas há algum tempo. Em junho de 2012, por exemplo, o técnico Michel Dussuyer, que continua no cargo, reclamou publicamente:

“Estamos há seis meses sem receber salários e ninguém me diz o motivo da falta do dinheiro. Ouvi dizer que o ministro das finanças não gostou da minha contratação, mas novamente ninguém me informa a razão. Mesmo assim, vou continuar meu trabalho, pois não iria querer que minha situação salarial agravasse o já terrível clima com o grupo”, disse.

A federação nacional respondeu prontamente: “Não estamos cientes de que o técnico não vem sendo pago nos últimos seis meses. Isso chegou a nós por meio da imprensa, mas não somos responsáveis por isso. É o ministro das finanças quem cuida desse assunto”.

O zagueiro Ibrahima Diallo, do Angers (França), que não foi convocado para este partida, elogiou Dussuyer: “Ele quer que sejamos inteligentes nos deslocamentos sem bola e é muito firme em relação ao equilíbrio tático. Ele nos pede para permanecermos em bloco e não nos dispersarmos. O grupo inteiro o apoia totalmente. Há um verdadeiro prazer em nos reunirmos para defender as cores do país”, comentou.

Atleta mais famoso do país, o meia Kévin Constant, 26 anos, do Milan, que havia abandonado a seleção desde setembro/2012, em protesto pela falta de organização, anunciou sua volta ao time em agosto/2013, foi convocado por Dussuyer e atuou os 90 minutos contra o Egito.

Egito 4×2 Guiné

Mas Constant não pode resolver tudo para Guiné jogando sozinho. Numa partida em que os egípcios eram amplos favoritos, até que os visitantes começaram melhor. Logo aos quatro minutos, um atleta de Guiné fez grande jogada pelo lado direito, deixando um adversário para trás, e invadiu a grande área.

Ele tentou fazer o passe para um companheiro, mas a bola ficou mais para o goleiro Sherif Ekramy, do Al Ahly (Egito). Ele faria a defesa tranquila, mas o zagueiro Adam El Abd, do Brighton & Hove Albion (Inglaterra), apareceu na frente e conseguiu desviar para as próprias redes! Que gol contra sensacional, em 1 a 0 Guiné, que ficou até com vergonha de comemorar!

Aos 38 minutos, o Egito empatou. O experiente meia Mohammed Aboutrika, 34 anos, do Al Ahly, que completou seu centésimo jogo pela seleção, levantou a bola na área após cobrança de falta. A defesa de Guiné não afastou e pior, deu o passe nos pés do meia Hossan Ghaly, do Lierse (Bélgica), que, mesmo marcado por um zagueiro, tocou no cantinho direito do goleiro Naby Yattara, do Arles Avignon (França)! 1 a 1 Egito e Guiné!

No início do segundo tempo, os egípcios aproveitaram lambança de Yattara, que saiu do gol para fazer a defesa, mas soltou a bola nos pés de um atleta da casa, que marcaria o segundo gol… Porém, o zagueiro e capitão de Guiné, Kamil Zayatte, do Sheffield Wednesday (Inglaterra), saltou e colocou a mão na bola, no que o árbitro etíope Tessema Bamlak marcou pênalti e o expulsou! Aboutrika converteu a penalidade e colocou o Egito na frente!

Esperava-se que agora os anfitriões dominassem a partida, mas não foi o que aconteceu. Num contra-ataque mortal, o meia Seydouba Soumah, do Slovan Bratislava (Eslováquia), recebeu lindo lançamento longo, fugiu da marcação de El Abd e tocou na saída de Ekramy, igualando o jogo para os visitantes!

Mesmo com o susto, o Egito continuou no ataque e foi premiado nos minutos derradeiros… Aos 38, Aboutrika recebeu passe dentro da área e estava de costas para o gol, mas utilizou o calcanhar de maneira sensacional, entregando a bola para o atacante Mohamed Salah, do Basel (Suiça). Ele ainda driblou Yattara com tranquilidade e mandou para as redes! Egito 3 a 2!

A três minutos do fim do tempo regulamentar, Aboutrika mais uma vez apareceu lindamente dentro da área e serviu o atacante Amr Zaki, do Al Salmiya (Kuwait), que apareceu de frente para o goleiro de Guiné, tocando ao seu lado, dentro das redes dos visitantes! Egito 4 a 2 em Guiné, PLACAR FINAL!

Local: estádio El Gouna (12 mil lugares)

Gols: Adam El Abd/GUI [contra] (4’|1º), Hossam Ghaly/EGI (38’|1º), Mohamed Aboutrika/EGI (6’|2º), Seydouba Soumah/GUI (12’|2º), Mohamed Salah/EGI (38’|2º) e Amr Zaki/EGI (42’|2º)

Imagem de Amostra do You Tube

Classificação

Melhor campanha da segunda fase das eliminatórias, o Egito, que não disputa a Copa do Mundo desde a edição de 1990, somou 18 pontos em seis rodadas, com 16 gols marcados e sete contra. Guiné foi a segunda colocada do Grupo G, com dez pontos, enquanto Moçambique teve três e o lanterna Zimbébue ficou com dois pontos.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede