Uruguai na Copa do Mundo 2014 [Perfil]

Outras seleções

Grupo A: Brasil Croácia | Camarões |  México

Grupo B: Espanha | Holanda | Chile | Austrália

Grupo C: Colômbia | Grécia | Costa do Marfim | Japão

Grupo D: Costa RicaInglaterra | Itália

Grupo E: SuiçaEquadorFrança | Honduras

Grupo F: Argentina | Bósnia | Irã | Nigéria

Grupo G: AlemanhaPortugal | Gana | Estados Unidos

Grupo H: Bélgica | Argélia | Rússia | Coreia do Sul

A campanha

Como sempre, a vida do Uruguai nas Eliminatórias Sul Americanas foi bastante conturbada, cheia de altos e baixos. A equipe até começou bem, ficando na liderança da competição, graças aos 4 a 0 diante do Chile. Entretanto, depois da sexta rodada (vitória de 4 a 2 sobre o Peru), os uruguaios caíram bastante de produção…

Levaram de 4 a 0 da Colômbia, empataram em 1 a 1 com a Venezuela, em casa, e ainda foram derrotados duas vezes seguidas, por Argentina (3 a 0) e Bolívia (4 a 1). A disputa pela vaga direta estava entre Uruguai, Chile e Equador, e quem perdesse ficaria com a vaga na repescagem.

O empate diante do Paraguai (1 a 1), em casa, com o adversário vivendo crise, e a derrota no confronto direto com os chilenos (2 a 0), deixaram o Uruguai fora até da quinta posição, brigando com o sexto colocado, o Peru. Mas aí houve a recuperação incrível…

Vitórias sobre Venezuela, Peru (ambos fora de casa) e Colômbia (em Montevidéu), alçaram o Uruguai a 22 pontos, com possibilidade de classificação direta à Copa do Mundo. Só que o revés contra o Equador tirou a vaga dos uruguaios, que ficaram mesmo no quinto lugar, com os mesmos 25 pontos dos equatorianos.

Na repescagem internacional, o Uruguai passeou diante da Jordânia, que não ofereceu nenhum perigo aos sul-americanos. Fora de casa, os uruguaios golearam por 5 a 0 e nem precisaram se esforçar tanto em Montevidéu, terminando a partida sem gols.

A tabela da Copa do Mundo 2014

Frases importantes

Óscar Tabárez, técnico, 67 anos

“Antes, fomos sem a experiência que os anos nos dão. Depois, fomos com mais ideias. E agora vou com muito mais experiência. Em 1990, ficava me queixando do pouco tempo de trabalho. Agora, a primeira coisa que faço é ver quanto tempo tem disponível, o que podemos adiantar e mergulhar fundo no que realmente é importante, tirando o que pode ser muito bonito, mas supérfluo. Como treinador, me sinto um pouco melhor do que nas vezes anteriores”

“Chegamos com um pouco mais de experiência. Mas é um campeonato novo. Nunca sabemos o que vai acontecer. Tivemos quatro anos a mais de experiência e de convivência. A união do grupo será um ingrediente muito importante. Hoje tenho alguma ideia do que é o Mundial. É uma grande satisfação para mim e sigo me surpreendendo por coisas que sequer tinha imaginado na minha vida antes de ser treinador”

Diego Forlán, atacante do Cerezo Osaka, 35 anos

“Quero agradecer a J League e ao governo japonês pela chance de jogar neste país. O Campeonato Japonês é forte e crio que será um ótimo lugar para eu me preparar visando à Copa do Mundo”

A seleção

Estreia oficial: Uruguai 2×3 Argentina (16 maio/1901)

Maior goleada a favor: Uruguai 9×0 Bolívia (9 novembro/1927)

Maior goleada contra: Uruguai 0×6 Argentina (20 julho/1902)

Participações em Copa do Mundo: 12 edições (1930, 1950, 1954, 1962, 1966, 1970, 1974, 1986, 1990, 2002, 2010 e 2014)

Melhor resultado: campeão (1930 e 1950)

Jogos em Mundiais: 47 partidas (18v, 12e, 17d), com 76 gols marcados e 65 contra

Os adversários

Costa Rica: 7 vitórias e 3 empates | último: [E] 1×1 (18 novembro/2009)

Inglaterra: 4 vitórias, 3 empates e 3 derrotas | último: [D] 1×2 (1 março/2006)

Itália: 2 vitórias, 3 empates e 3 derrotas | último: [D] 2×3 (30 junho/2013)

O time

Média de idade: 28 anos

Os caseiros: Sebastián Coates (Nacional) – 4,3% do elenco

Países dos “estrangeiros”: Itália (5), Espanha (4), Brasil (3), Inglaterra (3), Portugal (2), Paraguai (1), Turquia (1), México (1), França (1) e Japão (1)

Jogos em Copas: Diego Forlán (8), Diego Pérez (7), Maxi Pereira (7), Arévalo Ríos (7), Fernando Muslera (7), Diego Lugano (6), Edinson Cavani (6), Luis Suárez (6), Diego Godín (5), Jorge Fucile (5), Álvaro Pereira (5), Walter Gargano (3), Nicolás Lodeiro (3) e Martín Cáceres (2)

Gols em Copas: Diego Forlán (6), Luis Suárez (3), Álvaro Pereira (1), Edinson Cavani (1) e Maxi Pereira (1)

Mais convocações: Diego Forlán (110 partidas)

Menos convocações: Rodrigo Muñoz (nenhuma partida)

Times que mais revelaram: Defensor Sporting (5), Nacional (4), Danubio (4), Peñarol (2) e Atlético Cerro (2)

Jogos em 2014

05/03 | Áustria 1×1 Uruguai

30/05 | Uruguai 1×0 Irlanda do Norte

04/06 | Uruguai 2×0 Eslovênia

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede