Jogos Inesquecíveis na Copa do Mundo [Espanha x Chile]

Hoje, 18 de junho de 2014, o estádio do Maracanã recebe seu segundo jogo da Copa do Mundo de 2014. Às 16 horas, Espanha e Chile se enfrentam pela segunda rodada do Grupo B. Vindo de uma goleada sofrida por 5 a 1 na estreia, diante da Holanda, os espanhóis, atuais campeões mundiais, necessitam vencer para se reerguerem na competição. Já os chilenos, que superaram na estreia a Austrália por 3 a 1, podem fazer história eliminando a Espanha, com uma vitória logo mais no Maracanã, estádio este que abrigou o primeiro duelo entre as duas seleções. Foi há 64 anos, na Copa do Mundo de 1950.

Ao todo são dez jogos disputados entre Espanha e Chile ao longo de história e a equipe sul-americana nunca conseguiu vencer os europeus. O último duelo entre as equipes aconteceu ano passado, em um amistoso na Suiça. Com dois gols de Eduardo Vargas, ex-Grêmio, os chilenos estiveram perto da vitória, mas deixaram escapar nos acréscimos, graças ao gol de Jesus Navas, que decretou o empate em 2 a 2.

Na Copa do Mundo da África do Sul, espanhóis e chilenos se enfrentaram também na fase de grupos. Na última rodada do Grupo H, a Espanha venceu por 2 a 1, gols de Davi Villa e Andrés Iniesta (Rodrigo Millar descontou para o Chile). Com o resultado, a Espanha passou em primeiro lugar e o Chile em segundo. Na fase final, os espanhóis acabaram se sagrando campeões, enquanto o chilenos caíram nas oitavas, diante do Brasil.

Apesar de distante, o grande jogo entre as equipes aconteceu mesmo no Mundial 1950. Pela segunda rodada do Grupo 2, um público de apenas 19.790 torcedores presenciou a primeira grande atuação de um goleiro no recém-inaugurado estádio do Maracanã. Antonio Ramallets, que não havia jogado o primeiro jogo, fazia sua estreia e mal sabia ele que sairia daquela partida com um apelido a carregar para o resto da vida.

A Espanha, favorita para conseguir a vitória, partiu pra cima desde o começo do jogo. Mas, sem se preocupar com a defesa, dava muito espaço para equipe chilena. Aos 17 minutos, já após algumas defesas de Ramallets, os espanhóis abriram o placar com Basora. Espanha 1 a 0. Os chilenos buscavam de qualquer maneira o empate, liderados por George Robledo, mas paravam nas defesas espetaculares de Ramallets, que era ovacionado pelos torcedores presentes.

Aos 30 minutos, em um contr-ataque, Telmo Zarra, maior ídolo da história do Athletic Bilbao, ampliou o marcador para Espanha, 2 a 0. No segundo tempo, a equipe chilena continuou atacando e parando nas defesas de Ramallets e em duas intervenções em cima da linha de Jose Gonzalvo II. Ao final da partida, Ramallets recebeu o apelido El Gato de Maracanã, por sua atuação memorável. Apelido que ele carregou até sua morte, em julho do ano passado.

Espanha | Chile

Imagem de Amostra do You Tube

 Os confrontos

Restropecto geral: 8 vitórias da Espanha e 2 empates

Em Mundias: 2 vitórias da Espanha

Os times [1950]

Espanha: Ramallets, Alonzo, Parra, Jose Gonzalvo, Mariano Gonzalvo, Puchades, Basora, Panizo, Zarra, Igoa e Gainza [Técnico] Guillermo Eizaguirre

Chile: Livingstone, Farias, Roldan, Alvarez, Busquets, Carvallo, Prieto, Cremaschi, Robledo, Muñoz e Díaz [Técnico] Arturo Bucciardi

Curiosidades

- Telmo Zarra, autor do segundo gol da partida, é até hoje o maior artilheiro da história da liga espanhola, com 253 gols, e o maior artilheiro da Copa do Rei, com 81 gols.

- O árbitro daquele jogo foi o brasileiro Alberto da Gama Malcher, conhecido por ser o primeiro árbitro a expulsar Pelé.

- Dois irmãos atuaram pela Espanha naquele jogo: o meia Mariano Gonzalvo III e o volante Jose Gonzalvo II, ambos do Barcelona. O outro irmão, Juli Gonzalvo I, encerrou sua carreira em 1946 e nunca atuou pela seleção.

- O chileno George Robledo, na temporada 1951/52, se tornou o primeiro artilheiro da liga inglesa que não tinha origem britânica, defendendo as cores do Newcastle.

- Além de Ramallets, outro grande goleiro atuou naquele partida. Sergio Livingstone, conhecido como Sapito, é considerado o maior goleiro da história do futebol chileno.

Seis jogadores que disputaram aquela partida ainda estão vivos:

[Espanha] José Parra, zagueiro que marcou época no Espanyol, conhecido por sua elegância em campo [88 anos]

[Chile] Arturo Farias, zagueiro que jogou dez temporadas no Colo Colo e atuava como half policia, nome dado ao zagueiro que saía pro jogo, o atual líbero [86 anos]

[Chile] Manuel Munoz, atacante que também atuou por dez temporadas no Colo Colo, e por tamanha identificação, era conhecido pelo próprio nome da equipe: Colo Colo [86 anos]

[Chile] Andres Prieto, atacante, que chegou a atuar com José Parra no Espanyol, entre 1953 e 1955 [85 anos]

[Chile] Manuel Alvarez, considerado o maior lateral da história da Universid Católica [86 anos]

[Chile] Fernando Roldan, zagueiro que atuava na Universid Católica, ao lado de Manuel Alvarez, Andres Prieto e Sergio Livingstone [92 anos]

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede