Barcelona de Rondônia: conheça o 3º Barcelona do Brasil, de Vilhena

Crédito: www.cacellain.com.br

Veja notícias do Futebol Rondoniense no Facebook

O Barcelona é um dos clubes mais icônicos do futebol mundial. Seu símbolo exala tradição e modernidade. Suas conquistas e esquadras memoráveis ao longo dos anos faz com que o clube tenha várias gerações de torcedores pelo mundo todo. A grandiosidade do time atrai jogadores que aspiram envergar o manto blaugrana, seguindo os passos de Ronaldinho Gaúcho, Messi e Neymar, entre muitas outras lendas.

Alguns externam esse fascínio de um modo mais hiperbólico: fundando um clube inspirado nos catalães! Usam brasões semelhantes ao do Barcelona e, por vezes, as mesmas cores, além do nome da capital catalã. O xará mais famoso é o Barcelona de Guayaquil, time grandioso no futebol equatoriano. Os outros com nome de Barcelona são bem mais humildes.

O mais novo Barcelona do Brasil é o de Vilhena, em Rondônia, criado em 7 de outubro de 2016, após ficar 16 anos no futebol amador. A cidade de 100 mil habitantes, localizada na divisa com o Mato Grosso, já possuía um time profissional (Vilhena Esporte Clube), mas o clube não disputou o Campeonato Rondoniense 2016 por problemas financeiros. Em compensação, as duas equipes da cidade disputarão o estadual de 2017. Mas não foi fácil confirmar participação, principalmente para o Barcelona…

O Catalão Vilhenense teve de correr contra o tempo para se inscrever no campeonato. No mesmo mês de sua fundação expirava-se o prazo para inscrição. Apesar da correria, a diretoria efetivou a documentação e disputará o certame contra Vilhena, Real Desportivo, Rondoniense, Ariquemes, Genus, Ji Paraná e Guajará Mirim – o União Cacoalense deve desistir.

Até o momento, o plantel do Barcelona Amazônico conta com 16 jogadores. Conforme planejamento do presidente José Luis, em dezembro de 2016 o clube contratará mais nove atletas e concentrará os treinos na parte física, reservando janeiro para início dos treinos técnicos e táticos.

Foto: José Luiz/ Arquivo Pessoal

Alguns jogadores que já defenderam o Vilhena estão no conselho do clube e também vestirão a camisa do Barcelona, como o goleiro Rocha (já foi entrevistado pelo Plano Tático), Edilsinho e Cabixi, que jogou algumas vezes no time na época amadora. Parte do elenco será formada pelos aprovados na peneira, evento que contou com mais de 120 inscritos entre 16 e 30 anos, que deverão render 24 atletas para o Barcelona, quatro para os profissionais e o restante para a base – o clube cobrou 1kg de alimento não perecível dos inscritos e os doou para famílias carentes da cidade.

O início do Campeonato Rondoniense 2017 será em 11 de março e vai até 11 de junho. São dois turnos e o vencedor de cada um garante vaga na série D 2018. O campeão rondoniense classifica-se para a Copa Verde e Copa do Brasil de 2018.

Se vencer um dos turnos, o Barcelona de Vilhena conseguirá algo que os outros Barças brasileiros nunca alcançaram: disputar um torneio nacional. Enquanto o Barcelona rondoniense sonha com voos altos, os homônimos pelejam nas divisões inferiores de seus estados e já foram obrigados a se licenciar mais de uma vez. Será que o novo Barcelona terá melhor sorte?

O Barcelona Esportivo Capela

Cidade: São Paulo

Fundação: 2004

Onde mandou seus jogos em 2016: estádio Conde Rodolfo Crespi (São Paulo)

Mascote: elefante

Campeonato em 2016: Série B do Campeonato Paulista (4ª divisão)

Artilheiro: Gabriel Alves (dois gols)

Jogador famoso que já passou no clube: Diego Costa, atualmente no Chelsea

O Barcelona Esportivo Capela estreou no Campeonato Paulista B2, equivalente à quinta divisão. Em 12 anos de existência, alternou períodos entre a inatividade do futebol profissional (2008 e 2010 a 2014) e disputas na última divisão do futebol paulista (5ª divisão em 2004 e na 4ª divisão em 2005, 2006, 2007, 2009, 2015 e 2016).

Apesar de o clube ter sido fundado na capital São Paulo, foi no período em que mandava os jogos em Ibiúna que surgiu sua maior revelação. Antes de se transferir para o Sporting Braga (Portugal), Diego Costa jogou pelas categorias de base do Barcelona paulista. O período fez com que o clube tivesse direito a receber parte do dinheiro da transferência entre Atlético de Madrid e Chelsea, referente ao mecanismo da solidariedade.

Os R$ 300 mil ajudaram a reativar o futebol profissional do Barcelona em 2015. Contudo, no Campeonato Paulista da Segunda Divisão (como é chamada a atual quarta divisão), o Barcelona Esportivo Capela continua a fazer campanhas pífias. Em 2016, não passou da primeira fase, terminando em sexto lugar no Grupo 3, à frente apenas de Amparo e Palmeirinha. Foram só sete gols marcados e 26 sofridos em 14 jogos, com campanha de 3v,  3e 8d, incluindo humilhação diante do Taboão da Serra por 7 a 1.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=BUdzPZ6x2FE[/youtube]

———————————————————

O Barcelona Esporte Clube

Cidade: Rio de Janeiro

Fundação: 1999

Onde mandou seus jogos em 2016: Moça Bonita (Rio de Janeiro)

Mascote: cachorro

Campeonato em 2016: Série C do Campeonato Carioca (3ª divisão)

Artilheiros: Luam e Douglas (quatro gols)

Jogador famoso que passou pelo clube: Thiago Silva, atualmente no PSG

O Barcelona carioca estreou em competições oficiais em 2000, quando disputou a quarta divisão do Campeonato Carioca. Assim como o Barcelona Paulista, o do Rio de Janeiro teve períodos de inatividade do futebol profissional em 2003 e de 2004 a 2008.

O clube participou uma vez da quarta divisão, três vezes da segunda e oito vezes da terceira divisão, sendo que em 2004 disputou o segundo e o terceiro níveis. O maior feito do Barcelona do Rio foi o terceiro lugar na terceira divisão do Campeonato Carioca em 2013 e 2016, o que credenciou a equipe a disputar a segundona, cuja passagem foi meteórica: em 2014, zona de rebaixamento em 17º lugar.

Em 2016, o clube teve ótimo desempenho: terminou em terceiro no Grupo A, atrás apenas de São Gonçalo e Serra Macaense. Foram 6v, 5e, 2d, 21 gols a favor e apenas 12 sofridos. Nos playoffs de acesso, o time alcançou a promoção ao passar pelo Rio São Paulo por 1 a 0 em dois jogos. Na classificação geral, ficou em terceiro lugar.

Preparando-se para a Série B do Campeonato Carioca 2017, o presidente Augusto Vieira sinaliza a contratação de dois jogadores da seleção sub-20 da Colômbia, além de promover jovens da categoria de base.

Bastidores do acesso em 2013

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=VP5yNo_3qhY[/youtube]

Informações

– O Barcelona de Rondônia costuma fazer várias ações solidárias. Em 23 de novembro, o clube recebeu 70 crianças e adolescentes entre nove e 16 anos no antigo campo da TSA a fim de garimpar talentos para as categorias de base. Com inscrições gratuitas, a garotada vai precisar tirar boas notas na escola e ter bom comportamento também em casa, formando-se cidadãos. Além disso, no próximo dia 23 de dezembro haverá um jogo beneficente contra os amigos de Héber Araújo (o atacante rondoniense joga no Slaven/Croácia), com 1kg de alimento não perecível de ingresso.

– Outros clubes com nome de Barcelona pelo mundo: Barcelona de Guayaquil (Equador), Club Barcelona Atlético (República Dominicana), FC Miyagi Barcelona (Japão), San Felipe Barcelona FC (Belize), Barcelona Tarrafal (Cabo Verde), Barcelona USA (Estados Unidos). O FC Miyagi Barcelona e o Barcelona USA disputam apenas campeonatos de base.

– O astro japonês Shinji Kagawa jogou no FC Miyagi Barcelona entre 2001 e 2005.

– Depois do clube catalão, o Barcelona mais vitorioso é o de Guayaquil com 14 títulos nacionais.

– O Club Barcelona Atlético venceu pela primeira vez o campeonato dominicano em 2016. Na primeira fase, o time disputou 18 jogos (ida e volta entre os dez participantes) e somou 38 pontos (11v, 5e, 2d), ficando na liderança. Nas semifinais, o Barcelona Atlético superou o San Cristóbal por 4 a 1 em dois jogos e venceu o Cibao por 3 a 1 em jogo único na decisão.

Últimas

Assine Nossa Lista de E-mail!

* indicates required