Paragominas paga o preço de ter jogado a Série D 2013

O Paragominas, fundado em 6 de março de 2012, surpreendeu a todos no Campeonato Paraense do ano seguinte ao ganhar o segundo turno e jogar a final do estadual contra o Paysandu. O vice-campeonato levou a equipe do interior ao Campeonato Brasileiro Série D, mas muitos problemas atrapalharam a campanha.

Além dos salários atrasados e greve dos jogadores, o time ainda foi punido com perda de pontos por ter escalado atleta irregular, o que minou a classificação do Paragominas às oitavas de final, conquistada dentro de campo. A decepção em 2013 trouxe duros reveses ao clube, que sofreu em 2014 de dificuldades provenientes do ano anterior…

Finanças minguadas

No início de outubro de 2013, divergências políticas resultaram na saída do presidente Jorge Formiga. Enquanto procurava outro mandatário, o Paragominas tinha de arrumar um jeito de pagar dívida de R$ 1,1 milhão (60% do valor em salários), extraída durante a Série D.

Por esta razão que o escolhido para a função, Laércio Rossoni, comemorou o embate diante do Remo, pela Copa Verde, possibilidade de ganhar dinheiro com o público do adversário. Além do torneio regional, o Paragominas jogaria o estadual e a Copa do Brasil e para isso estava treinando desde 15 de outubro, com 15 jogadores.

O foco do técnico Cacaio era o Campeonato Paraense, que dá vaga à quarta divisão nacional e talvez por isso o Remo tenha vencido os dois jogos (6 a 3 no agregado). No estadual, o time começou mal – é verdade que empatou com o Paysandu –, vencendo pela primeira vez apenas na quarta rodada.

A grande contratação da equipe foi o lateral-esquerdo Leandro Smith, 33 anos, ex-Goiás e Atlético Mineiro, mas ele não ajudou muito. Aos trancos e barrancos, o Paragominas tentava ficar com uma das quatro vagas e a uma rodada do fim chegou a ter sete pontos, um atrás do São Francisco, o quarto colocado.

A vitória diante do Remo colocou a equipe na quarta posição, com dez pontos, dois acima dos adversários. Nas semifinais, o Paragominas encarou o Paysandu e empatou duas vezes, perdendo a vaga por ter campanha inferior ao oponente.

Eliminação precoce

A queda no primeiro turno obrigou o Paragominas a ir bem no segundo, se quisesse vaga na Série D 2014. Porém, o time começou muito mal, com três derrotas e na lanterna. Para piorar, Weller deixou o elenco rumo ao Cartaginés (Costa Rica), por conta dos problemas financeiros.

Segundo a diretoria, os atrasos de salários eram de 12 dias e os jogadores fizeram greve durante quatro dias, o que culminou no pedido de demissão de Cacaio. Cristiano Tiririca atuou em um jogo e pediu para deixar o Paragominas, provavelmente fugindo da incerteza financeira. Uma fonte do globoesporte chegou a falar em cinco meses sem salários – para os atletas de 2013 –, enquanto o clube alegava não ter recebido cotas de participação dos torneios.

A confusão extra-campo atrapalhou muito a campanha do Paragominas e o técnico Flávio Goiano tinha a missão de melhorar o rendimento da equipe nas rodadas finais. Mas o início de trabalho foi péssimo, com derrotas para Cametá e Paysandu, este último com dez atletas poupados!

Futuro complicado

Quando tudo parecia perdido, duas vitórias contra adversários que seriam rebaixados (Gavião e Santa Cruz) deram alguma esperança de classificação ao Paragominas, mas logo ela se esvaiu. Com duas derrotas nos jogos finais, o time somou apenas seis pontos, ficando cinco atrás do quarto colocado São Francisco.

Assim que a temporada terminou, a diretoria do Paragominas começou a demitir alguns atletas e deve emprestar os de contrato mais longo, como o atacante Aleílson, que tem vínculo até o fim de 2016. Sem calendário em 2014, resta ao Paragominas arrumar um jeito de pagar as dívidas e não deixar as finanças interferirem tanto no time em campo. Vai ser difícil…

Informações

- Um bom projeto que o Paragominas economizar é investir na formação de novos talentos. O clube fundou uma escolinha e 200 crianças se inscreveram, com fila de espera de 500. Os times sub-15 e sub-17 devem participar do estadual da categoria e a intenção é também tirar os jovens das drogas.

- O presidente Laércio Rossoni foi categórico sobre o confronto diante do ASA de Arapiraca, pela Copa do Brasil: “O Paragominas vai disputar e não passear pelo Brasil. Quero mostrar ao país que no Pará tem futebol e não apenas Remo e Paysandu. Essa competição vale uma vaga na Libertadores e esse sonho, para se tornar realidade, tem que ser conquistado por este caminho”. Entretanto, o adversário fez 4 a 0 e eliminou o jogo da volta, com toda a tranquilidade.

Jogos Paragominas em 2014

1º Turno

12/01 | Paragominas 0×0 Independente

16/01 | Cametá 1×0 Paragominas

19/01 | Paragominas 2×2 Paysandu

22/01 | Santa Cruz 1×2 Paragominas

26/01 | Gavião 1×1 Paragominas

29/01 | Paragominas 3×3 São Francisco

02/02 | Paragominas 1×0 Remo

Semifinais 1º Turno

05/02 | Paragominas 1×1 Paysandu

08/02 | Paysandu 2×2 Paragominas

13/02 | Paragominas 1×2 Remo [Copa Verde]

20/02 | Remo 4×2 Paragominas [Copa Verde]

2º Turno

06/03 | Independente 2×1 Paragominas

15/03 | Paragominas 2×2 Cametá

19/03 | Paysandu 2×0 Paragominas

26/03 | Paragominas 2×1 Santa Cruz

29/03 | Paragominas 1×0 Gavião

02/04 | Paragominas 0×4 ASA [Copa do Brasil]

06/04 | São Francisco 2×1 Paragominas

13/04 | Remo 2×1 Paragominas

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede