Tag - seleção nicarágua - Plano Tático

Eliminatórias Concacaf para a Copa 2018: todos os favoritos avançam

Nos seis confrontos da terceira fase das eliminatórias da Concacaf para a Copa 2018, quem tinha mais chance de avançar cumpriu o que era esperado na teoria. Mas não foi fácil para algumas seleções, como Jamaica, São Vicente & Granadinas e Guatemala, que conquistaram suas vagas nos minutos finais e continuam sonhando com a Copa 2018. Veja o que de mais importante aconteceu nos jogos de volta. Boa leitura!

Outros textos

Kluivert em Curaçao | 1ª Fase | 2ª Fase

 Canadá | Ida da 3ª Fase

As reviravoltas

Nicarágua 0×2 Jamaica

Os jamaicanos haviam perdido de 3 a 2 para a Nicarágua em casa, a maior surpresa dos jogos de ida da terceira fase do qualificatório para a Copa 2018. Porém, justamente os dois gols anotados pelos anfitriões (estava 3 a 0 para o adversário) deram esperança de classificação.

Lá em Managua, capital nicaraguense, a Jamaica conseguiu o placar que precisava, mas não foi nada fácil. Com o estádio lotado, já que a seleção anfitriã entusiasmava os torcedores, a Jamaica mais uma vez se aproveitou da fragilidade da defesa adversária para abrir o placar logo aos 13 minutos, em cobrança de escanteio.

Aos 27 minutos, a trave salvou a Jamaica do empate de Nicarágua, num grande chute do jogador da casa. No fim do primeiro tempo, o atacante nicaraguense Norfran Nazo perdeu gol cara a cara, uma chance das quais se lamenta ao fim dos 90 minutos.

Na etapa final, os jamaicanos pressionaram e tiveram algumas chances, mas o gol da classificação veio só aos 43 minutos. Mais uma vez pelo alto, um zagueiro nicaraguense tirou mal a bola de cabeça e a deu nos pés de Simon Dawkins, que encheu o pé e colocou a Jamaica na etapa seguinte das eliminatórias para a Copa 2018. A Jamaica avança, mas se repetir o futebol apresentado diante de Nicarágua vai parar por aí. Aos nicaraguenses, resta a esperança de dias melhores, com atenção para evoluir a defesa.

Imagem de Amostra do You Tube

Guatemala 2×0 Antígua & Barbuda

Antígua & Barbuda havia vencido por 1 a 0 em casa, mas sabia que a vantagem era pequena. Na Cidade de Guatemala, capital do país, os guatemaltecos reagiram, fizeram os dois gols necessários e também seguem sonhando com a Copa 2018. Mas também não foi fácil…

O primeiro tempo não houve gols, mas a Guatemala teve pelo menos seis grandes chances de balançar as redes, uma delas incrivelmente perdida pelo craque do país, o atacante Carlos Ruiz, 35 anos, que chutou três vezes no mesmo lance e no último conseguiu jogar a bola na linha de fundo mesmo livre dentro da pequena área e sem goleiro! No segundo tempo, a pressão da Guatemala aumentou ainda mais, com duas bolas na trave e gol equivocadamente anulado por impedimento.

O jogo era atraque contra defesa e uma hora Antígua & Barbuda seria superada, como aconteceu aos 26 minutos, em cabeçada inteligente de Carlos Ruiz, que tirou do alcance do goleiro! Com o 1 a 0, a Guatemala continuou pressionando, já que o adversário havia abdicado da ofensividade desde o minuto inicial.

O gol da classificação veio 14 minutos depois, com Deniss López, em outro  lance de cabeçada dentro da área. No fim, os guatemaltecos ainda acertaram a trave pela terceira vez, numa partida em que só uma seleção atuou. Avanço merecido da Guatemala.

Imagem de Amostra do You Tube

Outros jogos

Aruba 2×1 São Vicente & Granadinas

Talvez Aruba fosse a seleção mais fácil da terceira fase do qualificatório para a Copa 2018, mas São Vicente & Granadinas também tinha suas deficiências. A vitória sã-vicentina no jogo de ida por 2 a 0 parecia tranquila, mas eis que Aruba aproveitou lambança do zagueiro, que recuou nos pés do atacante, e encobriu o goleiro logo aos quatro minutos de jogo.

Aos cinco do segundo tempo, um jogador de Aruba arriscou de fora, a bola bateu na trave e nas costas do goleiro e sobrou Erixon Danso (holandês que joga no Emmen, da segunda divisão) apenas rolar para as redes vazias. Com 2 a 0, o jogo estava indo para os pênaltis, mas a seis minutos do fim São Vicente & Granadinas diminuiu. O atacante Tevin Slater ganhou do zagueiro na força e tocou na saída do goleiro, salvando os são-vicentinos. A campanha da seleção caribenha deve parar na quarta fase das eliminatórias para a Copa 2018.

Imagem de Amostra do You Tube

El Salvador 1×0 Curaçao

Curaçao já havia perdido em casa para El Salvador por 1 a 0, sendo complicada a reversão do placar. E os salvadorenhos, com apoio dos torcedores na capital San Salvador, trataram de encerrar as esperanças curaçaurenses logo aos nove minutos de jogo.

Após cobrança de falta, o zagueiro Jonathan Barrios mergulhou antes de um adversário, já dentro da área, e mandou a bola longe do alcance do goleiro! O estádio lotado comemorou, mas Curaçao não desistiu da partida e esteve perto de empatar em pelo menos três oportunidades, inclusive com jogador salvadorenho salvando em cima da linha!

El Salvador teve algumas chances a partir dos 30 minutos do segundo tempo, mas o saldo final é que os salvadorenhos poderiam ter sido eliminados em casa por Curaçao. O goleiro Henry Hernández salvou muitas vezes a equipe, que precisará evoluir se quiser ir além da quarta fase do qualificatório para a Copa 2018.

Imagem de Amostra do You Tube

Belize 1×1 Canadá

Com 3 a 0 na partida de ida, o Canadá chegou tranquilo a Belmopán, capital belizenha. Com o estádio longe de estar lotado pelos torcedores da casa, em razão do placar elástico do jogo inicial, o Canadá confirmou a tranquilidade durante os 90 minutos.

Só que a moleza canadense resultou no gol de Belize. Após saída errada do goleiro Milan Borjan (Ludogorets/Bulgária), a bola chegou para o craque belizenho Deon McCaulay, que mesmo sem tanto ângulo finalizou forte e acertou o canto do adversário!

Belize passou a acreditar na classificação e o Canadá acordou, com ambas as seleções tendo chances de finalização. Nos acréscimos do primeiro tempo, a zaga belizenha afastou mal e a bola sobrou para o meia Will Johnson, que chutou cruzado e rasteiro, acertando o canto do goleiro!

Com o gol canadense, Belize entendeu que estava difícil de avançar, embora os dois times tenham tido chances, com os belizenhos perdendo dois gols incríveis! No fim, vaga esperada do Canadá, que terá seu grande desafio na quarta fase das eliminatórias para a Copa 2018.

Imagem de Amostra do You Tube

Haiti 3×0 Granada

O confronto mais fácil foi entre haitianos e granadinos. Com os 3 a 1 sobre o adversário fora de casa, o bom time do Haiti teve total tranquilidade no estádio Sylvio Cator, em Porto Príncipe, capital do país. Com bola na trave e dois gols no primeiro tempo, aproveitando passividade da defesa em linha de Granada, o Haiti construiu a vitória.

Na etapa final, o terceiro gol dos haitianos também foi em razão do mau posicionamento da defesa adversária, que realmente não tinha força e qualidade para encarar o setor ofensivo dos donos da casa. Com placar agregado de 6 a 1, o Haiti deixa para trás o vexame das eliminatórias 2014 (foi eliminado por Antígua & Barbuda) e continua sonhando com a Copa 2018.

Imagem de Amostra do You Tube

Informações

- Definidos os classificados para a quarta fase das Eliminatórias Concacaf para a Copa 2018, os três grupos já estão definidos. Os confrontos começam em 13 de novembro de 2015 e irão até 6 de setembro de 2016 (são seis rodadas), com os dois primeiros de cada chave avançando ao Hexagonal Final, a última fase do torneio. Veja os grupos.

Grupo A. México, Honduras, El Salvador e Canadá

Grupo B. Costa Rica, Panamá, Haiti e Jamaica

Grupo C. Estados Unidos, Trinidad & Tobago, São Vicente & Granadinas e Guatemala

Mais antigas

Personagens

Internacionais

Nacionais

Vídeos

Bola na Rede