Austrália na Copa do Mundo 2014 [Perfil]

Outras seleções

Grupo A: Brasil Croácia | Camarões |  México

Grupo B: Espanha | Holanda | Chile

Grupo C: ColômbiaGrécia | Costa do Marfim | Japão

Grupo D: Uruguai | Costa RicaInglaterra | Itália

Grupo E: Suiça |EquadorFrança | Honduras

Grupo F: Argentina | Bósnia | Irã | Nigéria

Grupo G: AlemanhaPortugal | Gana | Estados Unidos

Grupo H: Bélgica | Argélia | Rússia | Coreia do Sul

A campanha

Os australianos fizeram muito bem mesmo ao passarem a disputar as Eliminatórias Asiáticas. Em 2014, a equipe começou a campanha na terceira fase, participando do Grupo D, que ainda tinha Arábia Saudita, Tailândia e Omã. Esperava-se que a principal disputa fosse entre australianos e a sauditas, mas o adversário foi muito mal e nem se classficiou à fase seguinte.

Sem adversários à altura, a Austrália dominou a chave, perdendo apenas um jogo, para Omã (1 a 0), no calor na capital Muscat. Na fase final, a equipe teve mais dificuldades no Grupo B, ao lado de Japão, Jordânia, Omã e Iraque. A campanha começou muito mal, com dois empates e uma derrota, o que custou o cargo do técnico alemão Olger Osiek.

O jovem Ange Postecoglou, ex-comandante das seleções sub-17 e sub-20, assumiu o time na esperança de levá-lo à Copa do Mundo, e conseguiu. Mas não foi tão fácil… A Jordânia brigou com os australianos pela segunda vaga direta, chegando a ficar à frente. Porém, no confronto direto, a Austrália venceu por 4 a 0 e confirmou a vaga com 13 pontos, três a mais que o adversário.

A tabela da Copa do Mundo 2014

Frases importantes

Ange Postecoglou, técnico, 48 anos

“Todos os meus sonhos de criança parecem patéticos se comparados ao que tenho hoje. Estou no comando da seleção de meu país e vamos para a Copa do Mundo no Brasil. É surreal. Quando olho para trás, vejo que dei tudo de mim em cada trabalho, e não posso dizer o que vai acontecer daqui a cinco, seis anos. A experiência de estar numa Copa do Mundo é maravilhosa, e se você não curte o dia a dia, está na profissão errada”

“Os australianos têm a tendência de se unir na adversidade, especialmente no esporte. E eles nunca desistem. Acreditamos em nossa habilidade para vencer qualquer um, e a coisa mais importante ao fazer parte de um grande torneio é melhorar. Temos de acreditar em nosso potencial e é isso que precisamos para nos aproximarmos dos objetivos”

Curiosidade nº 1: a seleção australiana mudou muito nos últimos ciclos mundiais. Se em 2006 o time teve Mark Schwarzer (33), Lucas Neill (28), Tim Cahill (26), Brett Emerton (27), Mark Viduka (30), Harry Kewell (27), John Aloisi (30) e Mark Bresciano (26), em 2014 apenas Tim Cahill (34) e em menor escala Matt McKay, de 31, são os mais experientes. A geração de ouro acabou e a Austrália tenta se renovar, o que também ocorreu no cargo de técnico.

Curiosidade nº2: os jogadores da Austrália pediram camas de 2m x 2m no hotel em Vitória, no Espírito Santo, além de seis travesseiros e quatro toalhas por apartamento individual. O elenco vem sofrendo para se adaptar ao calor capixaba. Deve ser por isso o tanto de toalhas…

A seleção

Estreia oficial: Nova Zelândia 3×1 Austrália (17 junho/1922)

Maior goleada a favor: Austrália 31×0 Samoa Americana (11 abril/2001)

Maior goleada contra: Austrália 0×8 África do Sul (17 setembro/1955)

Participações em Copa do Mundo: 4 (1974, 2006, 2010 e 2014)

Melhor resultado: oitavas de final (2006)

Jogos em Mundiais: 10 partidas (2v, 3e, 5d), com 8 gols marcados e 17 sofridos

Os adversários

Holanda: 1 vitória e 2 empates | último: [E] 0×0 (10 outubro/2009)

Espanha: nunca se enfrentaram

Chile: 1 vitória, 1 empate e 3 derrotas | último: [D] 1×2 (9 fevereiro/2000)

O time

Média de idade: 25,7 anos

Os caseiros: Ivan Franjic (Brisbane Roar), Mark Milligan (Melbourne Victory), Matthew Spiranovic (Western Sydney), Adam Taggart (Newcastle Jets), Matt McKay (Brisbane Roar) e Eugene Galekovic (Adelaide United) – 26% do elenco

Países dos “estrangeiros”: Alemanha (3), Inglaterra (3), Suiça (2), Holanda (2), Bélgica (1), Estados Unidos (1), Áustria (1), China (1), Coreia do Sul (1), Catar (1) e Itália (1)

Jogos em Copas: Tim Cahill (6), Mark Bresciano (6) e Mile Jedinak (1)

Gols em Copas: Tim Cahill (3)

Mais convocações: Mark Bresciano (73 partidas)

Menos convocações: Bailey Wright (nenhuma partida)

Times que mais revelaram: Brisbane Roar (2), Northern Spirit (2) e Bulleen Lions (2)

Jogos em 2014

05/03 | Austrália 3×4 Equador

26/05 | Austrália 1×1 África do Sul

06/06 | Croácia x Austrália

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede