Tag - marquinhos - Plano Tático

Copa do Mundo 2018: jovens promessas [Brasil]

A seleção

Outras seleções

Alemanha | Argentina | Holanda | França | Colômbia

Espanha | Uruguai | Bélgica | Portugal | Inglaterra

Depois do vexame dos 7 a 1 no Mineirão, a palavra renovação virou tema obrigatório nos jornais, programas e debates esportivos. O pedido era unanimidade: atenção à formação de novos jogadores. Muitas críticas em relação às categorias de base dos clubes brasileiros e poucas mudanças. Atletas saindo do país antes de estrear profissionalmente é rotina. Todos os principais times do Brasil possuem dívidas e as utilizam como justificativa para não investir em melhores condições de treinamento para as suas joias.

A escolha de Dunga para reassumir a seleção brasileira colocou em dúvida o futuro do futebol nacional. Apesar de graves problemas, ainda é possível prospectar uma boa Copa do Mundo 2018, na Rússia. Talentos não faltam, basta encontrar alguém que os direcione em um caminho diferente daquele que foi percorrido até aqui.

O Plano Tático aproveita para avisar que essa e a última parte da Série de Reportagens das jovens promessas para a Copa do Mundo 2014, realizada pelo colaborador do site Caio Fiusa.

As promessas do Brasil

Ederson Moraes

Data de nascimento: 17 de agosto de 1993 (21 anos)

Clubes: Ribeirão (2011-12), Rio Ave (2012-atual)

Em 2013/14: 28 partidas (todas como titular)

Pouco conhecido no Brasil, mas já de certo prestígio em Portugal, Ederson é mais um entre os muitos jogadores de futebol que deixam o país antes de atuar por um clube profissionalmente. Formado pelo São Paulo, o goleiro tem como principais virtudes os reflexos e o posicionamento e foi vendido ao Benfica com apenas 16 anos, em meados de 2009.

Ederson só foi jogar na categoria principal dois anos depois. Negociado com o Ribeirão, da segunda divisão portuguesa, ele foi o titular absoluto da equipe em 2011/12, disputando 30 partidas. Apesar de não conseguir o acesso com o time, o goleiro se destacou e acertou com o Rio Ave. Depois de temporada de adaptação, com apenas oito jogos, veio a afirmação com uma boa sequência. Para a tristeza de Ederson, 2013/14 terminou com dois vice-campeonatos para o Benfica – Taça de Portugal e Taça da Liga Portuguesa.

Embora ainda não tenha conquistado nenhum título de expressão, o boom vivido por Ederson no Rio Ave o levou à seleção sub-20. Nela, ela venceu o Torneio Internacional de Toulon 2014 e atualmente integra o elenco sub-21, que se prepara para a disputa das Olimpíadas 2016, no Rio de Janeiro.

—————————————————————————

Fabinho

Data de nascimento: 23 de outubro de 2014 (21 anos)

Clubes: Real Madrid Castilla (2012-13), Real Madrid (2013), Monaco (2013-atual)

Em 2013/14: 31 partidas (26 como titular, com um gol)

A trajetória do lateral-direito Fabinho é no mínimo curiosa. Revelado pelo Fluminense, foi negociado com o Rio Ave (Portugal), sem fazer uma única partida pelo Tricolor. Antes que pudesse estrear profissionalmente pela equipe portuguesa, foi emprestado ao todo poderoso Real Madrid. Com apenas 18 anos, o jogador de bons cruzamentos, força e velocidade realizava o sonho de muitos.

Na capital espanhola, Fabinho atuou pelo Real Madrid Castilla, equipe B, que disputa a segunda divisão. Foram 30 partidas, dois gols e uma assistência. O ápice da temporada ocorreu no dia 8 de maio: o lateral foi chamado para compor o banco da equipe principal, no jogo contra o Málaga. Aos 31 minutos da segunda etapa, entrou e campo e contribuiu com uma assistência na vitória por 6 a 2 dos galácticos.

As boas atuações o levaram ao novo rico do futebol europeu: o Monaco, clube onde está em sua segunda temporada emprestado e é titular absoluto. Fabinho estreou por seleções de base em 2014, quando foi chamado para a equipe sub-21. Além disso, o lateral-direito foi o escolhido para substituir Maicon, cortado por indisciplina, na seleção principal.

—————————————————————————

Marquinhos

Data de nascimento: 14 de maio de 1994 (20 anos)

Clubes: Corinthians (2012), Roma (2012/13), PSG (2013-atual)

Em 2013/14: 32 partidas (26 como titular, com cinco gols)

Um dos nomes mais especulados na última janela de transferências, por pouco Marquinhos não deixou Paris e se transferiu para Barcelona. E havia ainda quem dissesse que o Manchester United também mirava o defensor, que ao se transferir da Roma para o PSG, por 35 milhões de euros, se tornou o quarto mais caro da história. Atualmente é o quinto, atrás dos companheiros de time David Luiz – o primeiro colocado, vindo do Chelsea por 50 milhões de euros – e Thiago Silva – o terceiro, que deixou o Milan por 42 milhões de euros.

Exímio marcador, bom nas jogadas aéreas, no controle de bola e nos passes, além de frio e veloz para um zagueiro, Marquinhos, que pode jogar como lateral-direito, despertou a atenção do futebol europeu. Foram apenas 14 partidas pelo profissional do Corinthians, clube onde ficou por dez anos. Na base do Timão conquistou o Paulista sub-15 em 2010 e a Copa São Paulo 2012. Marquinhos rendeu mais de R$ 8 milhões aos cofres do time paulistano.

Na Itália, Marquinhos teve desempenho impressionante. Em 30 partidas pela equipe giallorossi, manteve regularidade de boas atuações, sendo titular em 26 e só recebendo um amarelo e um vermelho. Logo se tornou um dos jogadores mais adorados do time. A rápida adaptação a Roma se repetiu em Paris, onde o zagueiro foi um dos destaques do multicampeão nacional.

Marquinhos foi campeão sul-americano e quarto lugar no Mundial sub-17, em 2011. O zagueiro ainda venceu o Torneio Internacional de Toulon 2014. Apesar da idade, ele não integra mais as seleções sub-20 e sub-21. O jogador tem sido chamado para defender a principal, comandada por Dunga.

—————————————————————————

Dória

Data de nascimento: 8 de novembro de 1994 (19 anos)

Clubes: Botafogo (2012-14) e Olympique de Marselha (2014-atual)

Em 2013: 49 partidas (47 como titular, com quatro gols)

Depois de muitos anos, o Botafogo finalmente conseguiu formar jogadores de alto nível. O nome mais expressivo da talentosa geração do Glorioso é Dória. O zagueiro canhoto de 1,89m de muita força, bons desarmes, velocidade e eficiência nas jogadas aéreas chegou a ser comparado a Thiago Silva, à época no Milan, e especulado como um possível parceiro. O defensor fez sua estreia pelos profissionais do alvinegro com apenas 17 anos, em 2012. Terminou o ano como titular absoluto da posição.

No início de 2013, disputou o Sul-Americano sub-20, no qual o Brasil foi eliminado na primeira fase. Apesar disso, teve boa atuação e chamou a atenção da Juventus. Ao longo do ano, Dória se firmou como um dos melhores e mais utilizados do time, tendo conquistado o Campeonato Carioca e garantindo assim convocação para a seleção sub-20, onde venceu o Torneio Internacional de Toulon e a Valais Cup.

As boas atuações o levaram à primeira convocação para a seleção principal, que enfrentaria a Bolívia em amistoso. A transferência para a Juventus parecia certa. Entretanto, o time da Estrela Solitária conseguiu segurar a sua joia até a temporada seguinte. Além dos italianos Milan e Juventus, o zagueiro foi cogitado como reforço em Barcelona, Chelsea, entre outros. Dória encerrou 2013 com a tão sonhada vaga para a Libertadores 2014, torneio que o Botafogo não disputava há 17 anos.

Devido ao grave momento financeiro que o clube carioca atravessa, Dória foi vendido ao Olympique de Marselha por 10 milhões de euros. A contratação não foi aceita pelo treinador do time francês, Marcelo Bielsa, que ainda não escalou o jogador. O zagueiro tem no currículo prêmios individuais, como melhor quarto zagueiro do Campeonato Carioca e do Torneio Internacional de Toulon e melhor jogador da Valais Cup, todos em 2013. Em 2014, foi bicampeão em Toulon.

—————————————————————————

Wendell Borges

Data de nascimento: 20 de julho de 1993

Clubes: Iraty (2011), Londrina (2011-12), Paraná (2012), Londrina (2013), Grêmio (2013-14), Bayer Leverkusen (2014-atual)

Em 2013: 32 partidas (25 como titular, com um gol)

Do interior do Paraná para a Alemanha. Esse caminho foi traçado por Wendell em apenas três temporadas como profissional e com 20 anos. Revelado pelo modesto Iraty, disputou o estadual e se transferiu no mesmo ano para o Londrina, que jogava a segunda divisão local. Ajudou a equipe na volta à elite e jogou o Campeonato Paranaense 2012.

Muito ofensivo, de excelente preparo físico e de bons cruzamentos, Wendell chamou a atenção do Paraná. Emprestado ao novo clube, disputou o Campeonato Brasileiro Série B 2012. Retornou ao Londrina para o estadual 2013, sendo campeão do interior, compôs a melhor defesa do campeonato e foi eleito o melhor lateral-esquerdo. Em junho, foi comprado por R$ 2 milhões pelo Grêmio, que só pôde contar com seu futebol em apenas 31 jogos.

Em apenas oito meses no Tricolor Gaúcho, o lateral teve valorização gigantesca. Wendell foi vendido ao Bayer Leverkusen por mais de R$ 19 milhões. O jogador estreou pelas seleções de base em 2014 e com o pé direito. Ele foi campeão do Torneio Internacional de Toulon sub-20.

—————————————————————————

Rodrigo Caio

Data de nascimento: 17 de agosto de 1993 (21 anos)

Clubes: São Paulo (2011-atual)

Em 2013: 58 partidas (54 como titular, com quatro gols)

Zagueiro, volante e se precisar lateral, sem dúvida a maior virtude de Rodrigo Caio é jogar em diversas posições com a mesma qualidade. Apesar de estrear em um péssimo jogo do São Paulo, que resultou em humilhante derrota por 5 a 0 para o rival Corinthians, o jogador deu a volta por cima e se tornou um dos mais utilizados do elenco. Excelente marcador, perigoso nas jogadas aéreas e de bons toques, principalmente nas saídas de bola, não à toa foi especulado como reforço do Barcelona, que procurava desesperadamente por um zagueiro.

Em agosto, mesmo mês em que surgiu a notícia de uma possível transferência para o time da Catalunha, Rodrigo Caio teve grave lesão em partida contra o Criciúma pelo Brasileiro e esfriou o interesse dos espanhóis. O jogador, que era titular absoluto e havia disputado 25 partidas, todas nesta condição, rompeu os ligamentos do joelho esquerdo e só volta a jogar em 2015.

No São Paulo, Rodrigo Caio foi campeão da Copa Sul-Americana 2012 e da Eusebio Cup, em 2013. Pelas seleções de base do Brasil, ele foi campeão e eleito melhor jogador do Torneio Internacional de Toulon sub-20 em 2014. O atleta do São Paulo foi ainda determinante na conquista do Quadrangular Internacional, torneio preparatório que contou com Brasil, Argentina, Uruguai e Chile. Na decisão contra os argentinos, o jogador marcou o único gol da partida, garantindo o título ao país.

—————————————————————————

Lucas Silva

Data de nascimento: 16 de fevereiro de 1993 (21 anos)

Clubes: Nacional de Nova Serrana (2012), Cruzeiro (2012-atual)

Em 2013: 28 partidas (23 como titular, com dois gols)

Titular na melhor equipe do país desde 2013, quando foi campeão brasileiro, Lucas Silva foi capa do jornal madrilenho Marca em outubro de 2014. Segundo o diário, o Real Madrid estaria interessado em contar com o futebol do volante, que se destaca pelos desarmes, chutes de longa distância, regularidade e visão de jogo. Além do mais, os 18 cartões amarelos recebidos em 76 partidas – média de um a cada 4,2 jogos –, pouco para um jogador de marcação, mostram a eficiência da promessa cruzeirense no combate aos adversários.

Em 2012, Lucas Silva foi emprestado ao Nacional de Nova Serrana para a disputa do Campeonato Mineiro. Ele só jogou uma partida e foi justamente contra quem hoje é seu maior rival, o Atlético Mineiro – revés de 4 a 2. De lá para cá, as aparições com a camisa celeste viraram rotina e, além do Brasileirão 2013, ele conquistou o Campeonato Mineiro 2014.

Atualmente, o volante é o mais jovem e um dos que mais atuou na equipe titular do Cruzeiro. A equipe mineira está na briga pelo bicampeonato nacional e pelo título da Copa do Brasil, que culminaria na segunda tríplice coroa na era dos pontos corridos – a primeira foi em 2003. Atacante de origem, o agora volante Lucas Silva tem como inspiração o ex-jogador Juninho Pernambucano. O jogador da Raposa tem treinado cobranças de falta, como fazia o ídolo de Vasco e Lyon. Pelas seleções de base, ele foi campeão do Torneio Internacional de Toulon 2014.

—————————————————————————

Rafinha Alcântara

Data de nascimento: 12 de fevereiro de 1993 (21 anos)

Clubes: Barcelona B (2010-13), Celta de Vigo (2013-14), Barcelona (2014-atual)

Em 2013/14: 32 partidas (28 como titular, com quatro gols)

Filho caçula de Mazinho, tetracampeão em 1994, Rafinha, apesar de brasileiro de nascimento, é fruto de La Masía, Centro de Treinamento dos jovens atletas do Barcelona. O jogador tem excelente qualidade no passe e no controle de bola e é criativo, rápido e driblador.

Canhoto, Rafinha joga com facilidade pelo lado direito, cortando para o meio e abrindo mais espaço para os chutes. Ele também faz jogadas de linha de fundo e passes por entre os zagueiros. Na ótima campanha do Celta de Vigo, contribuiu com sete assistências. Em 2014/15, tem tido algumas oportunidades no remodelado Barcelona, que tem Luís Enrique no comando, seu treinador na temporada passada no Celta de Vigo.

Para sorte do Brasil, Rafinha Alcântara optou por destino no futebol diferente do irmão Thiago, que defende a seleção espanhola. O jogador do Barcelona pretende seguir vestindo a camisa do país onde nasceu e aos poucos vai tendo oportunidades. Chamado para a seleção sub-20, venceu o Torneio Internacional de Toulon e disputou o Sul-Americano da categoria, em 2013. Atualmente, é convocado para a sub-21 que se prepara para as Olimpíadas 2016.

—————————————————————————

Anderson Talisca

Imagem de Amostra do You Tube

Data de nascimento: 1º de fevereiro de 1994 (20 anos)

Clubes: Bahia (2013-14), Benfica (2014-atual)

Em 2013: 38 partidas (19 como titular, com três gols)

Primeira temporada na Europa, 20 anos, artilheiro e melhor jogador do futebol português. Neymar a parte, Anderson Talisca é a sensação brasileira no Velho Continente. Se no Bahia o meia já se destacava por porte físico, qualidade no passe, eficiência nas cobranças de falta, cabeceio e fôlego inesgotável, no Benfica, que o adquiriu por apenas R$ 12 milhões, ele abriu os olhos do mundo para o seu talento com a expressiva marca de sete gols em oito jogos no campeonato local.

A estreia não poderia ter sido melhor. Pelas semifinais da Taça da Honra, contra o Estoril, Anderson Talisca garantiu a vitória benfiquista com o gol do jogo. O título acabou escapando na derrota para o rival Sporting Lisboa, mas o baiano foi eleito o melhor da competição. Com apenas cinco meses de Benfica e um título conquistado (Supertaça de Portugal), o jogador desperta interesse de outros clubes gigantes do continente. O Arsenal é o principal deles.

O torcedor do Bahia mal pôde se acostumar a ver Anderson Talisca em campo com a camisa tricolor. O jogador disputou 68 partidas e marcou 11 gols, sendo dois deles no triunfo por 2 a 0 no primeiro jogo da final do Campeonato Baiano contra o maior rival, Vitória. O meia terminaria a competição como campeão, eleito o melhor jogador e na seleção do campeonato.

A passagem de Anderson Talisca pelas seleções de base conta com o título do Torneio Internacional de Toulon sub-20 em 2013. Atualmente, ele tem sido chamado pelo técnico Alexandre Gallo para a seleção sub-21, que se prepara para as Olimpíadas 2016.

—————————————————————————

Lucas Piazón

Imagem de Amostra do You Tube

Data de nascimento: 20 de janeiro de 1994 (20 anos)

Clubes: Chelsea (2012), Málaga (2013), Vitesse (2013-14), Eintracht Frankfurt (2014-atual)

Em 2013/14: 31 partidas (26 como titular, com 11 gols)

Mais um caso de jovem promessa vendida antes de jogar profissionalmente no país. O meia-atacante formado no São Paulo tinha acabado de completar 17 anos quando o Chelsea pagou mais de R$ 22 milhões por contrato de cinco anos. No clube paulista, na categoria sub-15, ele conquistou os torneios Brasil/Japão, em final contra o maior rival Corinthians, a Copa Nike – torneio nacional – e a Manchester United Premier Cup, fase internacional da Copa Nike, na qual foi um dos destaques da competição.

Técnico, de bons chutes de longa distância e de excelentes passes, Lucas Piazón não demorou para se destacar na Inglaterra. Sem poder jogar na equipe principal dos Blues – só com 18 anos –, o jogador disputou algumas partidas com o time reserva e marcou belos gols, fechando 2011/12 com o título da Copa da Inglaterra sub-21 e vencedor do prêmio de melhor jovem do clube na temporada. Em 2012/13, Lucas Piazón estreou pelo profissional do Chelsea, mas no meio da temporada acabou emprestado ao Málaga, que disputava a Champions League.

No clube espanhol foram 14 jogos, quatro como titular e duas aparições no torneio internacional, ambas contra o Porto. A afirmação de Lucas Piazón veio em 2013/14, na Holanda, país onde jovens atletas têm dominado o futebol. Novamente emprestado, desta vez para o Vitesse, o meia-atacante conseguiu ter sequência de jogos, o que resultou em boas atuações e, claro, gols. Mas, ao fim da temporada, o Chelsea entendeu que a sua promessa precisava de mais bagagem e acertou o terceiro empréstimo consecutivo, fazendo com que o jogador ganhe experiência no quarto país europeu (Alemanha) em quatro anos.

Pelas seleções de base, Lucas Piazón estreou defendendo a equipe sub-15 no Sul-Americano 2009. O jogador foi campeão sul-americano sub-17 e quarto lugar no Mundial da categoria, em 2011. Ele também venceu o Torneio de Toulon 2014.

—————————————————————————

Gabriel (Gabigol)

Imagem de Amostra do You Tube

Data de nascimento: 30 de agosto de 1996 (18 anos)

Clubes: Santos (2013-atual)

Em 2013: 13 partidas (quatro como titular, com dois gols)

Depois das gerações Diego/Robinho e Neymar/Ganso – no que tange aos talentos formados recentemente –, a atual grande revelação do Santos é Gabriel, o Gabigol. Tido como uma das maiores promessas do futebol brasileiro, o atacante canhoto, de 1,76m, desde muito novo é conhecido. Parte da fama precoce se deve aos mais de 600 gols na base santista.

Rápido, habilidoso, finalizador… São muitas as qualidades do garoto que veste a camisa mais “pesada” do futebol nacional, a 10 do time da Vila Belmiro, e pode jogar como centroavante, com características de falso 9, ou como segundo atacante, se movimentando pelos lados e servindo os companheiros, função que em 2014 ele contribuiu com cinco assistências.

Gabriel chegou ao clube com apenas oito anos e estreou pelo profissional com 16. Ele é o artilheiro do Santos na temporada. Ainda tentando se firmar como craque, o menino da Vila já está na história do clube. Durante o Campeonato Paulista 2014, Gabriel marcou o gol de número 12 mil da história do Peixe.

Como a negociação de Neymar para o Barcelona rendeu aos catalães a prioridade na compra de joias santistas, Gabriel é especulado como futuro jogador do time. A provável transferência foi noticiada em alguns jornais europeus como o Sport, da Catalunha, e o britânico Daily Mail. O contrato com o time paulista vai até 31 de dezembro de 2015 e a multa rescisória chega a R$ 150 milhões.

Gabriel é bicampeão paulista na base. O jogador conquistou os títulos nas categorias sub-13 e sub-15, em 2008 e 2011, respectivamente. Em 2012, ele foi campeão brasileiro sub-17. Já em 2014, o atacante venceu o Torneio Internacional de Cotif sub-20 e foi o artilheiro da competição com três gols. A revelação do Santos serve à seleção brasileira desde a categoria sub-15.

Dentro de campo

Com Gabriel fazendo o papel de falso 9 e três meias de muita movimentação, chegada ao ataque e alternância de posição, consequentemente, espaços iriam aparecer para a criação e definição de jogadas. O atacante do Santos sabe jogar enfiado entre os zagueiros e aberto pelas pontas, aproveitando a união de velocidade/habilidade que possui. Assim, tanto Lucas Piazón quanto Rafinha podem fazer o papel de meia armador central, com Anderson Talisca na referência.

Anderson Talisca tem arranque para voltar e buscar a bola mais atrás, iniciando as jogadas. Rafinha mostra velocidade e Lucas Piazón, precisão nos passes. Os volantes Lucas Silva e Rodrigo Caio, além de bons marcadores, têm qualidade na distribuição de jogo e na saída de bola. Ambos trabalham com os dois pés e fazem boas inversões de jogadas.

O polivalente jogador do São Paulo tem experiência como zagueiro, o que facilitaria a formação com três defensores, liberando mais os laterais Wendell e Fabinho, que não possuem características ofensivas. Em um possível esquema 3-5-2, Marquinhos tem velocidade para cobrir a ala direita. Já Dória é eficiente no combate homem a homem.

Outras joias

Bressan: zagueiro do Grêmio, 21 anos. Revelado pelo Juventude, foi titular absoluto do Tricolor Gaúcho em 2013. Em 2014, teve uma lesão na coxa, que atrapalhou maior sequência de jogos. Muito bom nos desarmes e nas jogadas aéreas.

Abner: lateral-esquerdo do Real Madrid, 18 anos. Formado no Coritiba, não quis renovar com o clube e assinou sem custos com os espanhóis. Dono de bom vigor físico para um jovem e lateral, chega bem ao ataque e serve os companheiros. Atua na equipe B dos merengues, que disputa a segunda divisão. Participou do Mundial sub-17 de 2013.

Valdívia: meia do Internacional, 20 anos. Desde 2013 como profissional, tem conseguido mais oportunidades em 2014. Ainda reserva, costuma entrar no segundo tempo e dar ânimo ao Colorado. Em 31 partidas, marcou dois gols e deu uma assistência.

Marcos Guilherme: meia do Atlético Paranaense, 19 anos. No jovem time do Furacão, o camisa 10 é peça fundamental. Dinâmico, muito habilidoso e veloz, o meia não para e dá muita dor de cabeça aos adversários. Durante a boa fase que o rubro-negro vivia no Brasileiro, fazia bela dupla com o atacante Douglas Coutinho. Em 23 partidas, marcou três vezes e deu duas assistências.

Vitinho: atacante do CSKA Moscou, 21 anos. Explodiu no Campeonato Carioca 2013 como promessa de futuro craque. Habilidoso, abusado e rápido, se tornou o principal jogador do Botafogo no Brasileiro, com o holandês Clarence Seedorf no elenco. Antes que a temporada chegasse ao fim, acertou com o CSKA Moscou. Devido à demora para se adaptar, teve seu retorno especulado. Atualmente, é um reserva bastante utilizado no time russo.

Mais antigas

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede