Jogos Inesquecíveis na Copa do Mundo [Brasil x México]

Após estrearem com vitórias sobre Croácia e Camarões, Brasil e México abrem a segunda rodada da Copa do Mundo 2014 em Fortaleza, às 16h. Se nos últimos confrontos os mexicanos têm sido adversários indigestos, o histórico em Mundiais conta a nosso favor. Em três partidas, o Brasil soma três vitórias com 11 gols marcados e nenhum sofrido. A de melhor recordação aconteceu no em 1962, ano do bicampeonato.

Se hoje Neymar é a grande estrela apesar de jovem, Oscar é um coadjuvante capaz de roubar a cena e Marcelo é um dos melhores, se não o melhor, lateral do mundo, na Copa do Chile a equipe era mais encantadora. Pelé era a estrela da seleção Canarinho, mas foi Garrincha que roubou o status de melhor jogador daquela edição. Além da dupla, Nilton Santos, lateral esquerdo e apelidado de Encicoplédia do Futebol, Didi, o Folha Seca, Zagallo, o Velho Lobo, Vavá e outros formavam o selecionado que bateu o México por 2 a 0 em Viña Del Mar, pela primeira rodada. Os gols só saíram no segundo tempo. Zagallo abriu o placar aos dez minutos e Pelé sacramentou a vitória aos 27.

O placar retrata o que foi o jogo. Cerca de 10.500 torcedores viram o Brasil fazer uma partida tranquila e segura. Bem postado em campo, não sofreu sustos. Um bom saldo para a estreia, que é sempre um jogo nervoso.

Brasil | México

Imagem de Amostra do You Tube

Os confrontos

Retrospecto geral: 21 vitórias do Brasil, 6 empates e 10 vitórias do México
Em Mundiais: 3 vitórias do Brasil

Os times

Brasil: Gilmar, Djalma Santos, Mauro, Zózimo e Nilton Santos; Zito e Didi; Pelé, Vavá, Garrincha e Zagallo. [Técnico] Aymoré Moreira

México: Antonio Carbajal, Jesus Del Muro, Raul Cardenas e Guillermo Sepulveda; José Villegas, Salvador Reyes e Pedro Najera; Alfredo Del Aguila, Hector Hernandez, Isidoro Diaz e Antonio Jasso. [Técnico] Ignacio Trellez

Curiosidades

- O goleiro mexicano Antonio Carbajal, ao lado do também goleiro Gianluigi Buffon e do volante alemão Lothar Matthäus, é recordista de participações em Copa, com cinco no total. Pelo lado brasileiro, Nilton Santos disputava o seu quarto Mundial com 37 anos.

- O placar de 2 a 0 em 1962 foi o menor entre Brasil e México em Copas do Mundo. Em 24 de junho de 1950, o Brasil também encarou os mexicanos e goleou por 4 a 0, com mais de 80 mil espectadores no Maracanã, na estreia de ambos naquele Mundial. Quatro anos mais tarde, na Suiça 1954, as duas seleções voltaram a se enfrentar e o Brasil foi ainda melhor: 5 a 0 no estádio Charmilles, em Genebra, novamente na estreia das equipes na competição.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede