Estados Unidos na Copa do Mundo 2014 [Perfil]

Outras seleções

Grupo A: Brasil Croácia | Camarões |  México

Grupo B: Espanha | Holanda | Chile | Austrália

Grupo C: Colômbia | Grécia | Costa do Marfim | Japão

Grupo D: Uruguai | Costa Rica | Inglaterra | Itália

Grupo E: Suiça | Equador | França | Honduras

Grupo F: Argentina | Bósnia | Irã | Nigéria

Grupo G: Alemanha | Portugal | Gana

Grupo H: Bélgica | Argélia | Rússia | Coreia do Sul

A campanha

A história dos Estados Unidos nas Eliminatórias Concacaf para a Copa do Mundo 2014 começou na segunda fase. A equipe ficou no Grupo A, ao lado de Guatemala, Jamaica e Antígua & Barbuda, e se previa ser fácil de liderar ao final das seis rodadas.

A campanha começou com vitória sobre os antiguanos, mas logo os estadunidenses empataram com Guatemala (1 a 1) e perderam para a Jamaica (2 a 1), ambos fora de casa. Após quatro os jogos, os três dividiam a liderança com sete pontos e os Estados Unidos assumiram a ponta com duas vitórias, somando 13 pontos, contra dez de Jamaica e Guatemala.

Na fase final, a equipe começou com derrota para Honduras, mas se recuperou ao vencer dois jogos e empatar com o México, nos domínios do adversário. Os estadunidenses lideravam o Hexagonal Final com 13 pontos, dois a mais que a Costa Rica, mas perderam no confronto direto e ficaram no segundo lugar, um ponto atrás.

Sem problemas para os Estados Unidos, que venceram os três jogos finais e alcançaram a primeira posição das eliminatórias, com 22 pontos em dez rodadas, quatro a mais que a Costa Rica. Classificação bem tranquila.

A tabela da Copa do Mundo 2014

Frases importantes

Jürgen Klinsmann, técnico, 49 anos

“No futebol, você precisa ter jogadores especiais para conseguir grandes resultados. Se você não os tiver, deve encontrar um jeito de compensar isso, trabalhando o sistema coletivo e tendo mentalidade vencedora. Estamos evoluindo e os estadunidenses sempre querem ser o primeiro. É claro que ainda estamos longe do topo, mas o futebol nos Estados Unidos vem crescendo”

“A nossa ambição é alcançar as semifinais da Copa do Mundo e não interessa quem vamos enfrentar. Sempre damos 1000% e, mesmo que encaremos times mais fortes, não vamos sentar e ver o que acontece. Temos que provar no Brasil 2014 que estamos evoluindo e melhorando. O primeiro objetivo é passar de fase”

Curiosidade nº1: Jürgen Klismann está no comando dos Estados Unidos desde 2011 e vai ficar por mais tempo à frente da seleção. Em dezembro de 2013, o treinador alemão renovou seu contrato até a Copa do Mundo 2018. O presidente da federação estadunidense, Sunil Gulati, justificou a decisão: “Uma das razões de termos contratado Klismann foi para avançar o nosso programa, e estamos vendo que as metas estão sendo alcançadas dentro e fora de campo. Nos últimos dois anos ele construiu uma base forte”.

Curiosidade nº2: o atacante Landon Donovan, 32 anos, defende a seleção desde 2000 e tem 156 partidas (o segundo no quesito, oito atrás de Cobi Jones) e 57 gols (líder no quesito, 20 à frente de Clint Dempesey). Mas ele foi preterido na lista final: “Estou desapontado, pois queria disputar mais uma Copa do Mundo. Sinto que merecia estar no Brasil e está sendo difícil aceitar. Passei a maior parte da minha vida me dedicando ao esporte e representando meu país”. Klismann justificou: “Os outros atacantes estão um pouco à frente dele em algumas áreas e por isso deixei Donovan de fora. Ele fez tudo certo e não foi fácil tomar a decisão”.

Curiosidade nº3: Benny Feilhaber é um meia que defende o Sporting Kansas City e esteve na Copa do Mundo 2010. Aos 29 anos, o atleta esperava jogar o Mundial em casa, já que nasceu no Rio de Janeiro. Porém, mesmo defendendo a seleção desde 2007 (41 jogos, com dois gols), Benny Feilhaber foi deixado de fora por Jürgen Klismann.

A seleção

Estreia oficial: Suécia 2×3 Estados Unidos (20 agosto/1920)

Maior goleada a favor: Estados Unidos 8×0 Barbados (15 junho/2008)

Maior goleada contra: Noruega 11×0 Estados Unidos (6 agosto/1948)

Participações em Copa do Mundo: 10 edições (1930, 1934, 1950, 1990, 1994, 1998, 2002, 2006, 2010 e 2014)

Melhor resultado: semifinais (1930)

Jogos em Mundiais: 29 partidas (7v, 5e, 17d), com 32 gols a favor e 56 contra

Os adversários

Alemanha: 3 vitórias e 6 derrotas | último: 4×3 (2 junho/2013)

Portugal: 2 vitórias, 1 empate e 2 derrotas | último: 3×2 (5 junho/2002)

Gana: 4 derrotas | último: 1×2 (26 junho/2010)

O time

Média de idade: 27,2 anos

Os caseiros: DeAndre Yedlin (Seatlle Sounders), Omar Gonzalez (Los Angeles Galaxy), Matt Besler (Sporting Kansas City), Clint Dempsey (Seattle Sounders), Brad Davis (Houston Dynamo), Kyle Beckerman (Real Salt Lake), Chris Wondolowski (San Jose Earthquakes), Graham Zusi  (Sporting Kansas City) e Nick Rimando (Real Salt Lake) – 9  jogadores, ou 39,1%

Países dos “estrangeiros”: Inglaterra (4), Alemanha (4), México (1), Holanda (1), Noruega (1), França (1), Turquia (1) e Canadá (1)

Jogos em Copas: DaMarcus Beasley (7), Clint Dempsey (6), Tim Howard (4), Michael Bradley (4) e Jozy Altidore (4)

Gols em Copas: Clint Dempsey  (2) e Michael Bradley (1)

Mais convocações: DaMarcus Beasley (116 partidas)

Menos convocações: Julian Green (duas partidas)

Times que mais revelaram: New York Red Bulls (2), Los Angeles Galaxy (2), Sporting Kansas City (2), Eintracht Frankfurt (2) e Miami Fusion (2)

Jogos em 2014

01/02 | Estados Unidos 2×0 Coreia do Sul

05/03 | Ucrânia 2×0 Estados Unidos

02/04 | Estados Unidos 2×2 México

27/05 | Estados Unidos 2×0 Azerbaijão

01/06 | Estados Unidos 2×1 Turquia

07/06 | Estados Unidos 2×1 Nigéria

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede