Copa do Mundo 2018: jovens promessas [Argentina]

No último dia 13 de agosto, o Plano Tático iniciou Série de Reportagens visando à Copa do Mundo 2018, na Rússia. A intenção ao publicar 12 textos, sendo um por semana, é montar seleções com jogadores que jamais jogaram a Copa do Mundo, com idade até 21 anos e que podem debutar já na próxima edição ou até nas Olimpíadas de 2016. Hoje, a segunda edição prestigia os atuais vice-campeões da Copa do Mundo 2014 e eternos rivais da seleção brasileira! Boa leitura!

Outras seleções

Alemanha | França | Holanda

A seleção

A seca de títulos expressivos persegue os hermanos desde 1993, ano em que ganharam a Copa América. De lá para cá, nossos eternos rivais conquistaram títulos somente nas seleções de base e nas Olimpíadas, além de amargarem vexames em Copas do Mundo. A eliminação ainda na primeira fase em 2002 e o baile sofrido contra a Alemanha, em 2010, numa derrota por 4 a 0, doeram na alma. Mas nada nos últimos anos da história da seleção argentina se compara ao gol do alemão Mario Götze, na final do Mundial do Brasil, no Maracanã, já na prorrogação, que enterrou as chances de os argentinos triunfarem.

Na Copa do Mundo 2014, a Argentina teve o elenco mais velho do torneio, com média de idade de 28,9 anos. Este número liga o alerta na Albiceleste para uma renovação. Se por um lado o futebol argentino anda mal das pernas financeiramente, por outro, os jovens talentos vão cedo para a Europa e amadurecem mais rápido, podendo defender a Argentina já nas próximas eliminatórias.

As promessas da Argentina

Augusto Batalla

Data de nascimento: 30 de abril de 1996 (18 anos)

Clubes: River Plate (2014-atual)

Em 2013/2014: nenhuma partida

Apesar da boa Copa do Mundo de Sergio Romero, que calou grande parte da imprensa, principalmente a argentina, o posto de goleiro da seleção principal nos últimos anos não teve um titular absoluto. Alguns assumiram a camisa 1 e não caíram nas graças dos torcedores. Talvez o último com prestígio foi Pato Abbondazzieri, já aposentado. Diante da inconstância na posição, o surgimento de um talento que possa dominá-la e, acima de tudo, dar tranquilidade ao torcedor, torna-se um dos principais objetivos do técnico Tata Martino.

Augusto Batalla foi o capitão da seleção argentina no Mundial sub-17 e já havia conquistado o Sul-americano da categoria meses antes. O goleiro também disputou o Mundial de Clubes sub-17 em Madrid e venceu a Copa do Atlântico, torneio sub-19 disputado atualmente por quatro seleções nas Ilhas Canárias, em 2014.

No último dia 18 de agosto de 2014, Augusto Batalla foi eliminado pelo Brasil do Torneio Internacional de Cotif sub-20, no qual foi titular. O jogador vai para a sua primeira temporada no profissional dos Millonarios, que contam no elenco atual com Marcelo Barovero (30 anos), titular indiscutível da posição, e Julio Chiarini, de 32. Os experientes goleiros podem contribuir para o amadurecimento de Augusto Batalla, mesmo que a joia não tenha muitas oportunidades. A promessa do River Plate tem como pontos positivos os reflexos, os duelos de um contra um e o posicionamento.

—————————————————————————————-

José Gómez

Data de nascimento: 13 de setembro 1993 (20 anos)

Clubes: Racing Club (2013-atual)

Em 2013/2014: 29 partidas (26 como titular)

Após uma boa temporada de estreia nos profissionais, José Gómez ligou o alerta na diretoria do Racing Club. Jovem, promissor e eleito um dos melhores do clube em 2013/14, não demorou para o jogador receber ofertas europeias. Galatasaray e Udinese apresentaram propostas, mas o lateral pretende ficar na equipe onde foi formado e revelado.

O clube argentino e o representante do atleta discutem a renovação contratual. José Gómez ainda tem mais dois anos e meio de contrato e se destaca pelo poder de marcação, passes e velocidade. O jogador comete pouca faltas e recebeu apenas quatro cartões amarelos desde a chegada à equipe principal.

—————————————————————————————-

Lisandro Magallán

Data de nascimento: 27 de setembro de 1993 (20 anos)

Clubes: Gimnasia y Esgrima (2010-12), Boca Juniors (2012-13), Rosário Central (2013-14), Boca Juniors (2014-atual)

Em 2013/2014: 11 partidas (dez como titular)

Apesar da pouca idade, Lisandro Magallán tem boa rodagem no futebol argentino. Revelado pelo Gimnasia y Esgrima, o defensor atuou em 25 partidas em duas temporadas. O bom desempenho o levou ao maior clube do país. No Boca Juniors, foram 11 jogos, pouco mais de 700 minutos com a camisa xeneize e um cartão vermelho recebido.

Jovem e com potencial, Lisandro Magallán precisava de experiência. Por isso foi emprestado ao Rosario Central, onde voltou a jogar 11 vezes, sendo nove delas como lateral-direito, fora de seu posicionamento de origem. Lisandro Magallán também fez parte do elenco que disputou o Sul-americano sub-20 de 2013 e não conseguiu a classificação para o Mundial da categoria. Segundo o jornal inglês Daily Mail, o olheiro argentino do Manchester City teria indicado o jogador a Roberto Mancini em 2012, quando o italiano era técnico do clube inglês.

—————————————————————————————-

Emanuel Mammana

Data de nascimento: 10 de fevereiro de 1996 (18 anos)

Clubes: River Plate (2014-atual)

Em 2013/2014: nenhuma partida

Capitão na conquista do Sul-americano sub-17 e titular no quarto lugar no Mundial da categoria, ambos em 2013, Emanuel Mammana cria enorme expectativa no país vizinho em relação ao futuro promissor. O zagueiro completou 18 anos há pouco tempo e já é alvo do Valencia (Espanha). Em junho, Emanuel Mammana estreou pela seleção principal no amistoso de preparação para a Copa do Mundo de 2014, contra a Eslovênia, em Buenos Aires.

Chamado às pressas, a joia do River Plate seria utilizada apenas como sparring, denominação para jovens atletas que treinam com a equipe principal argentina para adquirir experiência. Mas, aos 32 minutos da segunda etapa, o técnico Alejandro Sabella resolveu dar uma oportunidade ao garoto e o lançou como lateral-direito.

A atuação de Emanuel Mammana foi boa, rendendo-lhe elogios do comandante e da imprensa local. O curioso é que Mammana ainda não atuou pelos profissionais dos Millonarios em jogos oficiais – só esteve presente num amistoso, contra o Estudiantes. A necessidade urgente de renovação na equipe, principalmente no setor defensivo, põe o camisa 24 do River Plate como forte candidato à vaga no miolo de zaga argentino para a Copa do Mundo 2018.

—————————————————————————————-

Jonathan Silva

Data de nascimento: 29 de junho de 1994 (20 anos)

Clubes: Estudiantes (2011-14), Sporting Lisboa (2014-atual)

Em 2013/2014: 35 partidas (34 como titular)

Lateral veloz, de apoio ao ataque e que se movimenta bastante, abrindo espaços e sendo opção para o desafogo. Foram com esses predicados que o Estudiantes de La Plata acertou a venda de sua revelação ao Sporting Lisboa. A equipe portuguesa desembolsou R$ 8,5 milhões por 80% dos direitos econômicos de Jonathan Silva. O jovem chega para suprir a transferência do compatriota Marcos Rojo, titular da seleção argentina na última Copa.

O contrato é válido por cinco temporadas e a multa rescisória é de R$ 135 milhões, o que mostra o quanto o time lisboeta espera do atleta. Jonathan Silva deixa o Estudiantes após três temporadas, em que disputou 54 partidas, com um gol marcado, 13 amarelos e dois vermelhos recebidos. O presidente da equipe argentina, Enrique Lombardi, exaltou a revelação: “Jonathan Silva joga com alma e coração e é bastante completo”.

Assim como muitos laterais brasileiros, ele pode atuar mais adiantado devido a sua boa capacidade de criar jogadas pelo lado esquerdo e por ter bom chute de fora da área. Pelas seleções de base da Argentina, Jonathan Silva esteve presente no Sul-americano sub-17 de 2013 e no Mundial da categoria no mesmo ano.

—————————————————————————————-

Lucas Romero

Data de nascimento: 18 de abril de 1994 (20 anos)

Clubes: Vélez Sarsfield (2012-atual)

Em 2013/2014: 35 partidas (29 como titular)

Muito aguerrido em campo, Lucas Romero foi um dos destaques na má campanha da seleção sub-20 no Sul-americano de 2013. Sobrecarregado, já que a Albiceleste era bastante ofensiva, ele deu conta do recado na marcação. Lucas Romero se apresenta como opção de saída de bola para os zagueiros e tem qualidade para fazer a transição entre a defesa e o ataque.

Romero protege os zagueiros e joga simples, trabalhando com as duas pernas e entregando a bola rapidamente a um companheiro. O volante tem boa antecipação, o que o ajuda a interceptar os ataques rivais. Romero também arrisca chutes fortes de média distância, grande parte deles rasteiros e procurando os cantos da meta adversária, o que resulta em gols. Por ser um volante com estilo de jogo “pegador” e jovem, Lucas Romero comete muitas faltas, o que explica os 25 cartões amarelos recebidos em 68 partidas nas duas temporadas em que defendeu o Vélez.

No currículo, o jogador tem a conquista do Apertura 2012 e da Superfinal da elite argentina 2012/13. Além disso, participou das campanhas do clube na Libertadores e na Copa Sul-americana em 2013 e em 2014. Devido aos rumores de uma possível transferência ao futebol europeu, Lucas Romero está valorizado. Internazionale de Milão, Lazio, Manchester United e Atlético de Madrid seriam os clubes interessados no jogador de R$ 30 milhões.

—————————————————————————————-

Bruno Zuculini

Data de nascimento: 2 de abril de 1993 (21 anos)

Clubes: Racing (2010-14), Manchester City (2014-atual)

Em 2013/2014: 28 partidas (todas como titular)

Volante de bons passes, veloz e que se apresenta bem na área como elemento surpresa, marcando gols como legítimo centroavante vindo de trás, além de colocar companheiros em boas condições de balançar as redes. Estes requisitos levaram Bruno Zuculini a assinar com o Manchester City em junho de 2014.

O atual campeão inglês pagou pouco mais de R$ 11 milhões ao Racing Club. Formado em La Academia, como é conhecido o clube de Avellaneda, Bruno Zuculini disputou 92 jogos, com dez gols marcados e 22 assistências, além de 21 amarelos e um vermelho recebidos.

Zuculini já mostrou serviço no primeiro amistoso dos Citizens. Na vitória de 4 a 1 sobre o Sporting Kansas City (Estados Unidos), ele abriu o placar com voleio de fora da área. Apesar do bom início, o jogador tem forte concorrência no meio de campo e, por conta disso, clubes da Espanha demonstraram interesse em contar com o talento do prodígio por empréstimo – acabou indo para o Valencia e vai disputar sua primeira temporada na Europa, onde encontrará o compatriota Rodrigo de Paul. Bruno é irmão de Franco Zuculini, também volante, que defende o Bologna (Itália).

—————————————————————————————-

Juan Manuel Iturbe

Imagem de Amostra do You Tube

Data de nascimento: 4 de junho de 1993 (21 anos)

Clubes: Cerro Porteño (2009), Quilmes (2009-10), Cerro Porteño (2010-11), Porto (2011-12), River Plate (2013), Porto (2013), Hellas Verona (2013-14) e Roma (2014-atual)

Em 2013/2014: 33 partidas (29 como titular, com oito gols marcados)

Não é de hoje que os argentinos depositam muita confiança em Juan Manuel Iturbe. Há pelo menos cinco anos, o jogador é apontado como o próximo craque a brilhar pela Albiceleste. A baixa estatura, a perna canhota como amiga fiel e a velocidade aliada aos dribles curtos, inevitavelmente o comparam a Lionel Messi.

Na Copa do Mundo 2018, o craque do Barcelona terá 31 anos e vai precisar de companheiros talentosos a seu lado para conduzir os hermanos ao tão sonhado tricampeonato. E Juan Manuel Iturbe pode ser um deles. Entretanto, as cobranças por belas apresentações mexeram com o jogador… Revelado pelo Cerro Porteño (Paraguai), no qual conquistou o Apertura de 2009, Iturbe brilhou no Sul-americano sub-20 de 2011, mas não conseguiu repetir as boas atuações no Porto e no River Plate.

Voltou a ter destaque no modesto Hellas Verona. Em 2014/15, foi contratado pela Roma a peso de ouro. O time da capital italiana pagou R$ 66 milhões e espera encontrar algo de Messi na promessa argentina. Mais uma oportunidade para Juan Manuel Iturbe mostrar seu potencial e se firmar, após boa bagagem por diferentes clubes em pouco tempo de carreira.

—————————————————————————————-

Lucas Ocampos

Data de nascimento: 11 de julho de 1994 (20 anos)

Clubes: River Plate (2011-13), Monaco (2013-atual)

Em 2013/2014: 39 partidas (15 como titular, com sete gols)

Lucas Ocampos é uma meia argentino diferente, que foge das características tradicionais dos meias de seu país natal. O camisa 11 do Monaco tem 1,87 cm e joga aberto pela direita, explorando sua habilidade, velocidade e excelente controle de bola. Ele não é um jogador de toques e dribles curtos e que ainda finaliza e corre bastante. Ainda sem se firmar na equipe titular, Lucas Ocampos tem sido bastante acionado no decorrer das partidas e já contribuiu para a equipe monegasca ao anotar 12 gols e distribuir três assistências.

Diretoria e torcedores da equipe francesa esperam desenvolvimento ainda maior do jogador, para que ele faça jus ao investimento de quase R$ 36 milhões. Ocampos tem dois títulos nacionais, ambos na segunda divisão. Em 2011/12, ajudou o gigante River Plate a voltar à elite argentina e na temporada seguinte foi a vez de resgatar o Mônaco. Com contrato até 2017 e atuando em um clube que faz parte dos novos ricos do futebol, Lucas Ocampos tem tempo para finalmente conquistar um título de expressão. Ele jogou as duas partidas do Monaco em 2014/15.

—————————————————————————————-

Rodrigo de Paul

Imagem de Amostra do You Tube

Data de nascimento: 24 de abril de 1994 (20 anos)

Clubes: Racing (2012-14), Valencia (2014-atual)

Em 2013/2014: 37 partidas (35 como titular com quatro gols)

Mais uma joia formada no excelente trabalho das categorias de base do Racing Club, Rodrigo de Paul era o principal jogador do clube há duas temporadas e, junto com Bruno Zuculini e Luciano Vietto, ajudou a equipe a escapar do rebaixamento. Devido à crise financeira que vive o futebol argentino e para o azar do Racing Club, todas as três promessas já foram negociadas.

Rodrigo de Paul foi o primeiro a partir. O meia-atacante foi negociado por R$ 13,5 milhões com o Valencia e chega para fazer parte do projeto que pretende colocar o clube espanhol em condições de brigar por títulos novamente, apostando em jovens talentos a preços baixos.

No Racing Club, o camisa 10 do time argentino disputou 54 jogos, marcou seis gols e deu oito assistências. As principais qualidades de Rodrigo de Paul são os dribles, a velocidade e os chutes de fora da área. Seu estilo de jogo é vertical, tornando-o um jogador objetivo, apesar de abusar do individualismo. O meia-atacante ainda precisa evoluir na parte defensiva.

—————————————————————————————-

Mauro Icardi

Imagem de Amostra do You Tube

Data de nascimento: 19 de fevereiro de 1993 (21 anos)

Clubes: Sampdoria (2011-13) e Internazionale de Milão (2013-atual)

Em 2013/2014: 23 partidas (13 como titular, com nove gols)

Destaque do Calcio na temporada 2012/13 atuando pela Sampdoria, após anotar 11 gols e dar três assistências, Mauro Icardi despertou o interesse da Internazionale de Milão. Na equipe Nerazurri, o jovem atacante tinha tudo para repetir o sucesso do compatriota Diego Milito. Acostumado ao estilo de jogo italiano e à companhia de cinco argentinos no elenco, uma tradição da Internazionale, Mauro Icardi se adaptou bem ao novo clube.

Porém, duas pubalgias consecutivas o tiraram de campo por três meses. As lesões o impediram de ter sequência de partidas, desfalcando a equipe em uma temporada nebulosa que não deixará saudades. A dor maior provocada pelas lesões foi a interrupção nas convocações para defender a seleção argentina.

Dois meses antes da primeira pubalgia, o camisa 9 estreava pelos hermanos nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2014, contra o Uruguai. Apesar do ano turbulento da Internazionale, que terminou o Calcio em quinto lugar e 52 pontos atrás da campeã Juventus, e do longo tempo machucado, Mauro Icardi balançou as redes nove vezes e deu um passe para gol. Recuperado, ele se prepara para recolocar a Internazionale no patamar recente.

Dentro de campo

O grande problema da Argentina pode ser a vulnerabilidade do lado esquerdo. Uma vez que Rodrigo de Paul tem a deficiência de não acompanhar os laterais adversários e preencher o meio de campo. Quando a equipe não tem a posse de bola, os apoios de Lucas Romero e Jonathan Silva precisam ser contidos.

Volante e lateral esquerdo fariam alternância nas subidas ao ataque. Do lado direito, Lucas Ocampos, por já ter experiência europeia, volta para ajudar na marcação, o que pode facilitar as chegadas de Bruno Zuculini como elemento surpresa. O meia pela direita ajudaria a municiar Icardi com jogadas de linha de fundo e cruzamentos para a referência na área. Já do lado esquerdo, as características de De Paul são diferentes.

Atuando na esquerda, o jogador, que é destro, gosta de cortar para dentro e arriscar de fora da área ou até mesmo buscar jogo na posição que Juan Iturbe ocuparia. Com isso, poderia haver uma modificação. Iturbe, apesar de ser o mais talentoso da equipe e ter, a priori, a responsabilidade de ser o criador de jogadas, poderia ser deslocado para a esquerda, a fim de efetuar jogadas de linha de fundo procurando Icardi.

Outras joias

Matías Kranevitter: volante do River Plate, 21 anos. Campeão da Libertadores sub-20 em 2012 e do Clausura de 2014 pelos profissionais. Disputou também o Sul-americano sub-20 em 2013 com a seleção. Jogador de movimentação, qualidade nos passes e nos desarmes.

Federico Cartabia: meia do Valencia, emprestado ao Córdoba, 21 anos. Revelado no clube espanhol, chamou a atenção ainda no time B. Alçado ao time principal, fez 41 partidas na temporada passada, marcando três gols e dando três assistências. Foi emprestado ao recém-promovido à elite para ganhar experiência.

Leandro Paredes: meia da Roma, 20 anos. Comparado a Riquelme, Paredes despontou no Boca Juniors, marcando cinco gols em 28 jogos. Serviu as seleções sub-15 e sub-17 e disputou a segunda metade da temporada 2013/14 pelo Chievo, em sua primeira experiência europeia.

Luciano Vietto: atacante do Villarreal, 20 anos. Rápido, leve e bom finalizador. Mais um talento lapidado no Racing Club e vendido barato e precocemente, por pouco mais de R$ 16 milhões. Em duas temporadas foram 71 jogos e 18 gols marcados, com sete assistências.

Ezequiel Ponce: atacante do Newell´s Old Boys, 17 anos. Jogador mais jovem a atuar profissionalmente pelo Newell´s, aos 16 anos e 7 meses, é também um dos mais jovens a marcar na elite local. O clube de Rosário resistiu a uma oferta de investidores, que desejavam adquirir metade do passe do rápido e bom finalizador atacante.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede