Jogos Inesquecíveis na Copa do Mundo [Chile x Austrália]

O último jogo do dia talvez seja do qual menos se espera uma zebra. Chile e Austrália entram em campo às 19h, em Cuiabá, na Arena Pantanal. Para os chilenos, embora preguem respeito perante os jornalistas, outro resultado que não seja uma vitória diante da equipe mais fraca do grupo e talvez de todo o mundial, será uma catástrofe.

O grande interesse da equipe de Jorge Sampaoli é o saldo de gols. Os chilenos creem que podem ao menos empatar com a renovada e inexperiente seleção holandesa e garantir a segunda vaga do grupo, atrás da atual campeã Espanha. Para os Socceroos, a missão é ser eliminada com honra e não ter a defesa mais vazada da Copa.

Mas se hoje, os três pontos já estão na conta dos chilenos previamente, na Copa do Mundo 1974, na Alemanha, a história foi diferente. No único confronto em Mundiais, Chile e Austrália ficaram no 0 a 0. E a Austrália ainda segurou o jogo, mesmo tendo Ray Richards expulso. Placar que o torcedor chileno e brasileiro espera que não se repita.

Imagem de Amostra do You Tube

Chile | Austrália

Retrospecto geral: 3 vitórias do Chile e 1 empate
Em Mundiais: 1 empate

Os times

Chile: Leopoldo Vallejos, Elias Figueroa, Alberto Quintano , Antonio Arias e Rolando Garcia; Guillermo ‘’Loco’’ Paez, Francisco Valdés e Carlos Reinoso ; Sergio Ahumada, Leonardo Véliz e Carlos Caszely. [Técnico] Luis Alamos

Austrália: Jack Rielly, Douglas Utjesenovic, Manfred Schafer, Peter Wilson e Colin Curran; Jim Mackay, Jim Rooney e Ray Richards; Adrian Alston, Branko Buljevic e Attila Abonyi. [Técnico] Rale Rasic

Curiosidades

Na Copa da Alemanha 1974, da equipe de 22 jogadores chilenos, 17 atuavam no país sul-americano, com cinco atuando fora do Chile. Atualmente, o número desta edição se inverteu. Dos 23 convocados por Sampaoli, apenas cinco estão no futebol chileno.

Em 1974, o único atleta que defendia uma equipe brasileira era o zagueiro e eterno ídolo do Internacional, Elias Figueroa. Nesta edição, o time de Porto Alegre ainda tem um representante na seleção chilena: o meia Charles Aránguiz, mas não é só ele. Jorge Valdivia tenta recuperar os tempos de magia com a camisa 10 do Palmeiras e Eugenio Mena se esforça para que o torcedor santista não sinta saudades de Léo.

Já os australianos, no primeiro confronto contra os chilenos, eram formados integralmente por jogadores atuando no país da Oceania. Hoje, o cenário é diferente. Apenas seis disputam o fraco campeonato da terra natal.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede