Futebol da Coreia do Norte vive terceira boa fase de sua história

Os norte-coreanos jogaram pela primeira vez como seleção nacional em 7 de outubro de 1956. A partida, reconhecida pela FIFA, foi diante da China, em Pequim, e terminou com vitória da Coreia do Norte por 1 a 0. De lá para cá, o futebol do país teve poucos momentos em que esteve sob os holofotes mundiais…

O primeiro deles – e o mais marcante da história norte-coreana – ocorreu na Copa do Mundo 1966, na Inglaterra. Ainda nas eliminatórias, a Coreia do Norte deveria disputar vaga no Mundial contra Coreia do Sul, África do Sul e Austrália – sim, o qualificatório daquela época envolvia seleções africanas, asiáticas e da Oceania na mesma chave.

A África do Sul foi banida por violar um artigo da FIFA sobre discriminação (por causa do apartheid), o que perdurou até 1992. Já a Coreia do Sul desistiu depois da mudança do local dos jogos do Japão para Camboja, um dos poucos países que tinham relações diplomáticas com a Coreia do Norte – claro, os cambojanos também viviam no socialismo.

Assim, apenas Coreia do Norte e Austrália disputaram vaga na Copa do Mundo 1966, em suas primeiras participações nas eliminatórias. Em dois jogos disputados em Phnom Penh, capital de Camboja, a Coreia do Norte fez nove gols e levou apenas dois, se classificando ao Mundial. No Grupo 4, os norte-coreanos encararam União Soviética, Chile e Itália.

Com uma vitória (1 a 0 na Itália), um empate (1 a 1 com o Chile) e uma derrota (3 a 0 para a União Soviética), a Coreia do Norte surpreendeu o mundo e ficou com a segunda vaga da chave, indo às quartas de final. O sonho norte-coreano acabou no confronto diante de Portugal, que contou com Eusébio para virar derrota parcial de 3 a 0 para 5 a 3.

44 anos depois

Quase quatro décadas e meia depois de assombrar o mundo, a seleção da Coreia do Norte surpreendeu novamente. Nas eliminatórias asiáticas para o Mundial da África do Sul 2010, a equipe começou na fase preliminar, eliminando a Mongólia por 9 a 2, em dois jogos. Na fase de grupos, os norte-coreanos enfrentaram Coreia do Sul, Jordânia e Turcomenistão, empatando duas vezes com os vizinhos e terminando em segundo lugar, com os mesmos 12 pontos dos sul-coreanos.

Na fase final, a Coreia do Norte mediu forças com Coreia do Sul, Arábia Saudita, Irã e Emirados Árabes Unidos, chegando à última rodada com chances de classificação. Em Riad, capital saudita, os norte-coreanos seguraram empate sem gols com os donos da casa e ficaram à frente do adversário, atingindo a vaga direta à Copa do Mundo. No torneio, porém, a Coreia do Norte perdeu os três jogos no Grupo G, para Brasil (1 a 0), Portugal (7 a 0) e Costa do Marfim (3 a 0), ficando na última posição da chave.

Após o Mundial 2010, a Coreia do Norte sumiu dos holofotes, tendo participação ruim na Copa da Ásia 2011 (eliminação na fase de grupos) e queda na segunda fase das eliminatórias asiáticas para a Copa do Mundo 2014. Porém, em 2014, a Coreia do Norte vem tendo ótimos resultados em várias categorias com as seleções nacionais e também em nível de clubes. O Plano Tático faz a partir de agora um resumo dos bons resultados norte-coreanos!

AFC Presidents Cup

O torneio asiático, espécie de terceira divisão continental, teve sua última edição em 2014. E foi a primeira vez que um time da Coreia do Norte esteve presente, participando de um torneio internacional. No Grupo B, o Rimyongsu encarou HTTU Asgabat (Turcomenistão), Ceres (Filipinas) e Tatung (Taiwan), somando cinco pontos, um à frente dos filipinos, mas com dois a menos que os turcomenos.

Foi o suficiente para o time formado apenas por jogadores norte-coreanos avançar ao triangular semifinal, no qual enfrentou Sheikh Russel (Bangladesh) e Erchim (Mongólia). Com duas vitórias em dois jogos, o Rimyongsu garantiu vaga na final do torneio, mas levou de 2 a 1 do HTTU Asgabat, no Sri Lanka, ficando com o honroso vice-campeonato, logo na primeira participação internacional de um time da Coreia do Norte.

A título de curiosidade, os países que disputam a AFC Presidents Cup vão poder jogar a fase preliminar da AFC Cup 2015, valendo vaga na fase se grupos. Ou seja, mais experiência para os times de menor expressão da Ásia contra equipes mais fortes. Incluindo os norte-coreanos.

Imagem de Amostra do You Tube

Campeonato Asiático sub-16

Em setembro de 2014, a seleção sub-16 da Coreia do Norte jogou o torneio continental da categoria, após passar fácil nas eliminatórias, incluindo goleada de 18 a 0 sobre Ilhas Marianas do Norte – China e Mianmar completaram o grupo. Na chave C do torneio, a Coreia do Norte encarou Uzbequistão, Nepal e Kuwait, somando seis pontos, um a menos que os uzbeques e dois à frente do Nepal.

Nas quartas de final, o futuro da Coreia do Norte segurou empate sem gols com o Irã e venceu nos pênaltis por 4 a 2, seguindo adiante. Nas semifinais, mas uma disputa acirrada, desta vez com a Austrália. Após igualdade de 1 a 1, as penalidades máximas (4 a 1) levaram os norte-coreanos à decisão.

Na ocasião, a Coreia do Norte já havia alcançado vaga na Copa do Mundo sub-17 de 2015, mas a seleção desejava muito superar a rival Coreia do Sul na disputa do título. E houve êxito: apesar de ter começado perdendo, a Coreia do Norte virou o jogo no segundo tempo com dois bonitos gols e ficou com o título do torneio! Será a quarta participação do país na competição. Das três edições anteriores, a Coreia do Norte passou da primeira fase em duas, indo até o primeiro mata-mata, em 2005 (estreia) e em 2007.

Imagem de Amostra do You Tube

Campeonato Asiático sub-19

No torneio asiático valendo vaga na Copa do Mundo sub-20 de 2015, a Coreia do Norte venceu sua chave nas eliminatórias, tendo 100% de aproveitamento contra Tailândia, Cingapura e Brunei – 12 gols marcados e nenhum sofrido. Na fase final, a equipe ficou na segunda posição do Grupo D, três pontos atrás do Catar e à frente do Iraque por causa da vitória no confronto direto. Nas quartas de final, os norte-coreanos eliminaram os poderosos japoneses nos pênaltis (5 a 4), após empate a um gol.

Nas semifinais, goleada impiedosa da Coreia do Norte sobre o Uzbequistão (5 a 0) deixou os norte-coreanos entusiasmados, mas a equipe acabou perdendo a final para o Catar, por 1 a 0. Menos mal, pois a Coreia do Norte se garantiu no Mundial sub-20 pela terceira vez e tentará passar da fase de grupos, algo que seria inédito.

Imagem de Amostra do You Tube

Jogos Asiáticos

Na espécie de Olimpíadas da Ásia, a Coreia do Norte teve ótimos resultados com as seleções masculina e feminina, ambas sub-23. Os homens tinham dois jogadores atuando no exterior, em Liechtenstein e no Japão, e tiveram campanha 100% na primeira fase, com duas vitórias, diante de China (3 a 0) e Paquistão (2 a 0).

Nas oitavas de final, vitória tranquila de 4 a 1 sobre a Indonésia, mas jogo complicado contra os Emirados Árabes Unidos, nas quartas de final. O gol norte-coreano foi marcado aos 48 minutos do segundo tempo. Nas semifinais, o time sub-23 da Coreia do Norte precisou da prorrogação para eliminar o Iraque, e provou do próprio veneno ao perder o título do torneio para a rival Coreia do Sul, que marcou nos acréscimos do segundo tempo da prorrogação.

Imagem de Amostra do You Tube

O time feminino sub-23 foi ainda melhor. No Grupo C, a Coreia do Norte conseguiu duas vitórias contra Vietnã e Hong Kong, ficando na liderança da chave, com dez gols anotados e nenhum sofrido – os três times avançaram. Nas quartas de final, vitória de 1 a 0 sobre a China e nas semifinais triunfo importante (2 a 1) diante da rival Coreia do Sul. Na decisão do título, a Coreia do Norte encarou o Japão e fez 3 a 1, ficando com o título do torneio – a seleção norte-coreana não vai jogar a Copa do Mundo Feminina de 2015, pois foi suspensa pela FIFA após duas jogadoras serem flagradas no exame antidoping.

Desafio para 2015

Ano que vem, a Coreia do Norte tentará continuar em evolução e quem sabe fazer história em nível continental, com a seleção principal. Na história da Copa da Ásia, a melhor performance do pais ocorreu em 1980, quando a equipe ficou na quarta posição, ao perder a disputa do terceiro lugar para o Irã (3 a 0). Em 16 edições do torneio, esta será apenas a quarta participação da Coreia do Norte, que pela primeira vez disputa duas edições em sequência.

O time, que venceu a AFC Challenge Cup 2012, vai jogar no Grupo B, ao lado de Uzbequistão, Arábia Saudita e China. A estreia está marcada para 10 de janeiro, contra os uzbeques. Já terá sido um milagre a Coreia do Norte passar da fase de grupos, mas talvez o grande momento do país aconteça no médio-prazo, quando os jovens das atuais seleções de base estiverem mais experientes. O futuro da Coreia do Norte no futebol parece realmente promissor…

Informações

- A rivalidade entre Coreia do Sul e Coreia do Norte, dentro de campo, começou com empate sem gols em 22 de dezembro de 1978, pelos Jogos Asiáticos. De lá para cá, as duas seleções já se enfrentaram 15 vezes, entre partidas oficiais e amistosos. São sete vitórias sul-coreanas, apenas uma da Coreia do Norte e sete empates. Os coreanos do norte marcaram seis vezes, enquanto os do sul já fizeram 16 gols.

- Atualmente, 16 jogadores norte-coreanos atuam no exterior. São sete no Japão, na primeira e na segunda divisões, um na Coreia do Sul (Jong Tae-se, que chegou a jogar na Alemanha) e um na Suiça, com a camisa do Vaduz, time de Liechtenstein.

- A seleção principal da Coreia do Norte venceu pela última vez em 6 de fevereiro de 2013, 1 a 0 sobre Laos, num amistoso. A equipe vem de três derrotas seguidas (2 a 1 e 1 a 0 para o Kuwait e 2 a 0 para o Iraque) e um empate (2 a 2 com o Bahrein( e atualmente ocupa o 148º lugar no Ranking FIFA, atrás de Curaçao e Ilhas Maldivas. O país terá vários amistosos de preparação visando à Copa da Ásia:

06/11 | Catar 3×1 Coreia do Norte (Catar)

13/11 | Coreia do Norte x Hong Kong (Taiwan)

16/11 | Coreia do Norte x Guam (Taiwan)

19/11 | Taiwan x Coreia do Norte (Taiwan)

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede