Serra Leoa derrota Guiné Equatorial e deixa lanterna para adversário

Num confronto pelo Grupo B das Eliminatórias Africanas, Serra Leoa e Guiné Equatorial não disputavam a classificação, que estava entre tunisianos e cabo-verdianos, mas apenas quem não ficaria com a vexamosa lanterna da chave. Os serra-leoninos jogariam em casa e estavam três pontos à frente, mas a provável baixa do capitão do time, o meia Ibrahim Kargbo, do Brussels (Bélgica), foi sentida – no fim, ele entrou em campo.

Por outro lado, Serra Leoa poderia contar com o meia Rodney Strasser, atualmente no Genoa (Itália), mas que foi revelado na base do Milan, além do meia-atacante Hassan Sesay, do MyPA (Finlândia), este último não sendo utilizado por opção do técnico norte-irlandês Johnny McKinstry, de apenas 28 anos!

Porém, para o técnico contar com todos os 20 atletas que atuam no exterior, havia custos, como bem disse o ministro dos Esportes nacional, Ishmael Al-Sankoh Conteh: “O ministério tem a responsabilidade de providenciar, em cada convocação, passagens aéreas, diárias e contas do hotel, bônus por vitórias nos jogos e outras coisas, cerca de 2 mil dólares para cada jogador”.

A intenção era vencer para melhorar no Ranking FIFA, mas sem problemas extra-campo, como os que ocorreram no jogo contra a Tunísia. Sem muitos patrocinadores, a federação  local divulgou que a camisa de Serra Leoa levaria a logomarca da Puma, provável fornecedora de material esportivo para as seleções de base e principal do país no futuro.

No lado dos visitantes, o alto número de naturalizações, inclusive de brasileiros, como Danilo (Alecrim de Natal) e Jônatas Obina (Mixto do Mato Grosso), estava presente –  nenhum dos dois entrou em campo.

Serra Leoa 3×2 Guiné Equatorial

Com o apoio dos torcedores locais, Serra Leoa inaugurou o placar aos 21 minutos do primeiro tempo, com o meia Moustapha Bangoura, do AEK Larnaca (Chipre). Aos 40 minutos, Ibrahim Kargbo superou o goleiro Carlos Bejarano, do Independiente Medellín (Colômbia), convertendo cobrança de pênalti.

Na etapa final, aos 25 minutos, Serra Leoa aumentou a vantagem para 3 a 0, em gol anotado pelo atacante Alhassan Kamara, do Örebro (Suécia). Nos minutos derradeiros da partida, os donos da casa relaxaram e permitiram um início de reação de Guiné Equatorial. Aos 42 minutos, o melhor jogador do time, o meia Juvenal, do Vilanova (Espanha), diminuiu para os visitantes, que dois minutos mais tarde marcariam mais um, com o atacante Iván Bolado, do Racing Santander (Espanha).

Local: estádio Nacional de Freetown (45 mil lugares)

Gols: Moustapha Bngoura/SRL (21’|1º), Ibrahim Kargbo/SRL (40’|1º), Alhassan Kamara/SRL (25’|2º), Juvenal/GEQ (42’|2º) e Iván Bolado/GEQ (44’|2º)

Classificação

Com a vitória, apenas a segunda em oito jogos, Serra Leoa terminou o Grupo B da terceira posição, com oito pontos, enquanto Guiné Equatorial segurou a lanterna, com dois. A líder foi a Tunísia, com 14 pontos, cinco de vantagem para Cabo Verde.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede